• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Luis Reynaldo Ferracciú Alleoni
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1992
Orientador
Título em português
Atributos eletroquímicos de solos ácricos do Norte paulista
Palavras-chave em português
PROPRIEDADES ELETROQUÍMICAS DO SOLO
SOLO ÁCRICO
Resumo em português
Extensas áreas ao norte do estado de São Paulo assentam-se sobre solos ácricos. que localizam-se no extremo da escala de intemperismo, possuindo bons atributos físicos. por serem normalmente profundos e friáveis mas apresentando, por definição, baixíssima capacidade de troca de cátions efetiva (menor que 1.5meq / 100g de argila). Estas áreas são utilizadas para cultivo de culturas irrigadas, como feijão e trigo, e outras culturas, como a soja e a cana-de-açúcar, todas elas altamente tecnificadas. Este estudo foi conduzido com objetivo de quantificar os atributos eletroquímicos de alguns solos ácricos e comparálos com os de outros solos menos intemperizados. Foram usadas amostras superficiais e subsuperficiais de latossolos roxos ácricos e latossolos variação Una ácricos das cidades de Ribeirão Preto, Guaíra e Miguelópolis, a Terra Roxa Estruturada (localizada em Ribeirão Preto) e o Latossolo Roxo eutrófico (Campinas. Além das análises químicas e físicas de rotina, foi determinado o ponto de efeito salino nulo (PESN), através de curvas de titulação potenciométrica. Foi feita também a caracterização mineralógica com difração de raio-X e análise térmica diferencial, e f'oram calculados o potencial elétrico e a carga elétrica superficial. Aplicaram-se os modelos da dupla camada difusa de Gouy-Chapman e de Stern, a fim de se observar a relação entre os dados obtidos e estes modelos teóricos. O caráter ácrico apareceu a diferentes profundidades, sendo que no Latossolo variação Una argilo-arenoso, de coloração mais amarelada, ele se manifestou a apenas 50cm da superfície. A mineralogia dos solos foi essencialmente caulinítica e sesquioxídica, indicando o estágio avançado de intemperismo destes solos. Como era de se esperar, a retenção de cátions foi baixa, sendo que em algumas amostras a soma de bases foi inferior a 0.3 meq/100g de terra. Apenas no Latossolo variação Una ácrico muito argiloso a saturação por alumínio foi alta (maior que 50%), sendo que nas demais ela foi praticamente nula. A matéria orgânica da camada superficial influenciou significativamente o PESN, que esteve em torno de 3.5 para todas as amostras estudadas. Na TE não houve variação do PESN em subsuperfície. Em todos os latossolos, o PESN aumentou em profundidade. indicando menor efeito da matéria orgânica e maior participação dos óxidos de ferro e a1umínio na definição das cargas. Os latossolos roxos ácricos e o latossolo variação Una argi1o-arenoso apresentaram balanço positivo de carga em profundidade. Nestes solos o ΔpH foi positivo, ou seja, o pH medido em KCI 1N foi superior ao pH medido em H2O. O Latossolo Roxo eutrófico teve um Δ pH igual a zero e as demais amostras um Δ pH negativo, indicando nestas camadas predomínio das cargas negativas sobre as positivas. O PESN correlacionou-se positivamente com teor de gibbsita e negativamente com o indice ki dos solos. Os valores de superfície específica foram baixos (média de 37 m2/g) e, tal vez por isso, os valores de carga líquida ajustaram-se melhor ao modelo de Gouy-Chapman do que ao modelo de Stern.
Título em inglês
Electrochemical attributes of acric soils from the North of São Paulo State
Resumo em inglês
Large areas of soi1s composed by acric materials are found in the North of São Paulo State. These highly weathered soi1s have good physica1 conditions, due to their high depth and friability, but are chemica11y poor having, by definition, an effective cation exchange capacity 1ower than 1,5cmol(+) / kg c1ay. In that areas, many irrigated Crops are grown, as beans and wheat, and other non-irrigated crops as soybean and sugarcane, a11 cultivated with high technology. This study was carried out. In order to quantify the e1ectrochemica1 attributes of some acric soi1s and compare them with those of less weathered soils. Surface and subsurface samp1es of four acric Oxiso1s from Ribeirão Preto, Migue1ópo1is and Guaíra (named Dusky-Red Latosol and Una variant Latosol), State of São Paulo, were studied with two other soi1s: an Oxiso1 (Dusky-Red Latosol) from Campinas and A1fiso1) "Terra Roxa Estruturada") f'rom Ribeirão Preto, both without acric attributes. Besides the routine chemical and physical analysis, qualitative and quantitative mineralogical attributes were determined and the resu1ts of X-ray diffractions and differential thermal analysis showed that the clay fractions contained mainly iron oxides, gibbsite and kao1inite. Net electric charge was determined by potenciometric titration of the soi1 samp1es in the presence of varying concentration of KCl. The titration curves, at three different ionic strengths of KCl, crossed at a common point, the zero point of salt effect (ZPSE), or the pH at which the net e1etric charge was zero. Net surface charge density was found to vary with pH and electrolyte concentration. A theoretical study of the values for the net charge was made by the application of the double layer theory of Gouy-Chapman and Stern. The experimental values were in better agreement with the Gouy-Chapman theory, maybe because of the low va1ues of surface area (mean of 37m2/g). The acric character was present at different depths, for instance 50cm in the clayey marginal to medium textured Una variant Latosol, with brownish color. The cation retention was very low, and in some samples the sum of bases was lower than (0.3cmol(+) / kg of soi1. In only one sample (clayey Una variant Latosol) the aluminum percentage was high, more than 50%. Organic matter had strong influence in the ZPSE values of the surface layers, because they were around 3,5 in all samples. In the Alfisol, there was no change in the subsurface ZPSE value, but in all Oxisol samples studied the ZPSE had increased very much, showing the biggest participation of the oxides in the charge balance of B horizon. The acric Dusky-Red Lalosols from Ribeirão Preto and Guaíra and the medium textured Una variant Latosol from Guaíra exhibited positive balance of charge in subsurface, because the ΔpH was positive or, in other words, the pH measured in KCl 1N was higher than the pH measured in water. The Dusky-Red latosol (not acric) from Campinas had a ΔpH equal to zero and the other samples a negative ΔpH, indicating a predominance of negative over positive charges. The ZPSE had positive correlation with the gibbsite amount and negative correlation with the ki index.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.