• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.1999.tde-20210104-162206
Document
Auteur
Nom complet
Arnaldo Colozzi Filho
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Piracicaba, 1999
Directeur
Titre en portugais
Dinâmica populacional de fungos micorrízicos arbusculares no agrossistema cafeeiro e adubação verde com leguminosas
Mots-clés en portugais
ADUBAÇÃO VERDE
CAFÉ
DINÂMICA POPULACIONAL
FUNGOS MICORRÍZICOS
LEGUMINOSAS
Resumé en portugais
Avaliou-se o efeito do cultivo intercalar de leguminosas de verão para adubação verde do cafeeiro (Cojfea arabica L.), sobre a ocorrência e esporulação de fungos micorrízicos arbusculares (MA) no solo e a micorrização. Amostras de solo rizosférico e raízes foram coletadas no período entre junho de 1996 e julho de 1997, em três épocas, em um experimento de longa duração, conduzido a campo pelo Instituto Agronômico do Paraná- IAPAR, no município de Mirasselva, PR. O experimento está instalado em uma área de latossolo vermelho escuro distrófico (LEd) onde. nas linhas principais. se cultiva o cafeeiro ‘Catuaí Amarelo’ e nas entrelinhas as leguminosas Leucena (Leucaena leucocephala), Crotalaria spectabilis. C. breviflora. Mucuna cinzenta (Stizolobium pruriens), Mucuna anã (Stizolobium deeringianum), Amendoim cavalo (Arachis hipogeae) e Caupi (Vigna unguiculata) para fins de adubação verde. O delineamento experimental é de blocos ao acaso, com três repetições. Determinou-se a diversidade de espécies através da identificação morfológica dos esporos. a frequência de ocorrência através da contagem direta de esporos no solo e a colonização radicular pelo método da placa quadriculada usando raízes coradas. Também foram conduzidos bioensaios em casa de vegetação, para estudar a composição das populações de fungos MA que efetivamente colonizavam as raízes do cafeeiro a campo. Com o mesmo objetivo utilizaram-se técnicas moleculares baseadas na amplificação de fragmentos de DNA através da PCR (Polimerase chain reaction), extraídos de esporos coletados na rizosfera e de raízes colonizadas coletadas a campo. O cultivo de leguminosas na entrelinha de plantio do cafeeiro aumentou a diversidade de espécies e o número de esporos de fungos MA na rizosfera do cafeeiro. Cafeeiro cultivado com Crotalaria breviflora mostrou-se altamente micorrizado, com maior diversidade de espécies e número de esporos de fungos MA no solo, em todas as épocas avaliadas. Entretanto, parte da diversidade de fungos presentes na rizosfera do cafeeiro não foi recuperada na rizosfera de milho (Zea mays L.) e sorgo (Sorghum bicolor L.) quando se utilizaram raízes colonizadas de cafeeiro como inóculo, sugerindo que alguns dos fungos MA observados na rizosfera do cafeeiro podem ser provenientes das raízes das leguminosas que crescem próximas, mas não estão efetivamente em simbiose com o cafeeiro. Através da PCR e usando primers de ITS (Internai transcribed spacer) foi possível comparar bandas obtidas a partir de DNA extraído de esporos coletados na rizosfera com bandas obtidas a partir de DNA extraído de raízes colonizadas. Bandas características de Scutellospora gilmorei não foram encontradas nas raízes de cafeeiro colonizadas, confirmando os resultados obtidos através de bioensaios em casa de vegetação. Estes resultados sugerem a ocorrência de relações preferenciais entre fungos e hospedeiros, que podem determinar o estabelecimento e a eficiência da simbiose micorrízica ou mesmo a exclusão de algumas espécies do sistema radicular da planta. Neste trabalho foi possível, também. desenvolver um método para isolamento de DNA genômico de diferentes gêneros de fungos MA. Com este método, a partir de um único esporo de fungos MA foi possível obter. de maneira simples e rápida, DNA de qualidade e em quantidade suficiente para a PCR
Titre en anglais
Populacional dinamic of arbuscular mycorrhizal fungi in an agrosystem with coffee plants intercropped with legume as green manure
Mots-clés en anglais

Resumé en anglais
Sporulation and occurrence of arbuscular mycorrhizal fungi ( AM) were evaluated on coffee trees ( Coffea arabica L.) intercropped with legume for green manure. Samples of rhizosphere soil and roots were collected at three times between July 1996 and July 1997, in a long term experiment located at the Instituto Agronômico do Paraná - IAP AR, at Mirasselva city, Paraná state. Brazil. The AM diversity was determined through the morphologic identification of spores, the AM occurrence frequency by the direct counting of spores in the soil and the root colonization evaluated with the grid-line method using stained roots. Bioassays were also conduced at the green-house. to study the AM composition inside the coffee roots from the field. With the sarne objective, molecular techniques based on the DNA fragment amplification by PCR (Polimerase chain reaction) were used. DNA of spores collected in the rhizosphere and from colonized roots collected at the field was extracted. Legume intercropping increased the AM diversity and the inoculum potential in the coffee rhizosphere. Crotalaria breviflora showed a high mycorrhízal capacity, able to form symbiosis with several species of AM fungi, resulting in a greater AM diversity, spore number in the soil. at all evaluation periods. This effect was also observed in the coffee rhizosphere. However, part of the AM diversity in the coffee tree rhizosphere was not recovered in com (Zea mays L.) and sorgum (Sorghum bicolor L.) rhizosphere when colonized coffee roots was used as inoculum, suggesting that some AM fungi observed in the coffee rhizosphere originated from the legume roots, but were indeed not in symbiosis with the coffee trees. Through PCR and using the combined primers of ITS (Internal transcribed spacer) 4 and 5, it was possible to compare bands obtained from extracted DNA of spores collected in the rhizosphere with bands obtained from extracted DNA of colonized roots. Characteristic bands of Scutellospora gilmorei were not found in the coffee roots.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2021-01-07
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2022. Tous droits réservés.