• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-163216
Documento
Autor
Nome completo
Ronaldo Luiz Vaz de Arruda Silveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1996
Orientador
Título em português
Crescimento e estado nutricional de Eucalyptus citriodora cultivado sob doses de boro e sua relação com a agressividade de Botryosphaeria ribis
Palavras-chave em português
BORO
CANCRO DE BOTRYOSPHAERIA
CRESCIMENTO
ESTADO NUTRICIONAL
EUCALIPTO
FUNGOS FITOPATOGÊNICOS
PATOGENICIDADE
Resumo em português
Um experimento em casa de vegetação foi realizado para verificar-se o efeito do boro sobre o crescimento e a concentração de nutrientes de Eucalyptus citriodora, e sua relação com a suscetibilidade das plantas ao Botryosphaeria ribis, um patógeno que comumente está associado aos cancros e “dieback” no campo. Sete doses de boro foram estudadas: 0; 0,125; 0,5; 1,0; 2,0 e 4,0 mg L-1 de B. Aos 12 meses após o início dos tratamentos, o fungo foi inoculado por ferimento na região basal, mediana e apical do caule, usando-se riscos de micélio - àgar. Sessenta dias após a inoculação, as lesões foram avaliadas, medindo-se o comprimento no sentido longitudinal do caule. Antes e após a inoculação foram realizadas, medições de altura, diâmetro basal e mediano. As plantas foram separadas em folhas superiores e inferiores, ramos e caule, no final do ciclo, para análise química visando determinar a concentração dos macro e micronutrientes, com exceção de Cl e Mo, além do material seco. Os resultados obtidos indicaram que a omissão de boro limitou o crescimento das plantas, expresso pelo diâmetro, altura e produção de material seco, e aumentou a agressividade de B. nibis. O comprimento das lesões foi maior na posição basal do caule, quando comparado com as outras posições. As concentrações foliares de boro na faixa de 30 a 240 mg kg-1 de B não influenciaram o crescimento das plantas e a sua susceptibilidade a B. nibis. Observou-se que a omissão de boro induziu a deficiência de potássio e que não houve efeito de toxidez de boro até 4,0 mg L-1 de B, sendo o E.citriodora assim classificado como uma espécie tolerante ao boro. O E.citriodora também foi considerado como uma espécie pouco exigente em boro, uma vez que pequenas doses de boro na solução foram suficientes para se ter um crescimento normal da espécie
Título em inglês
Growth and status nutrient of Eucalyptus citriodora grown under doses of boron and their relationship with the aggressiveness of Botryosphaeria ribis
Resumo em inglês
A greenhouse experiment was carried out in order to verify the effect of boron on the growth and nutrient concentration of Eucalyptus citriodora plants and their relationship with the susceptibility of the plants to Botryosphaeria ribis , a common secondary pathogen associated with cankers and dieback in the field. Seven doses of boron in nutrient solution were tested: 0, 0.125, 0.25, 0.5, 1.0, 2.0 and 4.0 mg L-1 de B. Twelve months after treatment initiations, the fungus was wound inoculated on the basal, median and apical portion of the stem, by using mycelium agar discs as inoculum. Sixty days after inoculation length of the lesions were measured. Measurements of height, basal and median diameter were taken before and after inoculation. At the end of the experiment, the plant parts (upper and lower leaves, branches and stem) were sampled for chemical analysis (macro and micronutrients, with the exception of CI and Mo) and dry matter measurement. The results obtained showed that boron omission limited the growth of the plants, expressed in diameter, heigth and dry matter weight, and increased the aggressiveness of B. ribis. Lesion size was bigger on the basal portion of the main stem than in the other portions. Boron concentration in the leaves in the range of 30 to 240 mg kg-1 de B, did not influence growth of the plants and their susceptibility to the fungus. It was also concluded that boron omission induces potassium deficiency on the plant tissue and there is no toxicity effect of higher boron concentrations, E. citriodora being classified as a tolerant species to boron. Eucalyptus citriodora was also considered to be a low requiring species to boron, since smaller doses of boron applied to the nutrient solution were sufficient for normal growth of the plants.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.