• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Graziela Maniero Beloti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2019
Orientador
Banca examinadora
Horii, Jorge (Presidente)
Arthur, Valter
Brazaca, Solange Guidolin Canniatti
Sartori, Juliana Aparecida de Souza
Título em português
Caracterização in vitro de compostos bioativos de partes aéreas da cana-de-açúcar e sua capacidade antioxidante
Palavras-chave em português
Atividade antioxidante
Compostos fenólicos
Extração
Resumo em português
A cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.) tem sido foco de diversos estudos em relação ao seu conteúdo de compostos biologicamente ativos, especialmente flavonoides, os quais estão presentes em todas as partes da planta, sendo responsáveis por diversas ações farmacológicas, tais como antioxidante e antimicrobiana. A produção de cana-de- açúcar no Brasil para a safra 2018/19 está estimada em 620,41 milhões de toneladas. No entanto, durante a colheita da cana-de-açúcar, grande parte da planta, principalmente folhas do ponteiro, não apresenta aplicação industrial ou interesse econômico. Estima-se que são gerados 140 kg de palha por tonelada de cana-de-açúcar produzida. Esta palha atualmente fica no campo, trazendo alguns problemas para a plantação. A utilização de antioxidantes aumenta a estabilidade dos alimentos processados, e os sintéticos foram no passado a alternativa para a indústria de alimentos. No entanto a utilização dos antioxidantes sintéticos tem sido descartada em vários países por trazerem riscos à saúde, e por serem muito voláteis e facilmente decompostos a altas temperaturas. Deste modo, a pressão na busca de novas alternativas para a preservação de alimentos é constante, e a natureza química destas novas alternativas tem sido questionada. Hoje a busca por produtos de origem reconhecidamente natural é uma realidade. Resíduos de origem vegetal, como a palha da cana-de-açúcar, podem ser valiosas fontes de compostos que possuam princípios bioativos, a serem utilizados em diversas indústrias, como a de alimentos e a farmacêutica. Dado que a cana-de-açúcar é considerada uma planta alimentícia, suas folhas poderiam ser amplamente utilizadas na obtenção de compostos ativos para uso nutracêutico e/ou farmacológico; o que geraria uma vertente de utilização deste material. O intuito deste trabalho é a utilização do ponteiro da cana-de-açúcar (parte úmida) proveniente da colheita da cana-de-açúcar como material para a extração de compostos fenólicos com comprovada atividade antioxidante. O objetivo foi avaliar a eficiência da extração de fenólicos totais, flavonoides totais e atividade antioxidante in vitro a partir de testes do parâmetro solvente, utilizando etanol, acetato de etila, clorofórmio e hexano, e posteriormente do parâmetro tempo em 1 hora, 2 horas, 3 horas, 5 horas e 7 horas a temperatura de 50°C. O maior conteúdo de compostos fenólicos bem como maior atividade antioxidante foram observados para o extrato a partir do etanol como solvente extrator. O tempo e a temperatura também influenciaram os resultados, indicando uma maior extração de compostos fenólicos a partir do tempo 3 horas a 50°C.
Título em inglês
In vitro characterization of phenolic compounds from sugarcane aerial parts and their antioxidant capacity
Palavras-chave em inglês
Antioxidant activity
Extraction
Phenolic compounds
Resumo em inglês
Sugarcane (Saccharum officinarum L.) has been the focus of several studies regarding its content of biologically active compounds, especially flavonoids, which are present in all parts of the plant, being responsible for several pharmacological actions, such as as antioxidant and antimicrobial. Sugarcane production in Brazil for the 2018/19 crop is estimated at 620.41 million tons. However, during sugarcane harvesting, much of the plant, especially pointer leaves, has no industrial application or economic interest. It is estimated that 140 kg of straw is generated per ton of sugar cane produced. This straw is currently in the field, bringing some problems to the plantation. Antioxidants are used in the food industry to prevent product changes, especially lipid oxidation, during processing and storage. However, the use of synthetic antioxidants has been ruled out in many countries because of their health risks, and also because they are very volatile and easily decomposed at high temperatures. Thus, the pressure to search for new alternatives for food preservation is constant, and the chemical nature of these new alternatives has been questioned. Today the search for products of recognized natural origin is a reality. Vegetable residues such as sugarcane straw can be valuable sources of compounds that have bioactive principles to be used in various industries, such as food and pharmaceutical. Given that sugarcane is considered a food plant, its leaves could be widely used to obtain active compounds for nutraceutical and / or pharmacological use; which would generate a use strand of this material. The purpose of this work is the use of the sugarcane pointer (wet part) from the sugarcane harvest as a material for the extraction of phenolic compounds with proven antioxidant activity. The objective was to evaluate the extraction efficiency of total phenolics, total flavonoids and antioxidant activity in vitro from solvent parameter tests, using ethanol, ethyl acetate, chloroform and hexane, and after the time parameter in 1 hour, 2 hours, 3 hours, 5 hours and 7 hours at a temperature of 50 ° C. The highest content of phenolic compounds as well as the highest antioxidant activity were observed for ethanol extract as extraction solvent. Time and temperature also influenced the results, indicating a greater extraction of phenolic compounds from time 3 hours at 50°C.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.