• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.1995.tde-20210104-191029
Documento
Autor
Nome completo
Sebastiao Alves de Lima Filho
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1995
Orientador
Título em português
Efeitos do calcário e gesso no solo e na produtividade da laranjeira hamlin (Citrus sinnensis L. Osbeck) sobre limoeiro cravo (Citrus limonia L. Osbeck)
Palavras-chave em português
CALCÁRIO
GESSO
LARANJA HAMLIN
LIMÃO CRAVO
PORTA-ENXERTOS
PRODUTIVIDADE
PROPRIEDADES QUÍMICAS DO SOLO
Resumo em português
O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos de tipos de calcários aplicados isoladamente e de misturas de calcários e de gesso nas características químicas de um Latossolo Vermelho Escuro, textura argilosa, em 3 profundidades, a saber: 0-20 cm, 20-40 cm e 40-60 cm e na planta através das análises dos teores de macro e micronutrientes nas folhas, das determinações das dimensões físicas dos frutos, das análises qualitativas do suco e da produtividade de laranja Hamlin, em 2 safras: 1992/93 e 1993/94. O experimento foi instalado na Fazenda Colorado, em Araras, Estado de São Paulo, na latitude 22° e 18’Sul, longitude 47° e 23’W, altitude média de 617 m e o clima foi classificado como CW a, mesotérmico de inverno seco. Utilizou-se o delineamento estatístico de blocos casualizados com 7 tratamentos e 6 repetições, portanto 42 parcelas. A parcela experimental foi formada por 10 plantas em linha, alternadas por outras 10 plantas que foram utilizadas como proteção ou bordadura da unidade experimental e, foram consideradas como "plantas úteis" as 8 laranjeiras centrais de cada parcela. A idade do pomar é de 13 anos e as laranjeiras foram plantadas segundo o espaçamento de 7 m entre plantas e 8 m nas entrelinhas, portanto 178 plantas/ha. Anualmente, foram feitas adubações básicas (NPK + micronutrientes) e aplicações' de produtos químicos através de pulverizações foliares para fornecer micronutrientes e manter o controle fitossanitário preventivo e curativo da cultura. Os produtos usados nos tratamentos foram: calcário dolomítico, calcítico e magnesiano, aplicados isoladamente e, misturas de calcário dolomítico com calcário calcítico nas proporções de (50% + 50%) e (2/3 + 1/3) respectivamente, e calcário dolomítico com gesso (75% + 25%). As doses dos calcários foram calculadas, a fim de se elevar a saturação por bases (V%) do solo a 70% na profundidade de 0-20 cm. A dose de gesso foi calculada com a finalidade de se elevar o teor de Ca2+ no solo a 20 mmolc.dm-3 , na profundidade de 0-40 cm. O calcário e o gesso foram aplicados manualmente logo após a colheita da laranja na safra 1991/92. Após a aplicação dos produtos, fez-se uma dupla operação de subsolagem nas entrelinhas, na profundidade aproximada de 60 cm. Em seguida, realizou-se uma operação degradagem cruzada ( na linha e na entrelinha da laranjeira) a fim de incorporar o calcário e o gesso da melhor maneira possível. O solo foi amostrado para fins de avaliação das características químicas do solo em 3 profundidades, a saber: 0-20 cm, 20-40 cm e 40-60 cm, na projeção da copa da laranjeira, durante o mês de março de cada ano, aos 12 e 24 meses após a aplicação dos tratamentos, respectivamente às safras: 1992/93 (1ª· época de amostragem) e 1993/94 (2ª· época de amostragem). Coletou-se amostras de folhas durante o mês de fevereiro de cada ano, na mesma periodicidade das amostras de solo. Amostrou-se 4 folhas/planta na altura mediana da copa ( 1 folha em cada quadrante) nas 8 “plantas úteis” de cada parcela para serem determinados os teores de macro e micronutrientes. As laranjas foram colhidas durante os meses de junho e de julho de cada ano nas safras: 1992/93 e 1993/94, tendo-se determinado as suas produtividades em caixas/planta e t/ha. Nesta ocasião, amostrou-se 8 frutos/parcela a fim de serem realizadas as medidas das dimensões físicas e as análises tecnológicas do fruto. Os resultados obtidos permitiram concluir que houve resposta acentuada na produtividade da laranja Hamlin à aplicação da mistura de calcário dolomítico e gesso (7% + 25%), nas doses de 2,95 t/ha e 1 t/ha, respectivamente, na safra 1993/94. Os demais tratamentos não apresentaram a mesma eficácia com relação a produtividade da cultura. Os corretivos e o gesso não influenciaram significativamente os seguintes parâmetros analisados: teores de macro e micronutrientes nas folhas; dimensões físicas dos frutos e a qualidade tecnológica da laranja. Houve lixiviação de S-S042- em subsuperficie (20-60cm) aos 24 meses após a aplicação da mistura de calcário dolomítico + gesso nas doses de 2,96 t/ha e 1 t/ha, respectivamente.
Título em inglês
Effects of lime and phosphogypsum on the soil and on the productivity of hamlin orange (Citrus limonia L. Osbeck) grafted on “cravo” lemon
Palavras-chave em inglês

Resumo em inglês
This research was carried out with the objective of evaluating the effects of different kinds of lime when applied alone and in mixtures of limes and phosphogypsum on the chemical characteristics of a dark-red latosol, clayey texture, at 3 depths: 0-20 cm, 20-40 cm and 40-60 cm as well as on the plant. Evaluations in plants were done by analysing the leaves macro and micronutrients, determining the fruit physical dimensions, qualitatively analysing the juice and determining the productivity of the Hamlin orange in two harvesting seasons: 1992/93 and 1993/94. The experiment was installed at the Colorado Farm, in Araras, State of São Paulo, latitude 22° and 18’ South, longitude 47° and 23W, average altitude 617 m. Climate has been classified as CWa, mesothermic with dry winter. The experimental design was randomized blocks with 7 treatments and 6 replications each, summing up 42 plots. Each experimental plot was composed by 10 plants in the sarne row, altemated by 10 other plants which served as a protection or border for the experimental plot. The effective plot was constituted by 8 citrus plants in the center of each plot. The orchard was 13-years old and the trees were planted with 7-meter spacing between plants and 8 meters in the interrows. Basic fertilizing (NPK + micronutrients) and application of chemical products by foliar spraying were done in a year basis. This practice was performed for providing micronutrients and to maintain plant sanity both preventively and curatively. Products used as treatments were: dolomitic, calcitic, and magnesic limes, applied alone as well as dolomitic and calcitic mixtures at the proportions 50% + 50%, and 2/3 + 1/3, and dolomitic lime plus phosphogypsum at the proportion 75%+25%. Lime doses were calculated as to raise soil bases saturation (V%) to 70% at the depth of 0-20cm. Phosphogypsum doses was calculated as to raise soil Ca2+ content to 20 mmolc.dm-3 , at the depth of 0-40cm. Lime and phosphogypsum were applied manually just after orange harvesting at the 1991/92 season. A double subsoiling operation in the interrows at approximately 60 cm depth, was done soon after products application. A crossed harrowing (in the row and interrow) was then done in order to better incorporate lime and phosphogypsum. Soil was sampled for evaluating of soil chemical characteristics at 3 depths: 0-20 cm, 20-40 cm, and 40-60 cm, at the area shaded by the tree, yearly in March, 12 and 24 months after treatments application. This sampling corresponded to the 1992/93 harvesting (1st. sampling time), and 1993/94 harvesting seasons (2nd. sampling time). Leaf samples were collected during the month of February each year, with the sarne periodicity of the soil samplings. ln order to determine macro and micronutrient contents, 4 leaves/plant at an average height of the tree crown were collected (1 leaf in each quarter) from 8 plants in the effective plot. Orange harvesting was done in June and July each year at both 1992/93 and 1993/94 harvesting seasons. Productivity was determined based on number of boxes/plant and t/ha. Eight fruits/plot were then collected for determining physical dimensions and also to carry technological analysis. Results allowed to conclude that a pronounced response to application of the mixture of dolomitic lime and phosphogypsum (75% + 25%), at the doses of 2:95 t/ha and 1 t/ha, respectively, occurred concerning Hamlin orange productivity at the 1993/94 harvesting season. Toe other treatments were not as effective concerning crop productivity. Limes and phosphogypsum did not significantly influence the following parameters: leaf macro and micronutrient contents; fruit physical dimensions and technological quality. Subsurface lixiviating of S-SO42- occurred at a depht of 20-60 cm, 24 months after application of dolomitic lime + phosphogypsum mixture at the 2.95 t/ha and 1 t/ha, respectively.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-01-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.