• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2020.tde-20200111-124817
Documento
Autor
Nome completo
Antonio Alberto da Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1989
Orientador
Título em português
Bioatividade do alachlor e do metribuzin sob diferentes manejos de água no solo, e efeitos do metribuzin, sob estas condições, em soja (Glycine max (L.) Merril)
Palavras-chave em português
ÁGUA DO SOLO
HERBICIDAS
PLANTAS DANINHAS
SOJA
UMIDADE DO SOLO
Resumo em português
Com o objetivo de definir as causas de frequentes insucessos no controle de plantas daninhas na cultura da soja, quando se utilizam herbicidas aplicados em pré-emergência, avaliaram-se a ação dos herbicidas alachlor e metribuzin, aplicados à superfície de um solo seco, e, também, a influência do teor de umidade do solo, em suas atividades, após períodos iniciais de seca. Foram conduzidos três experimentos no Departamento de Horticultura da ESALQ-USP, em condições de casa-de-vegetação, utilizando-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com arranjo fatorial. Foram avaliados os fatores: doses dos herbicidas, teores de água no solo e períodos de exposição dos herbicidas à superfícies do solo seco. Nos experimentos nº 1 e nº 2, utilizaram-se, respectivamente, como plantas teste Sorghum bicolor L. e o Cucumis sativus L. colhidas 14 dias após o início das irrigações e, no experimento nº 3, a cultura da soja foi colhida no final do ciclo (150 dias após o início das irrigações). As irrigações foram sempre realizadas a superfície dos vasos, através de um simulador de chuvas, e a manutenção da umidade do solo foi feita através de duas pesagens diárias, repondo-se a água consumida. Pôde-se concluir que a bioatividade do alachlor e do metribuzin foram dependentes do teor de água no solo. O metribuzin apresentou máxima eficiência quando manteve-se o teor de umidade do solo próximo a 37,60% em vol. e o alachlor quando próximo à saturação (47,60% em vol.). Verificou-se, também, que a bioatividade destes herbicidas tornou-se mais dependente do teor de água no solo quando submetidos a períodos iniciais de seca. Os dois herbicidas tiveram sua eficiência rapidamente diminuída após os primeiros dias da aplicação, à superfície do solo seco; entretanto, a atividade do alachlor mostrou-se mais estável após um período de cinco dias nessas condições. Observaram-se, também, efeitos estimulantes de baixas doses do metribuzin, principalmente, quando as plantas-teste se desenvolveram em condições de déficit hídrico, após um período inicial de seca. O metribuzin mostrou-se mais fitotóxico às plantas da soja quando se manteve o teor de umidade do solo mais elevado. Nessas condições, quando causou severa fitotoxicidade à cultura, este produto influenciou negativamente a eficiência do uso de água, pelas plantas de soja.
Título em inglês
The bioactivity of alachlor and metribuzin under different water management in the soil, and the effects of metribuzin under the same conditions, on soybean (Glycine max (L.) Merril)
Resumo em inglês
To identify the causes of frequent failures to control weeds in soybean fields, when herbicides are applied in pre-emergency, there were evaluated the effects in the bioactivity of alachlor and metribuzin, when they were applied to a dry soil surface, and also the effects of the humidity content on their activities, after initial dry periods. Three green-houses experiments were carried out Horticultural Department of ESALQ-USP, in the state of São Paulo, Brazil. The study was made based on a randomized experimental delineation, with a factorial arrangement. There were evaluated: herbicides doses, water content in the soil and periods of herbicides exposure to a dry soil surface. Both experiments nº 1 and nº 2 utilized respectively, for test plant Sorghum bicolor L. and Cucumis sativus L. harvested 14 days after the beginning of the irrigations. In the experiment nº 3, soybean was harvested at the end of the cycle (150 days after the beginning of the irrigations). lrrigations. were always applied to the surface of the versels, through a rain simulator, and humidity content supporting was performed by two diary weighings, and the consumed water replacement. Alachlor and metribuzin bioactivity were dependent on the humidity content. Metribuzin presented the maximum efficiency when soil humidity content was about 37,60% em vol. and alachlor maximum efficiency occurred near the saturation point (47,60% em vol.). Also, the bioactivity of both products was more dependent on the soil humidity content after their exposure to dry initial periods. Both herbicides had their efficiency quickly decreased after the initial days of exposure to the dry soil surface. However, alachlor activity was more stable after a five days period under the dry doil surface condition. Underdoses of metribuzin showed stimulant effects, mainly when test-plants were developed under water deficit conditions, after an initial dry period. Metribuzin was more phytotoxic to soybean plants when the soil humidity content: was highest. Under that condition, metribuzin was very damaging to soybean (severe phytotoxity) and influenced negatively the water utilizing efficiency by soybean.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-01-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.