• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1985.tde-20220207-163211
Documento
Autor
Nome completo
Marisa Aparecida Bismara Regitano-D'Arce
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1985
Orientador
Título em português
Ensaios de extração de óleo de girassol (Helianthus annuus L.) com álcool etílico
Palavras-chave em português
ETANOL
EXTRAÇÃO
ÓLEO DE GIRASSOL
Resumo em português
O objetivo da pesquisa era verificar a possibilidade de usar o etanol na extração de óleo de sementes de girassol. Consequentemente, deveriam ser estudadas a ação do solvente, preparo da matéria-prima, as proporções entre eles e a temperatura de operação. Dentro desse plano foram empregados álcoois com as concentrações etanólicas de 90%, 93%, 96% e 99% em volume, e duas variedades de girassol, Anhandy e Contisol. Os ensaios de extração foram conduzidos em extratores de Soxhlet e de Butt, em períodos de tempo e com proporções diferentes de solventes em relação à massa de matéria-prima, buscando-se estudar o desempenho da extração em equipamentos clássicos de laboratório. Como não houve uniformidade de resultados nos dois equipamentos, foi projetado um aparelhamento especial constituído de oito vasos extratores, para oito amostras concomitantes ou em ordem sequencial. Esse extrator foi construído para permitir o controle de temperatura e troca de solventes, tal como em instalações industriais intermitentes. Com ele foi possível avaliar a influência do teor de umidade e da laminação da matéria-prima no esgotamento de óleo e, também, obter miscelas que se separam nas fases alcoólica e oleosa, por simples resfriamento. O álcool com concentração de 99% (álcool anidro comercial) foi o que apresentou melhor desempenho nas condições dos experimentos como substituto do hexano, à pressão atmosférica. Os óleos obtidos com as diferentes concentrações etanólicas não diferiram estatisticamente entre si e diferiram pouco do obtido com o hexano quanto à composição em ácidos graxos e aos índices de saponificação e de iodo. O teor de material insaponificável foi maior no óleo obtido com o álcool anidro do que no obtido com hexano ou pela prensagem. Pela análise de agrupamento, os farelos resultantes das extrações com etanol não apresentaram diferenças quanto à sua composição aminoacídica em relação à semente.
Título em inglês
Sunflower (Helianthus annuus L.) oil extraction trials with ethanol.
Resumo em inglês
The objective of this research work was to check the possibility of utilization of ethanol in the extraction of sunflower seed oil. Consequently, the action of the solvent, conditioning of the raw material, the proportion between them and the temperature of work should be studied. For this purpose, ethanolic concentrations of 90%, 93%, 96% and 99% and two varieties of sunflower seed were employed. The extraction trials were conducted in Soxhlet and Butt extractors for different periods of time and solvent to raw material proportions, studying the performance of extraction in classic laboratory equipment. As no uniformity in the results from the two equipments, a special apparatus provided with eight extraction vessels for eight individual or sequential samples was designed. This extractor was constructed in order to permit temperature control and solvent exchange as it is done in the intermittent industrial installations. By use of this equipment it was possible to evaluate the influence of the water content of the seeds at the time of extraction and the effect of raw material flaking in the oil content reduction. It was also possible to obtain oily miscellae that separated in alcoholic and oily phases by cooling. The 99% ethanol (commercial anhydrous alcohol) showed the best performance, comparable to the hexane, in the experimental conditions, at atmospheric pressure. Samples of oils obtained with the different alcoholic concentrations did not differ statistically from one another and differred very little from the that obtained with hexane regarding the fatty acid composition and the saponification and iodine indexes. The unsaponifiable matter content was higher in the sample obtained with anhydrous alcohol than the one obtained with hexane and by means of pressing. According to the Cluster Analysis, the aminoacidic composition of the meals resulting from the ethanolic oil extractions did not differ from the seeds.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.