• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-174352
Documento
Autor
Nome completo
Maria del Carmen Ferragine
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1998
Orientador
Título em português
Combinação de doses de nitrogênio e potássio na nutrição mineral de capim-braquiária
Palavras-chave em português
CAPIM BRAQUIÁRIA
NITROGÊNIO
NUTRIÇÃO MINERAL
POTÁSSIO
Resumo em português
Foi conduzido um experimento em casa-de-vegetação com o capim-braquiária (Brachiaria decumbeios Stapf cv. Brasilisk), cultivado em solução nutritiva, utilizando sílica como substrato, no período de outubro de 1997 a fevereiro de 1998. Empregou-se um esquema fatorial 5 x 3 (cinco doses de nitrogênio e três doses de potássio) perfazendo um total de 15 combinações, as quais foram distribuídas segundo o delineamento experimental de blocos completos ao acaso, com quatro repetições. Foram utilizadas cinco doses de nitrogênio (42; 140; 238; 336 e 434 mg L-1) em combinação com três doses de potássio (78; 234 e 390 mg L-1), com objetivo de avaliar os efeitos na produção de matéria seca da parte aérea toda e dos seus componentes (folhas não expandidas, lâminas de folhas novas, lâminas de folhas velhas e colmos+bainhas), na massa radicular, no perfilhamento e na composição mineral da folha diagnóstica desta forrageira. O primeiro corte das plantas ocorreu 43dias após o transplante das mudas para os vasos e os segundo corte aos 30 dias após o primeiro corte. Os resultados evidenciaram que a interação entre nitrogênio e potássio na produção de matéria seca da parte aérea da Brachiaria decumbes foi significativa (P<0,01) nos componentes da planta: lâminas de folhas novas, colmos mais bainhas e matéria seca da parte aérea no primeiro crescimento e (P<0,05) nas lâminas de folhas novas no segundo crescimento. As máximas produções de matéria seca da parte aérea foram obtidas com potássio em 155 mg L-1 quando o nitrogênio foi de 42 mg L-1 e 222 mg KL-1 quando o nitrogênio foi suprido em 238 mg L-1 na solução nutritiva. Na produção de folhas não expandidas, lâminas de folhas velhas, inflorescência e raízes não foi significativa (P>0,05) e interação entre nitrogênio e potássio, mas houve significância (P>0,01) para as doses de nitrogênio, em ambos os crescimentos. O efeito das doses de potássio na produção de matéria seca resultou em significância (P<0,05) na produção das lâminas de folhas novas e das lâminas de folhas velhas no primeiro crescimento e nas raízes. A interação entre doses de nitrogênio e de potássio foi significativa (P<0,05) para a concentração de nitrogênio nas lâminas de folhas novas tanto no primeiro como no segundo crescimento. No estudo das doses de nitrogênio dentro de cada dose de potássio somente houve significância para o nitrogênio (P<0,05) dentro da dose 234 mg L-1 de potássio. Na concentração de nitrogênio observou-se significância (P<0,01) para as doses de potássio dentro da dose 238 mg L-1 de nitrogênio, no primeiro crescimento. A concentração de potássio nas lâminas de folhas novas revelou que não foi significativa (P>0,05) a interação entre doses de nitrogênio e de potássio. As doses de nitrogênio influenciaram significativamente (P<0,01) na concentração de potássio nas lâminas da braquiária, em ambos os períodos de crescimento. A concentração de potássio nas lâminas de folhas novas aumentou em função das doses de potássio, para ambos períodos de crescimento. Também nas concentrações de fósforo, cálcio, magnésio e enxofre na forrageira ocorreram significâncias para a interação entre doses de nitrogênio e de potássio na solução nutritiva
Título em inglês
Mineral nutrition of Brachiaria decumbens grown with combinations of nitrogen and potassium rates.
Resumo em inglês
A greenhouse experiment was carried out with Brachiaria decumbens Stapf. cv. Basilisk grown in nutrient solution by using ground quartz as substrate. Plants were grown from mid-spring to mid-summer. A 5 x 3 factorial (five nitrogen rates and three potassium rates) in a randomized complete block design, with four replications, was used. Nitrogen rates were 42; 140; 238; 336 and 434 mg L-1 whereas potassium rates were 78; 234 and 390 mg L-1. Plant tops and their parts (non-expanded leaves, young leaf blades, old leaf blades and culms + sheaths), dry matter yield, roots dry weight, plant tillering and plant mineral composition. Plants were harvested twice at: 43 days after seedling transplanting to pots and 30 days after the first harvest. The results showed that the nitrogen x potassium interaction was significant (P<0.01) for the wole or parts of plant tops yield in the first harvest and also (P<0.05) for the young leaves was reached when the nutrient solution had 155 mg L-1 potassium and 42 mg L-1 nitrogen or 222 mg L-1 potassium and 238 mg L-1 nitrogen. Nitrogen x potassium interaction was not significant (P>0.05) for non-expanded leaves, old leaf blades, inflorescences and roots dry weight. These plant parameters significantly (PO.05) for potassium concentration in this plant tissue. Nitrogen rates promoted changes in nitrogen concentration in young leaf blades when potassium was at 234 mg L-1 in the solution, whereas potassium rates had significant effect when 238 mg L-1 nitrogen was in the solution. Potassium concentration in young leaf blades sampled in both harversts changed with nitrogen rates and was increased by potassium rates in the nutrient solution. Nitrogen x potassium interaction also had significant effects on phosphorus, calcium, magnesium and sulfur concentration in young leaf blades of this forage grass.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.