• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1986.tde-20210918-211502
Documento
Autor
Nome completo
Moacyr Bernardino Dias Filho
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1986
Orientador
Título em português
Efeito do estresse hídrico em algumas respostas morfológicas e fisiológicas de Panicum maximum Jacq. cv. tobiatã
Palavras-chave em português
CAPIM TOBIATÃ
ESTRESSE HÍDRICO
FISIOLOGIA VEGETAL
MORFOLOGIA VEGETAL
Resumo em português
O presente trabalho foi conduzido em vasos, sob condições controladas de umidade do solo, na Escola Superior de Agricultura ?Luiz de Queiroz?, Piracicaba, São Paulo, Brasil, objetivando avaliar algumas respostas morfo-fisiológicas do capim tobiatã ao estresse hídrico, através do estabelecimento no solo de três regimes distintos de umidade. Foram determinados a taxa de expansão foliar e a taxa de aparecimento foliar, diariamente, em um período de vinte e nove dias; o número de folhas por planta, número de folhas por perfilho e número de perfilhos por planta aos 0, 7, 14, 21 e 28 dias de imposição dos tratamentos e; produção de matéria seca da parte aérea, produção de matéria orgânica da raiz, relação raiz: parte aérea e composição mineral da parte aérea aos 7, 14, 21 e 28 dias da imposição dos tratamentos. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado com três repetições em arranjo fatorial de regime de umidade x época (29, 5 ou 4 épocas) de avaliação. Os regimes de umidade foram: U1 - capacidade de campo (45% de agua no solo); U2 - estresse hídrico constante (29% de agua no solo) e, U3 - estresse hídrico progressivo (37, 33, 29 e 27% de água no solo, cada regime de umidade correspondendo, respectivamente, a um ciclo de sete dias de duração), tendo a necessidade de irrigação sido determinada pela pesagem, duas vezes ao dia, de cada vaso. O solo utilizado foi um Latossolo Roxo Eutrófico (Eutrortox) com curva de retenção de água conhecida. Foi feita apenas a adubação de estabelecimento elevando-se o nível de P e K do solo para, respectivamente, 130 e 150 ppm, além da adição de 5 ppm de B, 10 ppm de Fe , 10 ppm de Mn , 10 ppm de Zn , 5 ppm de Cu e 1 ppm de Mo e 300 ppm de N por vaso. Dos resultados obtidos é sugerido que o efeito geral médio do estresse hídrico apresentou a seguinte ordem decrescente de intensidade: matéria orgânica da raiz, peso seco da parte aérea, taxa de expansão foliar, número de folhas por planta, número de perfilhes e número de folhas por perfilho. Essas variáveis, respectivamente, para os tratamentos U2 e U3, apresentaram os seguintes valores em relação a U1: 58 e 59; 59 e 62; 71 e 68; 75 e 76; 79 e 87; e 88 e 96%. O conjunto dos efeitos prejudiciais de estresse hídrico sugere que o manejo de utilização da pastagem nestas condições deva ser melhor controlado. Plantas inicialmente submetidas a melhor condição de umidade do solo parecem sofrer mais os efeitos negativos de determinado estresse hídrico do que plantas que já experimentaram esse estresse. A queda na absorção de Ca, Mg e S seria boa indicadora do estresse hídrico.
Título em inglês
Effect of water stress on some morphological and physiological responses of Panicum maximum Jacq. cv. tobiatã
Resumo em inglês
This study was conducted in pots, under controlled water conditions at Escola Superior de Agricultura ?Luiz de Queiroz?, Piracicaba, São Paulo, Brazil, in order to evaluate some morphological and physiological responses of ?tobiatã? grass to soil water stress, by subjecting the plants to three different soil water conditions. Rates of leaf expansion and appearance were followed daily, over a twenty-nine-day period; leaf number per tiller and plant and tiller number per plant were measured at 0, 7, 14, 21 and 28 days of imposition of soil water conditions and, shoot dry weight and root organic matter production per two plants, root: shoot ratio and shoot mineral content at 7, 14, 21 and 28 days of imposition of soil water conditions. The basic treatment design was a factorial combination of soil water condition x period (29, 5 or 4 periods) of evaluation. A complete randomized design with three replicates was used. The soil water conditions were: U1 - field capacity (45% of soil water content); U2 - constant water stress (29% of soil water content) and, U3 - progressive water stress (37, 33, l29 and 27% of soil water content, each soil water condition corresponding, respectively, to a 7-day cycle). The soil water content was maintained by weighting the pots twice a day and adding sufficient water to provide the desired weight. The soil was a ?Latossolo Roxo Eutrófico? (Eutrortox) with known moisture retention curve. Each pot, before planting, had the P and K levels risen, respectively, to 130 and 150 ppm, receiving also 5 ppm of B, 10 ppm of Fe, 10 ppm of Mn, 10 ppm of Zn, 5 ppm of Cu, 1 ppm of Mo and 300 ppm of N. From evidences obtained it is suggested that the average overall effect of water stress produced the following decreasing order of intensity: root organic matter, shoot dry weight, leaf expansion rate, leaf number per plant, tiller number per plant and leaf number per tiller, with relative values, respectively, to U2 and U3 of 58 and 59; 59 and 62; 71 and 68; 75 and 76; 79 and 87, and 88 and 96% of U1 values. The deleterious water stress effects suggest that the pasture management utilization under these conditions should be better controlled. Plants firstly subjected to a particular water stress appear to be more affected than plants which were already experiencing this stress. A fall on Ca, Mg and S uptake would be a good indication of water stress.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-09-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.