• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1984.tde-20220207-230456
Documento
Autor
Nombre completo
Gustavo Julio Mello Monteiro de Lima
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1983
Director
Título en portugués
Uso da levedura seca (Saccharomyces cerevisiae) de destilarias de álcool de cana-de-açúcar na alimentação de matrizes suínas em gestação e lactação
Palabras clave en portugués
SACCHAROMYCES CEREVISIAE
LACTAÇÃO
LEVEDURA SECA
MATRIZES SUÍNAS
NUTRIÇÃO ANIMAL
PRENHEZ
Resumen en portugués
O presente trabalho teve por objetivo estudar a influência da adição de diferentes níveis de levedura seca (LS) de destilarias de álcool de cana-de-açúcar (Saccharomyces cerevisiae) em rações de matrizes suínas em gestação e lactação. Foram utilizadas 44 marrãs, sendo 21 da raça landrace e 23 da raça Large White, distribuídas de acordo com a raça, peso, idade e parentesco em quatro tratamentos: T1 - 0% LS; T2 - 7% LS; T3 - 14%LS e T4 - 21% LS. A LS substituiu parte do milho e do farelo de soja da ração mantendo o nível de 14% de proteína bruta. As rações experimentais foram suplementadas com vitaminas e minerais e fornecidas nos períodos de gestação e lactação, durante até quatro ciclos reprodutivos. Não foram detectadas diferenças significativas (P>0,05) entre os tratamentos quanto ao número de leitões e a taxa de mortalidade ao nascer. No entanto, não só o número de leitões vi vos ao nascer, aos 21 dias de idade e à desmama (35 dias), mas também o peso das leitegadas ao nascer apresentaram uma tendência linear (P<0,10) em aumentar com os níveis crescentes de LS na ração. Os pesos das leitegadas aos 21 dias e à desmama aumentaram linearmente (P<0,05) com o aumento dos níveis de LS na ração, tendo s ido observado para esses dois parâmetros, respectivamente, as seguintes médias: 38,73, 40,36, 42,54 e 43,59 kg; e 66,70, 70,60, 71,40 e 73,16 kg. Os aumentos de peso das leitegadas foram atribuídos, provavelmente, à elevação da concentração em vitaminas do complexo B das raçoes, ocasionada pelos níveis crescentes de LS nas mesmas. As variações de peso das matrizes nas várias fases do ciclo reprodutivo não foram afetadas (P> 0,05) pelos tratamentos. Contudo, o uso de LS nas rações proporcionou efeitos linear e cúbico (P<0,05) sobre o peso ao acasalamento e efeitos lineares sobre o peso das fêmeas aos 107 dias de gestação (P<0,05) e a desmama (P<0,01). As médias dos quatro parâmetros citados, para os níveis de 0, 7, 14 e .21% LS na ração foram, respectivamente, 183,61, 169,48, 176,53 e 168,50 kg; 238,09, 226,84, 230,40 e 223,01 kg; 220,03, 210,25, 212,7 4 e 206,09 kg e 204,95, 197,76, 194,41 e 187, 83 kg. A redução do peso das matrizes foi atribuída aos teores decrescentes de energia ocasionados pelo aumento do nível de LS nas rações. Com relação à influência dos tratamentos sobre o consumo de ração, foram observados um efeito cúbico (P<0,05 no consumo das leitegadas, durante o aleitamento, e um efeito quadrático (P<0,05) e uma tendência cúbica {P<0,10) no consumo diário de ração das matrizes durante a lactação. Esses efeitos foram de difícil explicação, uma vez que não houve uma correspondência lógica entre os tipos de respostas e a adição de níveis crescentes de LS nas raçoes das matrizes. Os resultados indicaram a possibilidade do emprego de LS como fonte de proteína para matrizes suínas em gestação e lactação, pelo menos até o nível de 21% na ração sem ocorrência de quaisquer danos à performance das matrizes e das leitegadas, e em alguns casos até proporcionando efeitos benéficos.
Título en inglés
Use of dried yeast (Saccharomyces cerevisiae) from sugar-cane alcohol production in diets of gestating and lactating sows
Resumen en inglés
Forty-four gilts (21 Landrace and 23 Large White) were used to study dried yeast (DY) -(Saccharomyces cerevisiae) - a by-product of the sugar-cane alcohol production, as as protein source for gestating and lactating females during up to four reproductive cycles. Based on breed, weight, age and ascendancy the animals were alloted to four treatments: T1 - 0% DY,; T2 - 7% DY,; T3 - 14% DY, e T4 - 21% DY. The DY replaced part of corn and soybean meal. All experimental diets presented a contant level of crude protein (14%) and were supplemented with vitamins and minerals. No significant differences (P>0,05) were observed for number of piglets and rate of mortality at birth. However, the number of pigs alive at birth, at 21 days of age and at weaning (35 days), as well as the litter weight at birth tended (P<0,10) to increase as DY levels increased in the diets. Litter weights at 21 days and at weaning increased linearly (P<0,05) as DY increased from O tb 21%; the treatment means for these two items were, respectively, 38.73, 40.36, 42.54 and 43.59 kg; and 66.70, 70.60, 71.40 and 73.16 kg. This improvement in weight gain can be attributed to high levels of B-vitamins present in DY. Changes of dam weights in all reproductive cycles were not affected (P>0,05) by DY levels of the diet. But DY had linear and cubic eff ects (P< O, 05) on dam weight at mating and linear effects on dam weight at 107 days of gestation period (P<0,05), at farrowing (P<0,05) and at weaning {P<0,01); the means of all the se four parameters for O, 7, 14 and 21 % DY were, respectively, 183.61, 169.48, 176.53 and 168.50 kg; 238.09, 226.84, 230.40 and 223.01 kg; 220.03, 210.25, 212.74 and 206.09 kg; and 204.95, 197.76, 194.41 and 187.83 kg. The decreasing of dam weight was probably due to decreased energy levels as DY increased in the diet. While the response of litter feed intake to the addition of DY to the basal diet was cubic (P<0,05) during nursing period, the response of dam feed intake during lactation was guadratic (P<0,05) and cubic (P<0,10). This experiment showed that DY may be used as a protein source for gestating and lactating sows up to 21% of the ration
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2022-02-07
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.