• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1983.tde-20220207-171011
Document
Author
Full name
Antonio Carlos Fernandes
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Piracicaba, 1982
Supervisor
Title in Portuguese
Comportamento agroindustrial de seis variedades de cana-de-açúcar (Saccharum spp) com e sem fertirrigação
Keywords in Portuguese
CANA-DE-AÇÚCAR
FERTIRRIGAÇÃO
VARIEDADES VEGETAIS
Abstract in Portuguese
O processamento industrial da cana-de-açúcar no Estado de São Paulo inclui normalmente a lavagem da matéria-prima, de modo a eliminar principalmente a terra incluída na carga durante o carregamento mecânico. A água utilizada na lavagem recebe diversas destinações, sendo em algumas indústrias misturada parcialmente com a vinhaça produzida na destilaria e enviada para a lavoura, e aplicada -em altas dosagens por sulcos de infiltração, recebendo a denominação de fertirrigação. Esta técnica conduz, relativamente, a um maior desenvolvimento vegetativo da cana-de-açúcar, devido aos nutrientes principalmente potássio e nitrogênio, e matéria-orgânica aplicados. Por outro lado, a maior produtividade conduz a uma matéria-prima de menor qualidade para a produção de açúcar ou de álcool. O principal objetivo deste trabalho foi o de se ·avaliar a técnica da fertirrigação, utilizada normalmente pela Usina São João em·Araras - SP, e seus efeitos sobre a maturação, qualidade tecnológica e produtividades de seis variedades de cana-de-açúcar, procurando o manejo adequado para as mesmas em condições fertirrigadas e sem fertirrigação. Para aplicação nesta dissertação, definiu-se a mistura de água da lavagem de cana com vinhaça, na proporção aproximada de 10 para 1, respectivamente, de restilo. Os resultados obtidos com as variedades CB40-13, CB41-76, CB47-:-355, IAC4·8/65, IAC52/l50 e .NA56-79, mostraram que existe acentuado efeito varietal na resposta à fertirrigação. Devido à redução na qualidade da matéria-prima, e pelo fato de as variedades fertirrigadas serem colhidas em maio e junho, para liberação das áreas para aplicação dos efluentes que estão sendo produzidos, as variedades com alto teor de sacarose apresentaram melhores resultados sob o aspecto agroindustrial. Assim, a NA56-79, CB40-13 e IAC52/150 mostraram-se as mais adequadas para cultivo em área fertirrigada, desde que sejam aprovadas pelo estado fitossanitário. A variedade CB47-355 foi a que apresentou menores variações do teor de sacarose, mas pode ser colhida somente após setembro. As maiores alterações foram obtidas com a CB41-76, que não pode ser recomendada para área com fertirrigação, devido ao relativo baixo rendimento de açúcar e álcool por tonelada de cana, e com a NA56-79. Entretanto, por ser esta uma variedade com altos teores de saca rase durante toda a safra, a redução de qualidade provocada pela fertirrigação não é suficiente para colocá-la em situação inferior às demais. A matéria-prima produzida em área fertirrigada mostrou-se mais adequada para produção de álcool direto, devido ao alto teor de cinzas do caldo e rendimento teórico de álcool por hectare relativamente satisfatório. De um modo geral, observou-se entre os dois experimentos que a aplicação de altos volumes de restilo resultou em elevação da produtividade de colmos em 30%, redução do rendimento de açúcar teórico recuperável em 17% e do álcool provável direto em 13%, o que conduziu a um rendimento de açúcar por hectare em média 6% maior, e de álcool por hectare em mais de 12% A adoção da fertirrigação exige ainda estudos econômicos para se determinar se o acréscimo de açúcar ou álcool por hectare, produz receita maior do que a diferença entre os custos de adubação mineral e da fertirrigação somados aos custos de corte, carregamento, transporte e processamento de uma maior quantidade de cana-de-açúcar. Deve-se acrescentar, também, os custos de outro processo alternativo para o caso da não adoção da fertirrigação. Sob condições não fertirrigadas, a NA56-79 mostrou-se significativamente superior as demais na média de· três cortes para produtividade de açúcar ou de álcool. A variedade CB40-13, devido à sua riqueza em sacarose e por ser o solo da área experimental de alta fertilidade natural, colocou-se em segundo lugar em termos de produtividade de açúcar ou álcool por hectare, na média dos três cortes, embora sem diferir significativamente das demais.
Title in English
Agroindustrial behavior of six sugarcane (Saccharum spp) varieties with and without fertirrigation
Abstract in English
The Brazil National Alcohol Program (PROÁLCOOL), started during the 1975/76 crop, became one of the most discussed projects in the sugar industry because of its magnitude (10.7 billion liters of alcohol in 1985), its socio-economic implications, and_ its waste disposal problems. The use of vinasse, the liquid organic residue of alcohol distillation, as fertilizer has been a pragmatic method of avoiding environmental pollution. Another pollutant,the water used to wash the cane, is applied by some sugar mills with vinasse at high rates to sugarcane fields in the system known as fertirrigation. The mixture of vinasse (about 10%) and canewash water was applied to the furrows 6 months after planting the cane and soon after harvest of the first and second ratoons of six varieties (CB40-13, CB41-76, CB47-355, IAC48/65 IAC52/150 and NA56-79), and this treatment was compared with mineral fertilization in a randomized block trial. The results of the 3 year experiment showed an average increase in cane productivity of 29 ton/ha (+30%) due to better growth with the mixture. This higher yield affected sucrose content, resulting in a décrease of 20.0 kg (-17%) of recoverable sugar per ton of cane, or 10.6 liters (-13%) of probahle alcohol per ton of cane. The yield of sugar per hectare was enhanced by 710 kg (+6,3%) and direct alcohol by 980 liters (+12,1%). The varietal response showed that the varieties NA56-79, CB40-13 and IACS2/150 behaved better with fertirri gation·aue to their higher inherent levels of sucrose, since the higher nutrient dosage, mainly potassium and nitrogen generally reduced the recoverable sugar or alcohol at beginning of the crop. The greater increase in estimated alcohol yield and the higher juice ash content may indicate that the fertir rigated varieties are more suitable for direct fermentation than for sugar production. An economical study for an evaluation of the fertirrigation technique is necessary. The study should include the differences in costs between this system an mineral fertilization, the increase in harvest and milling costs due to more cane being produced, and lower replanting coast since fertirrtgation can improve the life of stubble crops.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2022-02-07
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2022. All rights reserved.