• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1977.tde-20220208-050225
Documento
Autor
Nome completo
Yaganabe Yeo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1977
Orientador
Título em português
Efeito da maturidade do capim elefante (Pennisetum purpureum, Schum), variedade Napier, sobre a sua produção e o seu valor nutritivo
Palavras-chave em português
CAPIM ELEFANTE
MATURAÇÃO
PRODUÇÃO
VALOR NUTRITIVO
Resumo em português
O capim elefante (Pennisetum purpureum, Schum), variedade Napier, foi estudado entre 40 e 160 dias de crescimento vegetativo, a intervalos regulares de 30 dias. O objetivo do trabalho foi de se obter informações do efeito da maturidade sobre a produção de matéria seca e valor nutritivo deste capim determinado através da análise química-bromatológica e digestibilidade in vitro com inóculo de Zebuíno (Bos indicus) e de Taurino (Bos taurus). Os coeficientes de digestibilidade in vitro obtidos com inóculo dos dois foram comparados. Comparou-se também o método do insolúvel fórmico com o método do ácido detergente fibra. O experimento de campo foi conduzido, junto ao Departamento de Zootecnia da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz no período de 11/10/1976 a 19/03/1977, em solo mapeado como terra roxa estruturada e classificado como série Luiz de Queiroz. Utilizou-se uma capineira do Departamento de Zootecnia onde foi realizado um corte de igualação e parcelas de 1m2 foram delimitadas. O delineamento experimental adotado foi o de blocos casualizados com quatro repetições e cinco tratamentos. A produção de matéria seca foi estimada através da coleta e pesagem do material produzido em 1m2. Amostras foram levadas ao Departamento de Zootecnia afim de serem preparadas para análise. A análise química referente ao método convencional foi feita segundo os métodos da A.O.A.C. descritos pelo CENTRO DE AGRICULTURA TROPICAL DA UNIVERSIDADE DA FLÓRIDA (1970). A digestibilidade in vitro' da matéria seca foi determinada segundo o método descrito pelo mesmo Centro e a parede celular pelo tratamento do resíduo com a solução neutro detergente segundo o método de GOERING e VAN SOEST (1970). Os constituintes da parede celular foram determinados segundo o mesmo método. Com a maturidade, a produção de matéria seca aumentou significativamente de 5,75 para 34.43 toneladas por hectare. Os teores de proteína bruta, extrato etéreo, cinza bruta e conteúdo celular decresceram significativamente passando de 8,12, 3,08, 16,09 e 36,87% no primeiro corte a 3,56, 1,84, 10,32 e 27,97% no último corte. As frações fibrosas aumentaram significativamente: 28,46 a 34,63% para a fibra bruta; 63,13 a 72,03% para o neutro detergente fibra; 35,64 a 39,31% para a celulose; 40,23 a 47,87% para o ácido detergente fibra; 38,43 a 44,78 para o insolúvel fórmico, no primeiro e último corte, respectivamente. O valor nutritivo do capim Napier caiu com a maturidade, pois os coeficientes de digestibilidade in vitro declinaram significativamente. Os dois inóculos diferiram estatisticamente em digerir a matéria seca e a parede celular, sendo que o Zebuíno ultrapassou o Taurino quando a planta apresentou maior fração fibrosa. O método do insolúvel fórmico não diferiu estatisticamente do método do ácido detergente fibra.
Título em inglês
Not available
Resumo em inglês
Elephant grass (Pennisetum purpureum, Schum), variety Napier, was used to study the effects of maturity on the production of dry matter and its nutritive value between 40 and 160 days of its vegetative growth. Sampling was done regularly every 30 days. Digestibility in vitro was carried out using zebu (Bos indicus) and taurine (Bos taurus) as the sources of inoculo. The coefficients of digestibility in vitro obtained with the two were compared. Also compared were the methods of the formic acid insoluble fibre and the acid detergent fibre. The field experiment was carried out in the Department of Animal Science of College of Agriculture Luiz de Queiroz between 11/10/76 and 19/03/77 in loam soil (terra roxa) classified as series Luiz de Queiroz. The elephant grass field of the Department of Animal Science was used for the purpose of this experiment. Trimming was done to obtain equal heights of the plants and plots of 1m2 were marked. The experimental design adapted for this work was of random blocks with four repetitions and five treatments. Production of dry matter was estimated by collecting and weighing the material produced in an area of 1m2. Samples were then taken to the laboratory to be prepared for the analysis. The chemical analysis methods of A.O.A.C. as described by the Centre of Tropical Agriculture, University of Floride (1970) were used. Digestibility in vitro of dry matter was determined according to the method described by the above Centre, and the cell wall by the method of GOERING and VAN SOEST (1970) of treating the residue with a solutiou of neutral detergent. Cell wall components were also determined by the above method. Production of dry matter increased significantly with maturity from 5.75 to 34.43 tonnes per hactare. Gross protein contents, ethyl extract, gross ash and cellular contents decreased significantly falling from 8.12, 3.08, 16.09 and 36.87% in the first cutting to 3.56, 1.84, 10.32 and 27.97% in the final cutting. Fibrous fractions increased significantly: 28.46 to 34.63% for gross fibre; 63.13 to 72.03% for neutral detergent fibre; 35.64 to 39.31% for cellulose; 40.23 to 47.87% for the acid detergent fibre; 38.43 to 44.78% for the formic acid insoluble fibre in the first and final cuttings, respectively. The nutritive value of elephant grass fell with plant maturity as shown by the digestibility coefficients which decreased significantly too. The two inoculo differed significantly in their digestion of dry matter and the cell wall, the zebu, however, was more efficient digestively when a plant had a bigger fibre fraction. The formic acid insoluble fibre method did not differ statistically from that of acid detergent fibre.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
YeoYaganabe.pdf (12.02 Mbytes)
Data de Publicação
2022-02-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.