• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-143047
Document
Auteur
Nom complet
Narciso da Silva Cardoso
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Piracicaba, 1991
Directeur
Titre en portugais
Caracterização da estrutura anatômica da madeira, fenologia e relações com a atividade cambial de árvores de teca (Tectona grandis) - Verbenaceae
Mots-clés en portugais
DENSIDADE DA MADEIRA
ANATOMIA
CRESCIMENTO
FENOLOGIA
TECA
Resumé en portugais
O presente trabalho foi desenvolvido com árvores de teca (Tectona grandis L. f.), obtidas de um povoamento implantado no Campus da ESALQ, Piracicaba – SP, em fevereiro de 1959, a partir de sementes coletadas na Usina Tamoio em Araraquara - SP. Foram avaliados semanalmente estádios feno1ógicos (folhas, brotação, floração e frutificação) durante o período de agosto/1988 a maio/1990 e relacionados com as variações climáticas desse período. Os resultados permitiram concluir que as árvores de teca apresentaram estádios feno1ógicos distintos, com a queda das folhas na estação seca (setembro-outubro), tornando-se quase que completamente desfolhadas em dezembro. A fase de brotação inicia-se no final da estação seca (meados de novembro) e o desenvolvimento do limbo foliar no período chuvoso (janeiro). A floração têm início em janeiro, atingindo o pico máximo de meados de janeiro a meados de fevereiro, quando a precipitação e a temperatura são elevadas. A frutificação inicia-se no período chuvoso e os frutos amadurecem, secam e caem das árvores no final de maio a final de novembro, quando ocorre déficit hídrico e baixa temperatura. Foram conduzidos estudos anatômicos da madeira de três árvores de teca - dominada, codominante e dominante, demonstrando que a madeira é estruturalmente semelhante, com diferenças de natureza quantitativa. A atividade cambial das árvores dessa espécie foi estudada pela retirada de amostras de lenho e casca em diferentes épocas do ano no período de 1988-1990. O câmbio, composto pelas células iniciais fusiformes e iniciais radiais, apresenta dois períodos distintos: (i) o de atividade que se inicia em meados de dezembro, declinando até o final de agosto; (ii) o de dormência durante os meses de setembro a novembro. O primeiro período é coincidente com a estação chuvosa e temperaturas elevadas, quando as árvores iniciam a brotação e o segundo com a estação seca, quando as árvores perdem suas folhas. A formação do xilema e dos anéis de crescimento foi estudada através de incisões no câmbio das árvores, usando a técnica da "janela", permitindo determinar o período de formação do parênquima longitudinal inicial e, consequentemente, a idade das mesmas. A idade e a taxa de crescimento das árvores de teca foram determinadas através da contagem e mensuração dos anéis de crescimento em discos de madeira obtidos da base do tronco das mesmas. As variações da estrutura anatômica e da densidade básica foram estudadas no sentido medula-casca em amostras de madeira obtidas a várias alturas do tronco. De um modo geral, as dimensões de fibras e dos vasos (diâmetro) tenderam a aumentar enquanto que o comprimento dos elementos de vasos tendeu a diminuir no sentido radial até 50% do raio, vindo a aumentar ou estabilizar em direção à casca, para todas as alturas. A densidade básica da madeira para várias alturas aumentou da medula até 50% do raio, principalmente nos discos da BASE e DAP, diminuindo em direção à casca e também ao nível de 50 e 100% da altura comercial. O presente trabalho foi desenvolvido com árvores de teca (Tectona grandis L. f.), obtidas de um povoamento implantado no Campus da ESALQ, Piracicaba – SP, em fevereiro de 1959, a partir de sementes coletadas na Usina Tamoio em Araraquara - SP. Foram avaliados semanalmente estádios feno1ógicos (folhas, brotação, floração e frutificação) durante o período de agosto/1988 a maio/1990 e relacionados com as variações climáticas desse período. Os resultados permitiram concluir que as árvores de teca apresentaram estádios feno1ógicos distintos, com a queda das folhas na estação seca (setembro-outubro), tornando-se quase que completamente desfolhadas em dezembro. A fase de brotação inicia-se no final da estação seca (meados de novembro) e o desenvolvimento do limbo foliar no período chuvoso (janeiro). A floração têm início em janeiro, atingindo o pico máximo de meados de janeiro a meados de fevereiro, quando a precipitação e a temperatura são elevadas. A frutificação inicia-se no período chuvoso e os frutos amadurecem, secam e caem das árvores no final de maio a final de novembro, quando ocorre déficit hídrico e baixa temperatura. Foram conduzidos estudos anatômicos da madeira de três árvores de teca - dominada, codominante e dominante, demonstrando que a madeira é estruturalmente semelhante, com diferenças de natureza quantitativa. A atividade cambial das árvores dessa espécie foi estudada pela retirada de amostras de lenho e casca em diferentes épocas do ano no período de 1988-1990. O câmbio, composto pelas células iniciais fusiformes e iniciais radiais, apresenta dois períodos distintos: (i) o de atividade que se inicia em meados de dezembro, declinando até o final de agosto; (ii) o de dormência durante os meses de setembro a novembro. O primeiro período é coincidente com a estação chuvosa e temperaturas elevadas, quando as árvores iniciam a brotação e o segundo com a estação seca, quando as árvores perdem suas folhas. A formação do xilema e dos anéis de crescimento foi estudada através de incisões no câmbio das árvores, usando a técnica da "janela", permitindo determinar o período de formação do parênquima longitudinal inicial e, consequentemente, a idade das mesmas. A idade e a taxa de crescimento das árvores de teca foram determinadas através da contagem e mensuração dos anéis de crescimento em discos de madeira obtidos da base do tronco das mesmas. As variações da estrutura anatômica e da densidade básica foram estudadas no sentido medula-casca em amostras de madeira obtidas a várias alturas do tronco. De um modo geral, as dimensões de fibras e dos vasos (diâmetro) tenderam a aumentar enquanto que o comprimento dos elementos de vasos tendeu a diminuir no sentido radial até 50% do raio, vindo a aumentar ou estabilizar em direção à casca, para todas as alturas. A densidade básica da madeira para várias alturas aumentou da medula até 50% do raio, principalmente nos discos da BASE e DAP, diminuindo em direção à casca e também ao nível de 50 e 100% da altura comercial.
Titre en anglais
Characterization of the wood anatomical structure, phenology and relations with the cambial activity of Teak trees (Tectona grandis L. F.) - Verbenaceae
Resumé en anglais
This work was developed with Tectona grandis L. f. (Teak) trees from a stand planted at the ESALQ campus, Piracicaba (SP) in February 1959. The seeds were collected in Usina Tamoio, Araraquara (SP). Phenological stages (leaf development and fall, shoot growth, flowering and fructification) were weekly evaluated from August 1988 to May 1990 and related to the climatic variations of the period. The analysis of the results allowed to conclude that: a) The teak trees showed distinct phenological stages with the leaf fall during the dry season (September to October) becoming almost leafless in December. b) The shoot growth started at the end of the dry season (middle November) and the leaf blade developed during the rainny period (January). c) The flowering started in January and reached its maximum in middle January to the middle February, when the rain fall and the temperatures were high. d) The fructification started in the rainny period and the fruits got ripen, dry and fall from the end of May to the end of November, when occurs the water deficit and low temperatures. Anatomical studies carried out on the wood of three teak trees - dominant, codominant and dominated demonstrated that the wood is structurally similar with quantitative differences. The cambial activity was studied through the monthly sampling of the wood and of the bark of the trees from 1988 to 1990. The cambium, composed by fusiform initial and radial initial cells, showed two growth period: (i) that where the activity started in the middle of December and ended in the final of August and (ii) that where occurred the dormancy, from September to November. The first period was coincident with the rainny season and high temperatures when the trees started the shoot growth. The second was coincident with the dry season when occurs the leaf fall. The xylem and growth ring formation was studied through trunk incisions using the "window" technique. This allowed to determine the period of the initial longitudinal parenchyma formation and consequently the tree age. The age and the growth rate of the teak trees were determined through the counting and the mensuration of the growth rings from wood discs from obtained from the base of the trunks. The variation on the anatomical structure and of the wood basis density were studied from the pith to the bark on wood samples obtained at various trunk heights. Generally, the fiber dimensions and vessel diameter showed a trend to increase while the vessel lenght trended to decrease until 50% of the radius and to increase or to stabilize in the bark direction for all the sampled heights. The wood basic density increased for various trunk heights from the pith to the 50% of the radius and decreased in the bark direction, mainly in the basal discs and at the DBH.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2019-12-19
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.