• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2020.tde-20200111-145604
Documento
Autor
Nombre completo
Antonio Antenor Tognon
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1997
Director
Título en portugués
Atributos dos Latossolos mapeados em cerrados (Brasil Central) e Floresta Amazônica
Palabras clave en portugués
CERRADO
FLORESTA AMAZÔNICA
LATOSSOLOS
MAPEAMENTO DO SOLO
PROPRIEDADES DO SOLO
Resumen en portugués
Com o principal objetivo de caracterizar os latossolos da Amazônia e correlacioná-los com os dos Cerrados, foi desenvolvida esta pesquisa. Para isso foi delimitada, através dos mapas de solos, uma área compreendida entre os paralelos 04º 00’ N e 20º 00’ S e 48º 00’e 75° 00’ WGr., sendo que a área da Amazônia foi considerada até o paralelo 12º 00’ S abrangendo uma área de 3 859 730 km2 e a dos Cerrados até o paralelo 20º 00’ S, abrangendo 1 406 342 km2. Ambas totalizam 5 255 072 km2. Nesta área foram selecionados 262 perfis de latossolos sendo, na região amazônica, 78 de Latossolo Amarelo e 184 de Latossolo Vermelho Amarelo e na região dos Cerrados, 123 perfis de Latossolo Vermelho Amarelo e 121 de Latossolo Vermelho Escuro. Tais perfis foram grupados de acordo com as características climáticas, de vegetação e de material de origem. Foram selecionadas 5 profundidades para o estudo dos atributos dos solos, a saber: 0-15: 15-35; 35-60; 60-100; 100-180 cm. Os principais atributos dos solos analisados foram os seguintes: granulometria; pH; teor de matéria orgânica, teor de fósforo; bases trocáveis; CTC a pH 7,0, saturação por bases e índice ki. As principais conclusões foram as seguintes: a. Quanto à metodologia das determinações analíticas: o coeficiente de variação da maioria dos atributos estudados esteve elevado refletindo a variabilidade da própria metodologia empregada. b. Quanto ao aspecto granulométrico os latossolos da Amazônia são mais argilosos e siltosos do que os dos Cerrados. Dentre os latossolos da Amazônia o Latossolo Vermelho Amarelo é pouco mais siltoso do que o Latossolo Amarelo. A presença de um horizonte A/B mais denso, principalmente no Latossolo Amarelo e com características de encharcamento temporário, reflete uma estrutura menos estável, quando comparada com os solos dos Cerrados. Neste particular, o menor teor de ferro no Latossolo Amarelo não deixa de ser um fator negativo na estabilidade da estrutura. c. Quanto ao aspecto mineralógico, os solos da região amazônica são menos intemperizados do que os solos da região dos Cerrados, com índice ki na faixa de 1,8 a 2, 1, contra ki inferiores a 1,5 para a região dos Cerrados. Dentre os solos amazônicos, o Latossolo Amarelo apresenta maior valor de ki quando comparado com o Latossolo Vermelho Amarelo e conseqüentemente menos intemperizado. De acordo com tais valores, há dominância de caulinita com pequena contribuição de minerais 2: 1 para a região amazônica contra a dominância de caulinta e óxidos para a região dos Cerrados. d. Quanto aos aspectos de fertilidade: - Os solos da Amazônia comparados com os dos Cerrados são mais ácidos, com maior teor de Al trocável e com maior valor de CTC a pH 7,0. - Levando-se em consideração apenas os latossolos da Amazônia o Latossolo Vermelho Amarelo apresenta menor teor de alumínio trocável e menor valor de CTC a pH 7,0. - Os teores de bases (Ca e Mg) e de P estão abaixo do nível crítico para a maioria das culturas para ambas regiões, sendo talvez os principais fatores limitantes à uma agricultura desenvolvida. - Na Amazônia há uma predominância de latossolos álicos, enquanto que nos Cerrados de latossolos distróficos. - O teor de matéria orgânica é maior na região Amazônica nos horizontes superficiais. À medida que aumenta a profundidade do solo e o teor de argila, aumenta o teor de matéria orgânica na região dos Cerrados, ultrapassando os da Amazônia. e. Quanto à influência do material de origem: - Apesar da região amazônica ser caracterizada por apresentar condições bastante agressivas do clima atual para o intemperismo profundo, há fortes indícios da influência do material de origem nas propriedades do solo, tanto para o Latossolo Amarelo como para o Latossolo Vermelho Amarelo. O material de origem da Formação Solimões comparado com o da Formação Barreiras tende a originar solos mais argilosos, mais siltosos e com maior teor de alumínio. f. Quanto ao potencial da região para a produção de alimentos: - Tendo-se por base os elementos aqui examinados pode-se concluir que as diferenças básicas entre os solos da duas regiões se devem a uma melhor estrutura do solo para a região dos Cerrados e a um valor menor da CTC e do alumínio. Por outro lado, uma vez retirada a mata da região amazônica, os fatores limitantes dos solos para ambas as regiões são semelhantes, porém mais acentuados na Amazônia
Título en inglés
Attributes of Latosols mapped in the “Cerrado” (Central Brazil) and Amazon Forest
Resumen en inglés
The primary goal of this research was to characterize the Amazonian latosols and correlate them to those of the “cerrado”. An area comprised between parallels 04º 00’ N e 20º 00’ S e 48º 00’e 75° 00’ WGr., was delimited through soil maps, with the Amazonian area considered as far as parallel 12º 00’ S and that of the “cerrado” as far as parallel paralelo 20º 00’ S, scoping an area estimated in 5,3 million km2. 262 latosol profiles were selected in that area, with 78 Yellow Latosol and 184 Red-Yellow Latosol in the Amazonian region, and 123 profiles of Red-Yellow Latosol and 121 Dark-Red Latosol in the “cerrado” region. These profiles were grouped according to climate, vegetation, and original material characteristics. Five depths were selected for the study of soil attribute: 0-15; 15-35; 35-60; 60-100; 100-180 cm. The main attributes of soils were: granulometry; pH; organic matter content; phosphorus content; changeable bases; CTC at pH 7.0, base saturation, and ki rates. The main conclusions were: a. As to the methodology of analytic determinations: the variation coefficient of most studied attributes was high thus reflecting the variability of the methodology itself. b. Regarding the granulometry aspect, Amazonian latosols present more clay and silt than those of the “cerrado”. Among Amazonian latosols the Red-Yellow Latosol is slightly siltier than the Yellow Latosol. The presence of a denser horizon A/B - specially in Yellow Latosol and temporary waterlogging features - reflects a less stable structure when compared to “Cerrado” soils. ln that particular, the lowest iron content in Yellow Latosol could be considered as a negative feature in the stability of the structure. e. As to the mineralogical aspect, soils in the Amazonian region are less weather-beaten than those of the “Cerrado” region, with ki rates ranging from 1.8 to 2.1 against ki lower than 1.5 for the “Cerrado” region. Among Amazonian soils the Yellow Latosol presents highest ki values when compared to the Red-Yellow Latosol and is therefore less weather-beaten. According to these values there is kaolinite dominance with a slight contribution of minerals of 2: 1 for the Amazonian region versus kaolinite and oxide dominance for the “Cerrado” region. d. Fertility aspects: - Amazonian soils are more acid, have a higher exchangeable Al content, and higher CTC value at pH 7.0 in comparison with “Cerrado” ones. - By considering Amazonian latosols alone, the Red-Yellow Latosol presents lower exchangeable aluminum content and lower CTC value at pH 7.0. - Base (Ca and Mg) and P contents are below the critical level for most crops for both regions, and may be the main Iimiting factors in developed agriculture. - Alic latosols prevail in the Amazonian region while dystrophic ones are more common in the “Cerrado” region. - The organic matter content is higher in the Amazonian region m superficial horizons. As soil depth and clay content increase the organic matter content increases at the “Cerrado” region, and is higher than that in the Amazonia. e. Influence of original material: - Although the Amazonian region is characterized by its quite hostile conditions towards the actual climate for a deep weathering, there are strong signs of influence of the original material on soil properties, both for Yellow Latosol and for Red-Yellow Latosol. When compared to the Formação Barreiras, the original material of the Formação Solimões tends to provide soils with more clay and silt, and with higher aluminum content. f. Potential of the region as a food producer: - Based on the elements examined here the primary differences between the soil of the both regions are found to be due to a better soil structure at the “Cerrado” region and to a lower CTC and aluminum values. On the other hand, once the woods of the Amazonian region are withdrawn the limiting factors of soils for both regions are similar, although more evident in Amazonia
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-01-11
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.