• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1997.tde-20220207-210540
Documento
Autor
Nome completo
Lina Maria Farina Inglez de Souza
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1997
Orientador
Título em português
Estrutura genética de populações naturais de Chorisia speciosa St. Hil. (Bombacaceae) em fragmentos florestais na região de Bauru (SP) - Brasil
Palavras-chave em português
DIVERSIDADE GENÉTICA
FRAGMENTOS FLORESTAIS
GENÉTICA DE POPULAÇÕES VEGETAIS
PAINEIRA
Resumo em português
Para investigar os efeitos da fragmentação florestal na variação genética de Chorisia speciosa St. Hil (Bombacaceae) foram comparados os parâmetros genéticos de 4 populações naturais, sendo uma representando um fragmento grande e não perturbado e três representando fragmentos florestais pequenos e perturbados. Os dados foram provenientes de locas alozímicos. A área selecionada como fragmento grande e não perturbado foi a Reserva Estadual de Bauru (Reserva), onde foram amostradas 53 árvores e 30 progênies. Os fragmentos pequenos e perturbados situam-se a um raio de 30 km da Reserva, onde foram amostradas, 15 árvores (Fazenda Santa Terezinha), 12 árvores (Fazenda Laranja Azeda) e 10 árvores (Fazenda Shangrilá). Na população situada na Reserva, além das estimativas dos parâmetros genéticos, foram feitas análise de autocorrelação espacial, estimativa da taxa de cruzamento e a simulação de efeitos de fundadores potenciais, obtidos pela subdivisão artificial desta população em diferentes tamanhos (categorias de fragmentação). A espécie apresentou altos valores relativos aos índices de diversidade (heterozigosidade média observada, heterozigosidade média esperada, polimorfismo e número médio de alelos por loco) em todos os fragmentos. Não houve perda significativa de heterozigosidades da população fonte (todas as árvores analisadas conjuntamente) para as populações fragmentadas. Conforme as predições teóricas, a deriva genética ficou evidenciada pela perda, fixação e oscilação aleatória de alelos e também pela alta divergência interpopulacional (Fst = 0,183) A da taxa de cruzamento multiloco (tm) estimada para um evento reprodutivo ocorrido em 1991 foi 0,881, sugerindo níveis de endogamia para a espécie proveniente de autofecundação e cruzamento entre índivíduos aparentados. Esta estimativa corrobora com o coeficiente de endogamia obtido para as progênies que teve um valor significativo e positivo (F = 0,239). Os gargalos artificiais criados na população da Reserva, mostraram que a perda genética se refletiu nas distribuições alélicas, através das perdas e oscilações de freqüências de alelos raros e não se refletiu nas heterozigosidades. Esta análise corroborou com a autocorrelação espacial que mostrou ausência de estruturação nesta população.
Título em inglês
Genetic structure of natural population genetic of Chorisia speciosa St. Hil. (Bombacaceae) in forest fragments in Bauru (SP) - Brazil
Resumo em inglês
In order to investigate the effects of forest fragmentation on the genetic variation of Chorisia speciosa, the genetic parameter estimates of four natural population were compared. These populations comprise a non-disturbed large fragment (284 hectares) and three disturbed and small forest fragments (30 hectares). Through isoenzyme electrophoresis, the genotypes were obtained from enzimatic patterns of 6 enzymes (8 or 9 locos) extracted from leaf tissue. The large fragment is the "Estação Ecológica de Bauru" (Reserve), where 53 trees and 30 progeny arrays were sampled. The small and disturbed fragments are located in a radius of 30 Km from large one (Reserve), where populations of 15 trees (Farm "Santa Terezinha"), 12 trees (Farm "Laranja Azeda") and 10 trees (Farm "Shangrila") were sampled in each one. In the Reserve population besides the genetic parameter estimates, spatial autocorrelation analysis and the mating system through multilocus outcrossing rate were made. The founder effect were simulated through artificial subdivision of the Reserve population in different categories of fragmentation. The species presented relatively high values of genetic diversity when compared to other species tropical trees. There were not significant heterozigosity losses between the source population (all population grouped) and the fragments. In accordance with the theoretical predictions, the genetic drift was evident by loss, fixation and oscillation of alleles and also by high interpopulation divergence (Fst = 0.183). The estimated multilocus outcrossing rate (tm) for one reproductive event (1991) was 0.881. This value suggests levels of inbreeding for Chorisia speciosa originated from self-fertilization and mating between relatives. This amount of inbreeding is corroborated by the inbreeding coefficient of progeny arrays (F = 0.239), which had a significant and positive value. The artificial founder effect created in the Reserve population showed that the genetic losses were reflected in the allelic distributions through losses and oscilation of rare allele frequences and not in heterozigosite values.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2023. Todos os direitos reservados.