• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1985.tde-20220207-200325
Document
Auteur
Nom complet
Dirlei Antonio Berto
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Piracicaba, 1985
Directeur
Titre en portugais
Levedura seca de destilaria de álcool de cana-de-açúcar (Saccharomyces spp.) na alimentação de leitões em recria
Mots-clés en portugais
SACCHAROMYCESNUTRIÇÃO ANIMAL
LEITÕES
LEVEDURA SECA
RECRIA
Resumé en portugais
Foram estudados os efeitos da adição de proteína de levedura (Saccharomyces spp.) nas rações de leitões em recria (35-42 a 70-77 dias de idade), sobre o consumo diário de ração (CDR), ganho diário de peso (GDP), conversão alimentar (CA), e sobre os teores plasmáticos de ureia (U), ácido Úrico (AU), proteína total (PT), albumina (A), globulinas (G) e relação albumina/globulinas (A/G) dos animais. Utilizaram-se 168 leitões, que foram distribuídos de acordo com peso, raça, sexo e ninhada em quatro tratamentos: T1 = ração baseada em milho e farelo de soja; T2 = ração em que a levedura seca (LS) contribuiu com 15% da proteína bruta (PB); T3 = idem, com 30% da PB e T4 = idem, com 45% da PB. As rações suplementadas com minerais e vitaminas, continham 18% de PB, e foram fornecidas à vontade durante o período experimental de 35 dias. As coletas de sangue (a primeira no 14º dia e a segunda no 28º dia do ensaio) foram realizadas em 46 leitões. O sangue foi retirado dá veia cava anterior e o plasma analisado em auto-analisador TECHNICON SMA 12/60. As médias do CDR, GDP e CA foram: 1,21, 1,30, 1,33 e 1,33 kg; 0,51, 0,54, 0,52 e 0,53 kg; 2,38, 2,40, 2,56 e 2,56, respectivamente para os animais dos tratamentos T1, T2, T3 e T4. O GDP não foi afetado (P< 0,05) pelos tratamentos, contudo a adição de LS nas rações determinou aumentos lineares no CDR (P < 0,01) (Ŷ = 1,2337 + 0,0026X) e na CA (P < 0,05) (Ŷ = 2,3726 + 0,0046X) dos animais. Os valores médios dos parâmetros sanguíneos para os tratamentos T1, T2, T3 e T4, foram respectivamente: 31,67, 29,48, 28,66 e 30,68 mg/dl para U; 0,56, 0,63, 0,69 e 0,74 mg/dl para AU; 6,23, 6,04, 6,01 e 5,78 g/dl para PT; 3,40, 3,26, 3,14 e 2,88 g/dl para A; 2,83, 2,78, 2,87 e 2,89 g/dl para G; e 1,29, 1,25, 1,14 e 1,05 para A/G. A adi ção de LS às raçoes dos leit6es proporcionou um efeito quadrático (P L 0,05) sobre o teor de U do plasma (Ŷ = 31,7234 - 0,2363X + 0,0047X2) e efeitos lineares depressivos sobre os teores plasmáticos de PT (P L 0,01) (Ŷ = 6,2290 - 0,0095X), A (P < 0,01) (Ŷ = 3,4268 - 0,0113X) e A/G (P L 0,05) (Ŷ = 1,3059 - 0,00SSX). Além disso, leit6es mais jovens apresentaram teores mais elevados (P < 0,01) de AU, A e A/G, e níveis inferiores (P < 0,01) de PT e G no plasma. Com relação ao sexo, os machos inteiros apresentaram menores níveis plasmáticos de U (P < 0,01) e de A (P < 0,05) do que as fêmeas. Tendo em vista que o desempenho e os parâmetros sanguíneos dos leitões variaram muito pouco com a adição de proteína microbiana às rações, pode-se concluir que o uso de LS nas rações de leitões em recria, até o nível estudado, está na dependência da disponibilidade e do custo do produto.
Titre en anglais
not available
Resumé en anglais
not available
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2022-02-07
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2022. Tous droits réservés.