• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-125425
Documento
Autor
Nombre completo
Fernando Paiva Scardua
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1994
Director
Título en portugués
Caracterização hidrológica de uma microbacia hidrográfica da Estação Experimental de Ciências Florestais de Itatinga, ESALQ/USP
Palabras clave en portugués
EUCALIPTO
HIDROLOGIA DE FLORESTA
MICROBACIA HIDROGRÁFICA
Resumen en portugués
O presente estudo constituiu da análise de 3 anos de dados hidrológicos obtidos desde abril de 1991 em uma microbacia localizada no Município de Itatinga, São Paulo. A referida microbacia denominada de Tinga, faz parte da bacia do Córrego Potreirinho, a qual também delimita a área da Estação Experimental de Ciências Florestais de Itatinga, da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo. A microbacia Tinga possui uma área de 68,2 ha. O clima da região é do tipo Cfa na classificação de Köppen. A temperatura média de 19,4 ºC e a precipitação média anual gira em torno de 1635mm. A microbacia encontra-se inteiramente coberta por rebrota de reflorestamento de Eucalyptus saligna, cujo plantio foi feito a cerca de 42 anos. A precipitação foi medida através de 2 pluviômetros e 1 pluviógrafo instalados na microbacia. Para a medição da vazão, utilizou-se de uma calha tipo “H” de 45 cm, pré-fabricada em metal, a qual foi assentada na parte final de uma seção artificial retilínea de controle, cerca de 2 metros de comprimento, construída em alvenaria ao longo do canal. A variação da altura da lâmina d'água, por sua vez, foi monitorada continuamente através de um linígrafo modelo Stevens de rotação semanal, instalado em um poço tranquilizador acoplado à calha. Além da precipitação e da vazão, durante o período da chuva e do deflúvio, para fins de análises da qualidade da água e quantificação da ciclagem geoquímica dos nutrientes Ca++, Mg++, Fe++, Na+ e K+. A partir de novembro de 1993 foram instaladas, também, baterias de piezômetros dispostos em transectos perpendiculares ao riacho, com a finalidade de monitorar a flutuação do lençol freático na zona ripária da microbacia, a distâncias crescentes a partir do riacho. Em termos médios, para os três anos do período experimental, o balanço hídrico da microbacia mostrou os seguintes valores: Precipitação de 1.635mm e deflúvio de 551mm. Desconsiderando-se as variações de armazenamento, verifica-se, portanto que a evapotranspiração média anual para o período experimenal foi de 1084mm, reprensentando 66,3% da precipitação média anual. Com relação à qualidade da água, os resultados mostraram que os valores das concentrações da água do deflúvio foram maiores que as da água da precipitação para Ca++, Mg++, Fe++e Na+ e o K+ apresentou valores idênticos para a água da precipitação e deflúvio. Já os parâmetros físicos turbidez e cor apresentaram alta variabilidade temporal para ambas, com excessão do pH e da condutividade elétrica, que se mostraram inalterados durante o período estudado. Os sedimentos em suspensão na água do deflúvio totalizaram perdas médias da ordem de 0,285t/ha/ano, em termos médios para o período. O balanço geoquímico de nutrientes, por outro lado, mostrou os seguintes resultados, relativamente ao confronto entre entrada de nutrientes pelas chuvas e perda pelo deflúvio, em termos médios anuais em Kg/ha/ano: Ca++:-0,78, Mg++:-1,16, Fe++:-1,2, Na+:-0,27 e o K+:+2,2. Devido o número reduzido de anos, as tentativas de calibração da microbacia, utilizando-se de regressões múltiplas, presentaram baixos coeficientes de determinação, sugerindo a necessidade de se prolongar as medições durante mais alguns anos, até que se consiga um melhor ajuste dos dados.
Título en inglés
Hydrologic characterization of a small, watershed located in the ltatinga Forest Experimental Station, ESALQ/USP
Resumen en inglés
This study consisted of the analysis of three years of hydrologic data, which began in April 1991, for a small watershed located in the county of Itatinga, State of São Paulo. The small watershed, hereafter called "Tinga", is a tributary of the Potreirinho river basin, which delimits the area of the Itatinga forest Experimental Station, of the Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", University of São Paulo. The area of the studey watershed comprises 68,2 ha. The climate of the region is of the Cfa in the Köppen classification. The average temperature is 19,4°C and the annual mean rainfall is around of 1635mm. The small watershed is entirely covered by coppice of Eucalyptus saligna Smith, which was planted around 42 years ago. The precipitation was measured with two non-recording rain gages and one recording gage. The streamflow was monitored using a type "H", 45-cm flume, which was placed in the downstream a 2-m long, part of artificial rectilinear controI section. The stage was continuously monitored with a Stevens stage recorder, with weekly rotation. Besides precipitation and streamflow, during the experimental period weekly samples of precipitation and streamflow were also collected, which were anaIyzed for Ca++, Mg++, Fe++,Na+ e K+, and also for physical water quality parameters. Beginning November 1993, a series of piezometers were installed in transects perpendicular to the stream. with the purpose of monitoring the water table iluctuation in the riparian zone of the small watershed at increasing distances from the stream. As average for the three years of the experimental period, the water balance of the small watershed showed the following values: precipitation: 1635mm; streamflow: 551 mm; evapotranspiration: 1084mm. Disregarding storage variation, mean evapotranspiration for the experimental period corresponded to 66,3% of the annual precipitation. In relation to water quality, the results showed that the average nutrient concentration in the streamilow was greater than the concentratrion in the precipitation for Ca++, Mg++, Fe++e Na+ e o K+ showed similar values for both, streamflow water and rain water. The results of turbidity and color were highly variable for both type of samples. But pH and conductivity values were very consistent throughout the period. Suspended sediment in the streamflow amounted to a total soil loss of 0,285 ton/ha/year, as average for the three years. The geochemical balance of nutrients, represented by the relation between input by rain and loss by the streamflow, showed the following results: Ca++:-0,78, Mg++:-1,16, Fe++:-1,2, Na+:-0,27 e o K+:+2,2. Due to the relatively short experimental period, the calibration of the watershed, through the use of multiple regressions, were not very sucessful.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-12-19
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.