• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-173021
Documento
Autor
Nombre completo
Carla Daniela Câmara
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1999
Director
Título en portugués
Efeitos do corte raso do eucalipto sobre o balanço hídrico e a ciclagem de nutrientes em uma microbacia experimental
Palabras clave en portugués
BALANÇO HÍDRICO
CICLAGEM DE NUTRIENTES
CORTE
EUCALIPTO
MICROBACIA HIDROGRÁFICA
Resumen en portugués
Visando fornecer informações sobre o efeito das atividades florestais sobre hidrologia de microbacias, a microbacia do “Tinga”, localizada na Estação Experimental de Ciências Florestais de ltatinga - ESALQ/USP, foi instrumentada em 1991, quando teve início o trabalho de monitoramento ambiental. O objetivo foi buscar indicadores que pudessem orientar as atividades florestais, de forma a reduzir seus impactos sobre a quantidade e a qualidade da água produzida nas microbacias destinadas à produção florestal. Dando continuidade às pesquisas do projeto “Microbacia Hidrográfica”, da Estação Experimental de Ciências Florestais de ltatinga, este estudo faz uma avaliação dos efeitos do corte raso do eucalipto sobre a hidrologia da microbacia. Os aspectos em estudo foram: produção de água, qualidade de água, ciclagem geoquímica de nutrientes e ciclagem biogeoquímica de nutrientes. Para obtenção dos resultados foram comparados os valores observados durante os 6 anos de calibração da microbacia aos obtidos no primeiro ano hídrico após o corte raso do eucalipto. Durante o primeiro ano após o corte raso do eucalipto foi observado um aumento no deflúvio anual de 94 mm em relação à média dos 6 anos anteriores ao corte. Este aumento correspondeu a uma alteração de 1,0 % na correlação precipitação / deflúvio. Em termos anuais de saída de nutrientes pelo deflúvio, apenas o K apresentou perda significativamente maior após o corte raso quando comparado à média dos 6 anos anteriores. Já para os nutrientes Ca, Mg, Fe e Na as perdas anuais após o corte não foram diferentes das observadas no período anterior ao corte, embora tenham sido comparativamente maiores em alguns meses do ano após o corte. Apesar destas perdas, o balanço geoquímico anual foi positivo para 4 dos 5 elementos em estudo, sendo negativo apenas para o magnésio. Dentre os parâmetros considerados no monitoramento da qualidade da água, os mais afetados pela retirada da cobertura florestal foram a turbidez, a cor e a produção de sedimentos em suspensão. De forma geral os parâmetros físicos mostraram-se melhores indicadores das alterações causadas pelo corte raso, destacando-se a turbidez, a cor e a condutividade elétrica. A colheita da madeira representou uma perda em kg.ha-1 de 80.0, 10.32, 68.41, 67.09 e 36.13 para N, P, K Ca e Mg, respectivamente. As folhas e o material lenhoso não comercializável permaneceram no campo. Seu conteúdo total de nutrientes em kg.ha-1 foi o seguinte: nas folhas 44.88, 3.2, 12.82, 12.25, e 7.69 de N, P, K, Ca e Mg, respectivamente; nos ramos e galhos 35.13, 2.52, 17.48, 17.29, 8.86 de N, P, K, Ca e Mg, respectivamente. O balanço biogeoquímico de nutrientes na microbacia do Tinga para o período de setembro de 1991 a agosto de 1998 mostrou uma perda em kg.ha-1 de 56.79 de K, 72.92 de Ca e 40.89 de Mg. A preservação da mata ciliar, a manutenção da serapilheira, o corte realizado de forma gradual e sem uso intenso de máquinas e a rebrota das árvores foram considerados importantes fatores responsáveis pelo baixo impacto da colheita da madeira sobre os aspectos químicos da qualidade da água e sobre a perda de nutrientes pela água do deflúvio.

Título en inglés
Effects of eucalyptus clearcutting on the water balance and nutrient cycling in an experimental catchment
Resumen en inglés
The main propose of this monitoring was to find indicators that could help forestry activities in the way to reduce potential effects on water yield and water quality. As part of this watershed project of the ltatinga Experimental Station, this work aimed to investigate the effects of clearcutting of an old growth (50 years) Eucalyptus saligna coppice in the catchment hydrology, in terms of water yield, water quality, and nutrient budgets. For this propose, the average data of the first 6 years calibration period are compared with data of the first year after the clearcutting. lt was observed an annual increase of 94 mm in the water yield during the first year after clearcutting, which correspond to 1,0 % increase in correlation between precipitation and annual water yield. Nutrient lasses as dissolved ians in streamflow showed significant increase for K in relation to the pre-harvest period. Ca, Mg, Fe and Na had no significant annual loss increase, but showed significant monthly increases in relation to the pre-harvest period. ln spite of these losses, the annual geochemical budget was positive for K, Ca, Fe Na and negative for Mg. The most affected water quality parameters were turbidity, color and suspended sediment. For detecting clearcutting impacts in water quality, physical parameters were more efficient than chemical parameters, especially color, electric conductivity and turbidity. Wood harvesting was responsible for the following amount of nutrient lasses: 80.0 kg.ha-1 for N, 10.32 kg.ha-1 for P, 68.41 kg.ha-1 for K, 67.09 kg.ha-1 for Ca and 36.13 kg.ha-1 for Mg. Leaves and small branches, which stayed in the catchment after wood harvest, had a nutrient amount of 44.88 kg.ha-1 for N, 3.2 kg.ha-1 for P, 12.82 kg.ha-1 for K, 12.25 kg.ha-1 for Ca and 7.69 kg.ha-1 for Mg in the leaves and 35.13 kg.ha-1 for N, 2.52 kg.ha-1 for P, 18.72 kg.ha-1 for K, 17.29 kg.ha-1 for Ca and 8.86 kg.ha-1 for Mg in the branches. The catchment biogeochemistry budget from September 1991 to august 1998 showed a total nutrient loss of 56.79 kg.ha-1 for K, 72.92 kg.ha-1 for Ca and 40.89 kg.ha-1 for Mg. The maintenance of the integrity of the catchment riparian zone forest, as well as the forest floor; coupled with a conservative harvesting technique and a rapid Eucalyptus regeneration, were considered important factors which were responsible for the relatively minor impacts of the clearcutting on water quality chemical parameters and nutrient losses from the catchment.

 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-12-19
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.