• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Francini Xavier Rossetti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2019
Orientador
Banca examinadora
Silva, Marina Vieira da (Presidente)
Barros, Maria Sylvia Carvalho de
Costa, Vera Mariza Henriques de Miranda
Oliveira, Julicristie Machado de
Título em português
Consumo de refeições e petiscos da população brasileira: composição nutricional, estruturação temporal e espacial dos hábitos alimentares
Palavras-chave em português
Comportamento alimentar
Padrões alimentares
Refeições
Resumo em português
Introdução: As transformações socioeconômicas e culturais proporcionadas pela globalização geram modificações nos modos de comer. Objetivo: analisar as características do consumo de eventos alimentares entre a população brasileira, considerando as características sociodemográficas. Casuísticas e métodos: foi realizado levantamento empírico dos alimentos, técnicas culinárias e consumo de eventos alimentares da população brasileira desde o período colonial até o início do século XXI, seguida da análise probabilística do consumo de eventos alimentares da população por meio dos microdados do módulo de consumo alimentar individual da Pesquisa de Orçamentos Familiares de 2008-2009. Para a análise probabilística, os eventos alimentares foram categorizados em refeições globais, subdivididas em tradicionais ou mistas e petiscos, de acordo com propósito e grau de processamento dos alimentos. "Refeições globais" foram categorizadas por meio da inclusão de preparações culinárias e/ou alimentos processados, com a presença opcional de alimentos do grupo de alimentos ultraprocessados; essas foram subdivididas em "refeições tradicionais", que continham somente preparações culinárias e/ou alimentos processados e "refeições mistas" com a presença de preparações culinárias e/ou alimentos processados e a presença obrigatória de produtos ultraprocessados; "petiscos" incluíram eventos alimentares com presença exclusiva de alimentos ultraprocessados. As análises estatísticas foram realizadas por meio do software STATA. Regressão linear univariada e de lógite foram utilizadas para testar a relação entre a ocorrência de eventos alimentares e as características sociodemográficas. Considerou-se o nível de significância de 5% e intervalos de confiança de 95%. Resultados: no período colonial, o processo de formação da culinária brasileira esteve relacionado a monotonia alimentar. A chegada da corte portuguesa ao país e o processo de urbanização impulsionou novos padrões de consumo alimentar. A partir da intensificação do processo de globalização na década de 1960, houve aumento do consumo de alimentos industrializados em todos os estratos de renda. A padronização do consumo alimentar se relaciona a alto grau de tecnologia, desestruturação das refeições, déficit de regulação e prazer. A análise probabilista sobre o consumo de eventos alimentares contou com uma amostra de 34.003 pessoas (idade ≥ 10 anos). O número médio de eventos alimentares diários foi de 4,52 (IC: 4,48-4,55), sendo 3,93 (IC: 3,90-3,96) refeições globais, 2,63 (IC: 2,59-2,67) refeições tradicionais, 1,32 (IC: 1,30-1,35) refeições mistas e 0,56 (IC:0,54-0,58) petiscos. A probabilidade de realização de refeições tradicionais nas situações de domicílio urbanas apresentou efeito negativo (p < 0,05), ao passo que o consumo de refeições mistas e petiscos mostrou tendência positiva (p < 0,05). A análise da probabilidade da combinação de 4 ou mais refeições tradicionais apresentou tendência similar. A probabilidade de realização de pelo menos um petisco ao dia foi significativo para mulheres, pessoas residentes no sudeste e sul do país, a aumento da renda e para consumo fora do lar (p < 0,05). As combinações mais frequentes de ocasiões de consumo alimentar contemplaram 3 ou 4 refeições globais sem a presença de petiscos (40,95%); 3 ou 4 refeições e um petisco (15,45%) ao dia e 5 refeições globais diárias (12,28%). Os horários considerados típicos para realização de café da manhã, almoço e jantar apresentaram maior frequência de refeições globais e maior conteúdo energético. Conclusões: o levantamento empírico dos hábitos alimentares permitiu embasar a análise das características dos eventos alimentares entre a população e a importância desses para a identificação de práticas alimentares, visto as inúmeras possibilidades de relacionamentos capazes de identificar regras e regularidades que possam contribuir para a qualificação do planejamento e intervenções para a garantia de uma alimentação saudável e adequada.
Título em inglês
Meals and snacking consumption of Brazilian population: nutritional composition, temporal and spatial structure of eating habits
Palavras-chave em inglês
Food behavior
Food standards
Meals
Resumo em inglês
Introduction: Globalization promoves socioeconomic and cultural transformations that's generate changes in the modes of eating. Objective: to analyze characteristics of food events consumption among the Brazilian population, considering the sociodemographic characteristics. Casuistic and methods: an empirical survey of food, cooking techniques and food events consumption of the Brazilian population from the colonial period to the beginning of the 21st century was carried out, followed by a probabilistic analysis of the consumption of food events in the population through the microdata of the module consumption of the Family Budget Survey 2008-2009. For the probabilistic analysis, the food events were categorized in global meals, subdivided in traditional or mixed and snacks, with purpose and degree of food processing. "Global meals" were categorized through the inclusion of culinary preparations and / or processed foods, with the optional presence of foods from the ultraprocessed food group; these were subdivided into "traditional meals", which contained only culinary preparations and / or processed foods and "mixed meals" with the presence of culinary preparations and / or processed foods and the mandatory presence of ultraprocessed products; "Snacks" included food events with the exclusive presence of ultraprocessed foods. Statistical analyzes were performed using the STATA software. Univariate linear regression and logit regression were used to test the relationship between the occurrence of food events and sociodemographic characteristics. The significance level of 5% and 95% confidence intervals were considered. Results: in the colonial period, the process of Brazilian culinary formation was related to food monotony. The arrival of the Portuguese court in the country and the process of urbanization stimulated new standards of food consumption. From the intensification of the globalization process in the 1960s, there was an increase in the consumption of processed foods in all income strata. The standardization of food consumption is related to a high degree of technology, disruption of meals, lack of regulation and pleasure. The probabilistic analysis on the consumption of food events counted on a sample of 34,003 people (age > 10 years). The mean number of daily food events was 4.52 (CI: 4.48-4.55), 3.93 (CI: 3.90-3.96) overall meals, 2.63 (CI: 2,59-2,67) traditional meals, 1.32 (IC: 1.30-1.35) mixed meals and 0.56 (IC: 0.54-0.58) snacks. The probability of performing traditional meals in urban domicile situations presented a negative effect (p < 0.05), whereas the consumption of mixed meals and snacks showed a positive trend (p < 0.05). The analysis of the probability of the combination of 4 or more traditional meals presented a similar trend. The probability of at least one snack per day was significant for women, people living in the Southeast and South of the country, income increase and consumption outside the home (p < 0.05). The most frequent combinations of food consumption occasions included 3 or 4 global meals without the presence of snacks (40.95%); 3 or 4 meals and a snack (15.45%) per day and 5 global meals per day (12.28%). Typical breakfast, lunch and dinner times were more frequent with global meals and higher energy content. Conclusions: the empirical survey of dietary habits allowed us to base the analysis of the characteristics of food events among the population and their importance for the identification of eating practices, given the innumerable possibilities of relationships capable of identifying rules and regularities that may contribute to the qualification of planning and interventions to ensure a healthy and adequate diet.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.