• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.11.2004.tde-29062004-135937
Documento
Autor
Nombre completo
Patricia Pauletti
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 2003
Director
Tribunal
Machado Neto, Raul (Presidente)
Costa, Ciniro
D'Arce, Raul Dantas
Lanna, Dante Pazzanese Duarte
Vieira, Paulo de Figueiredo
Título en portugués
Fator de crescimento semelhante à insulina-I no período de formação e transferência de imunidade passiva para bezerros recém-nascidos.
Palabras clave en portugués
anticorpos
bezerro
fator crescimento
intestino delgado
vacas
Resumen en portugués
Quarenta e duas vacas Holandesas, em gestação e multíparas, e os respectivos bezerros recém-nascidos foram utilizados para determinar se as concentrações de IGF-I no colostro e secreções lácteas podem ser alteradas em resposta à mudanças na concentração sérica de IGF-I pré-parto, avaliar comparativamente a flutuação sérica pré-parto de IGF-I em relação a IgG, bem como as flutuações séricas de IGF-I e IgG nos bezerros na primeira semana de vida e, adicionalmente, alterações na mucosa intestinal dos mesmos. As vacas foram distribuídas ao acaso em dois grupos de 21 animais, o grupo tratado recebeu 500 mg de somatotropina bovina recombinante (rbST) e o grupo controle recebeu injeções de vitamina E. Ambos tratamentos iniciaram 35 dias pré-parto e foram administrados em intervalos de 14 dias. Semanalmente, foi observado o escore corporal e foram coletadas amostras de sangue até a data de parição. Foram coletadas amostras do colostro e das secreções lácteas, diariamente, por sete dias pós-parto. Os bezerros recém-nascidos foram distribuídos ao acaso, em um arranjo fatorial 2X3, correspondendo ao tratamento das mães (controle ou rbST) e às datas de abate (ao nascimento, aos dois dias de idade e aos sete dias de idade). Diariamente, foram coletadas amostras de sangue até a data de abate. Para as análises estereológicas amostras foram coletadas de cinco regiões do intestino delgado. O escore corporal e a concentração sérica de ácidos graxos não-esterificados não diferiram entre os grupos durante todo o período experimental (P>0,05). Os grupos rbST e controle apresentaram diferenças significativas quanto às concentrações séricas de IGF-I na segunda e quarta semanas após o início do período experimental (P<0,05), em resposta às aplicações do rbST, no entanto não foram encontradas diferenças entre os tratamentos no parto (P>0,05). A concentração de IGF-I foi superior no colostro das vacas tratadas com rbST (P<0,05), não diferindo nas secreções subseqüentes. As concentrações séricas de IgG não diferiram entre os tratamentos durante todo o período experimental, bem como as concentrações de IgG do colostro e demais secreções lácteas (P>0,05). Não foram encontradas diferenças entre os tratamentos nas concentrações séricas de IGF-I dos bezerros até o sétimo dia de vida, como também não foram encontradas diferenças entre as concentrações séricas de IgG nos bezerros após 24 horas de vida (P>0,05). O peso dos órgãos e o volume parcial (Vv) da mucosa absortiva não diferiram entre os tratamentos nas três datas de abate, observando-se somente diferenças significativas entre as datas de abate. A porção do jejuno médio apresentou maior Vv em relação aos outros segmentos do intestino delgado ao nascimento e aos sete dias de vida. A aplicação de rbST no período seco influenciou somente a concentração de IGF-I no colostro, não alterando as concentrações séricas nos bezerros até o sétimo dia de vida, como também o Vv da mucosa absortiva do intestino delgado.
Título en inglés
Insulin-like growth factor-i during the formation and transfer of passive immunity to newborn calves.
Palabras clave en inglés
antibodies
calves
cows
growth factors
small intestine
Resumen en inglés
Forty-two Holstein cows, in gestation and multiparous, and their newborn calves were used to evaluate if insulin-like growth factor-I (IGF-I) in colostrum and subsequent mammary secretions could be influenced by changes in blood serum IGF-I and compare its temporal changes with the serum immunoglobulin G (IgG) in pre-partum period, as well as the temporal changes in serum IGF-I and IgG in newborn calves during the first week of life, and also, alterations in its intestinal mucosa. Cows were randomly assigned in two groups of twenty-one animals, treated group was injected 500 mg of recombinant bovine somatotropin (rbST), and the control group received vitamin E injection. Both treatments started 35 days pre-partum and were administered every 14 days until partum. Weekly body condition scores were measured and blood was collected until partum. Colostrum and mammary secretions were collected daily for seven days pos-partum. Newborn calves were randomly assigned to a 2X3 factorial arrangement, which the factors depended on mother’s treatment (control and rbST) and slaughter date (just after birth, two days of life and seven days of life). Blood was collected daily until slaughter. For stereological analysis samples were taken from five sites from small intestine. Body condition scores and nonesterified fatty acid concentration didn't differ between the groups during the experimental period (P>0,05). Groups differed about serum IGF-I during pre-partum (P<0,05), which showed differences on second and fourth weeks of experimental period in response to rbST administration. However, no treatment differences were found at partum (P>0,05). IGF-I concentration was higher in colostrum of cows treated with rbST (P<0,05), but it didn't differ in subsequent mammary secretions. IgG serum concentration didn't differ between treatments during the experimental period, neither IgG concentration in colostrum and subsequent mammary secretions (P>0,05). No differences were found either in calves’ IGF-I levels from birth to seven days old or in IgG serum concentration after 24 hours of life (P>0,05). Organ weight and mucosa partial volume (Vv) didn't differ between treatments in the three slaughter dates, only differences among the salughter dates were observed. Segment from the medium jejunum showed higher Vv in relation to others segments at birth and seven days old. The administration of rbST during the dry period influenced only IGF-I concentration in colostrum, however colostrum IGF-I didn’t affect calves’ serum concentration up to seven days old, neither the mucosa Vv of small intestine.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
patricia.pdf (905.52 Kbytes)
Fecha de Publicación
2004-08-10
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.