• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1986.tde-20220207-180143
Documento
Autor
Nome completo
Euclides Fedatto
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1986
Orientador
Título em português
Problemas de drenagem no manejo de solos turfosos
Palavras-chave em português
DRENAGEM
MANEJO DO SOLO
SOLO TURFOSO
Resumo em português
O Brasil, apesar de dispor de 34 milhões de ha de várzeas irrigáveis e de apresentar uma demanda- crescente de alimentos, tem uma produção agrícola que não tem crescido nos últimos anos. Uma parcela dessas várzeas, sobretudo as turfosas, foi preterida por áreas mais altas por não se dispor, ainda, do conhecimento de técnicas e equipamentos adequados para incorporá-las ao processo produtivo com maior intensidade. A situação descrita acima poderá ser alterada via pesquisa básica. As várzeas turfosas são as mais problemáticas porque são áreas com solos imaturos e suas propriedades físicas, químicas e biológicas estão em permanente alteração, sobretudo nos primeiros anos após serem drenadas, o que implica num manejo diferenciado se comparado com o dos solos minerais. Admitidos esses aspectos, uma pergunta vem à tona: até que ponto os métodos e dimensionamentos de drenagem para os solos minerais são válidos para os solos turfosos? Em função de dúvidas dessa natureza, foi desenvolvido este trabalho de laboratório com o objetivo de determinar certas propriedades de dois solos turfosos, denominados A e B para e feito de identificação no decorrer do trabalho. Embora ambos sejam mésicos, têm propriedades distintas. A turfa A, com menor teor de matéria orgânica, mais decomposta, tem, comparativamente, maior peso específico aparente, maior capacidade de retenção de água sob pressões, menor porosidade total e menor capacidade de hidratação e sofre menor contração quando submetida a pressões. Constatou-se, ainda, que as turfas, quando em processo de amadurecimento, tendem para propriedades físicas mais estáveis e que a ascensão capilar em solos turfosos com propriedades semelhantes diminui com a profundidade do lençol freático e com o decréscimo do potencial matricial. Em função das propriedades físicas calculadas em laboratório, pôde-se perceber, ao confrontar os dados dos dois solos turfosos, que, embora tenham a mesma classificação, têm propriedades distintas que, se devidamente compreendidas, contribuirão ao manejo dos solos turfosos. As alternativas de drenagem para solos turfosos devem levar em consideração a previsão de subsidence desses solos. Como as previsões de subsidence só podem ser aproximadas, o plano de drenagem para solos turfosos deve ser suficientemente flexível para permitir ajustes. Embora existam informações quanto ao espaçamento recomendável, o correto deverá ser determinado em campos experimentais.
Título em inglês
Peat soils drainage problems
Resumo em inglês
Brazil has 34 million hectares of irrigable bogs and an agricultural production which has not increased ln the last years, notwithstanding a continuous growth in the demand for food. Part of such bogs, especially the peaty ones, were pretermited for higher areas due to the lack of technical know ledge and suitable equipament to put them into the process of agricultural production. This situation can be changed through basic research. The peaty bogs are problematic because they are immature soils. Thus their physical, chemical and biologl cal properties are ln continuous alteration, mainly ln the first years following drainage; and that results ln a different management when compared to that of the mineral soils. A question then arises: to what extent are the methods of drainage measurements for mineral soi ls val id for peaty soiIs? To answer this question a laboratory research was carried out to determine certain properties of two peaty soils, named A and B. Although both soils are mesic, they have distinct properties. Peat A, having a lower content of a more decomposed or ganic matter, has a comparatively higher apparent specific weight, higher water retention capacity under pressure, lower total and drainable porosity, lower capacity of hidration and undergoes lesser contraction when submitted to pressures. lt was observed that the peats in the process of maturation tend towards more stable physical properties, and that water capillary rise in peaty soils with similar properties decreases with the depth of the ground water and with the decrease of the matric potential. According to the physical prbperties calculated in the laboratory, one can observe, when comparing data of the two peaty soils, that although having the same classification, they have different properties which, if properly understood will contribute to the management of peaty soils. The alternatives for drainage of the peaty soils must take in to consideration the possibility of subsidence of these soils. Andas the foresights of subsidence can only be approximated, the drainage plan for peaty soils has to be sufficiently flexible to allow for adjustments. Although there are information as to the advisable spacing, the correct drain spacing rnust be obtained frorn experimental triais in the field.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
FedattoEuclides.pdf (3.26 Mbytes)
Data de Publicação
2022-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.