• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-131602
Documento
Autor
Nombre completo
Francisco Mota da Silva
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1994
Director
Título en portugués
Espécies tropicais para manufatura de painéis compensados
Palabras clave en portugués
ESPÉCIES TROPICAIS
LÂMINAS
MADEIRA
MANUFATURA
PAINEIS COMPENSADOS
TECNOLOGIA DA MADEIRA
Resumen en portugués
Neste trabalho estudou-se a viabilidade técnica para a produção de lâminas e compensados, com madeiras tropicais, avaliando-se o comportamento das espécies Ucuúba branca (Osteophloeum platyspermum Warb.), Cedrorana (Cedrelinga catenaeformis Ducke), Louro gamela (Nectandra rubra (Maz.) C. K. Allen), Breu vermelho (Protium puncticulatum Macbr.), Cardeiro (Scleronema micranthum Ducke), Guariúba (Clarisia racemosa R. et. Pay.), Piquiarana (Cariocar pallidum Aubl.), Cupiúba (Goupia glabra Aubl.), Faveira folha-fina (Piptadenia suaveolens Miq.) e Piquiá-marfim (Aspidosperma obscurinervium Azambuja), durante os processos de laminação, secagem e colagem. Nos ensaios foram utilizadas duas toras por espécie, sendo que cada tora foi retirada de uma árvore, num total de 20 árvores, procedentes do município Presidente Figueiredo, Estado do Amazonas. Foram testados uma regulagem para laminação, um programa de secagem e uma formulação de colagem e prensagem. Nas lâminas, mediu-se a rugosidade, a uniformidade de espessura, o número e profundidade das fendas de laminação, e a resistência a tração normal. O compensado foi avaliado pela resistência ao cisalhamento e porcentagem de falhas na madeira. Em relação ao processo de laminação verificou-se que as madeiras mais densas foram as que apresentaram maior rugosidade, maiores espessuras, menores números e maiores profundidades de fendas de laminação, e maior resistência a tração normal. Respectivamente os melhores resultados foram obtidos com as espécies Breu vermelho (Protium puncticulatum Macbr.), Cedrorana (Cedrelinga catenaeformis Ducke), Ucuúba branca (Osteophloeum platyspermum Warb.) e Faveira folha-fina (Piptadenia suoveolens Miq.). Na análise do compensado, as madeiras mais densas foram as que apresentam maior resistência ao cisalhamento e porcentagem de falhas na madeira, sendo os melhores resultados obtidos com as espécies Piquiá-marfim (Aspidosperma obscurinervium Azambuja), Faveira folha-fina (Piptadenia suaveolens Miq.), Cupiúba (Goupia glabra Aubl.), Guariúba (Clarisia racemosa R. et. Pay.) e Cedrorana (Cedrelinga catenaeformis Ducke). Pelas características das lâminas verificou-se que é possível utilizar todas as espécies na produção de compensados, sendo que a qualidade da lâmina irá definir o seu uso como miolo, intermediária ou capa, tanto para uso interno e externo. Conclui-se também que, para melhorar a qualidade das lâminas, é necessário ajustar a regulagem do tomo em função da espécie a ser lâminada.
Título en inglés
Tropical species for plywood manufacturing
Resumen en inglés
The objectives of this study were to evaluate the tropical wood species Ucuúba branca (Osteophloeum platyspermum Warb.), Cedrorana (Cedrelinga catenaeformis Ducke), Louro gamela (Nectandra rubra (Maz.) C. K. Allen), Breu vermelho (Protium puncticulatum Macbr.), Cardeiro (Scleronema micranthum Ducke), Guariúba (Clarisia racemosa R. et. Pay.), Piquiarana (Cariocar pallidum Aub1.), Cupiúba (Goupia glabra Aub1.), Faveira folha-fina (Piptadenia suaveolens Miq.) e Piquiá-marfim (Aspidosperma obscurinervium Azambuja), for veneer peeling and plywood manufacturing. For the trial two trees for each species were felled, and it was used one log per tree. All the logs were peeled according the same lathe settings and the plywood was manufactured under the same gluing and pressing conditions. Roughness, lathe checks, thicknees and strength to perpendicular tension were evaluated for veneer; and glue line shear strength and wood failure analised for plywood. In relation to the peeling precess, it was observed that the veneer of dense species were more rough and thick, with deeper lather checks and higher strength to tension test. Respectively, the best results were obtained with the species Breu vennelho (Protium puncticulatum Macbr.), Cedrorana (Cedrelinga catenaeformis Ducke), Ucuúba branca (Osteophloeum platyspermum Warb.) e Faveira folha-fina (Piptadenia suoveolens Miq.). The plywood manufactured with veneer of dense species showed higher strength of glue line, and the best results were obtained with Piquiá-marfim (Aspidosperma obscurinervium Azambuja), Faveira folha-fina (Piptadenia suaveolens Miq.), Cupiúba (Goupia glabra Aubl.), Guariúba (Clarisia racemosa R. et. Pay.) e Cedrorana (Cedrelinga catenaeformis Ducke). All ten species tested can be use to plywood manufacturing, and the veneer quality will determe its use as face or core as well to interior or exterior plywood. To improve veneer quality it is necessary to adjust the lathe settings according each one particular species.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-12-19
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.