• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2012.tde-21032012-094707
Documento
Autor
Nome completo
Clóvis José Bissi Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2012
Orientador
Banca examinadora
Miranda, Jarbas Honorio de (Presidente)
Cruz, Raimundo Leite
Duarte, Sergio Nascimento
Título em português
Cultivo da pupunheira (Bactris gasipaes Kunth) irrigada submetida a diferentes formas de adubação (mineral e orgânica)
Palavras-chave em português
Adubação
Adubos minerais
Adubos orgânicos
Irrigação
Pupunha
Resumo em português
No Brasil, a palmeira pupunha tem a região amazônica como seu habitat natural. Os frutos dessa palmeira, assim como o palmito, fazem parte da dieta alimentar dos povos da região Norte. Portanto, diante da relevância de seu cultivo, os objetivos dessa pesquisa foram avaliar os níveis de desenvolvimento vegetativo da pupunheira sob diferentes fontes de adubação (orgânica (esterco bovino e esterco suíno) e mineral), em condição irrigada. Buscou-se com isso, obter qual situação que fornecerá melhores condições de desenvolvimento vegetativo em termos de: altura da planta, diâmetro do caule, tamanho da folha (comprimento da raqui), espessura da raqui e por fim número de folhas. O experimento foi conduzido na área experimental do Departamento de Engenharia de Biossistemas, na fazenda Areão, pertencente à Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz ESALQ/USP, localizada no município de Piracicaba SP. Situada a uma altitude de 576 m acima do nível do mar cujas coordenadas geográficas são: 22° 42 30 latitude Sul e 47° 30 00 de longitude Oeste. O tipo de solo existente na área experimental é classificado como Terra Roxa Estruturada (Alfisolo), série Luiz de Queiroz, apresentando declividade média de 5%. Foi utilizado o delineamento experimental de blocos ao acaso em esquema fatorial 4x4 com tratamentos dispostos em faixas totalizando 4 tratamentos e 4 repetições. Cada tratamento continha aproximadamente 175 plantas. Dispostas no espaçamento de 2 m entre linhas de plantio e 1 m entre as plantas. As covas tinham em torno de 0,3 m de profundidade. O sistema de irrigação empregado foi a microaspersão. No tratamento com adubação mineral, foram aplicados: 31,2 g de uréia, 181,46 g de super fosfato simples e 11,6 g de KCl por planta. Para aplicação do adubo orgânico (esterco bovino e suíno), tomou-se como base o o elemento fósforo (essencial para desenvolvimento de raízes), no caso de esterco suíno correspondeu a 8,54 kg planta-1 e no caso do esterco bovino correspondeu a 21,34 kg planta-1. As respostas da pupunheira aos tratamentos foram avaliados a cada 2 meses, a partir do plantio, mediante medições do desenvolvimento da cultura em todas as plantas úteis de cada parcela considerando-se as características conforme recomendações de Clement e Bovi (2000). Os itens avaliados foram: diâmetro do caule da planta (medido na região do colo da planta, aproximadamente de 10 a 15 cm acima do solo, com paquímetro); altura da planta (medida da base do tronco ao ponto de inserção da folha mais nova totalmente aberta, início da flecha); número de perfilhos por planta (feito por uma contagem simples). Assim que se iniciaram as avaliações foram analisadas planta a planta, num total de aproximadamente 700 palmeiras pupunha. As avaliações se estenderam durante o mês de julho/2010 a agosto/2011. De uma maneira geral, diante dos resultados obtidos, o tratamento que obteve melhor desenvolvimento foi o tratamento com aplicação de esterco suíno, em pelo menos 4 dos 5 itens avaliados (altura de planta, comprimento da raqui, diâmetro do caule e espessura da raqui). Pode-se dizer também que tanto a adubação mineral quanto o esterco bovino deram boas respostas dentro do experimento.
Título em inglês
Growth of peach palm (Bactris gasipaes Kunth) irrigated under different fertilization conditions (mineral and organic)
Palavras-chave em inglês
Irrigation
Mineral fertilizers
Organic manure
Peach palm
Resumo em inglês
In Brazil, the peach palm has the Amazon region its natural habitat. The palm fruits and palm hearts, is part of the people diet of the North region of Brazil. Therefore, given the importance of its growth, the main objective of this research were to evaluate the levels of vegetative development of peach palm under different sources of fertilizer (organic (cattle manure and swine manure) and mineral) under irrigated condition. So, was looked to get which situation will provide optimum conditions for plant growth in terms of: plant height, stem diameter, leaf size (length of rachis), rachis thickness and finally the leaves number. The experiment was carried out at the experimental site of the Department of Biosystems Engineering, on a farm belonged to the College of Agriculture "Luiz de Queiroz" - ESALQ / USP, Piracicaba, SP, Brazil. Located at an elevation of 576 m above sea level whose geographical coordinates are: 22 ° 42 '30 "South latitude and 47 ° 30' 00" west longitude. The soil type at the experimental area is classified as Structured Terra Roxa (alfisols) series Luiz de Queiroz, with an average slope of 5%. The adopted statistical design was in randomized blocks, in factorial scheme 4x4 with treatments arranged in strips totaling 4 treatments and 4 repetitions. Each treatment had 175 plants. Arranged in the spacing of 2 m between tree rows and 1 m between plants. The pits were around 0.3 m deep. The irrigation system was the microsprinkler. In the treatment with mineral fertilizer were applied: 31.2 g urea, 181.46 g of simple super phosphate and 11.6 g of KCl per plant. For the application organic fertilizer (swine and cattle manure) was followed by the element phosphorus (essential for root development) the sample of swine manure corresponds to 8.54 kg plant-1. In case of cattle manure sample corresponding to 21.34 kg plant-1. Responses of peach treatments were evaluated every 2 months from planting, through measurements of the development of the crop in all useful plants of each plot considering the characteristics as recommended by Clement and Bovi (2000). The items evaluated were: plant stem diameter (measured in the neck region of the plant, about 10 to 15 cm above the ground, with caliper), plant height (measured from the base of the trunk to the point of insertion of the youngest leaf fully open, beginning of the arrow), number of tillers per plant (made by a simple counting). Once started the evaluations were analyzed plant to plant, totaling approximately 700 peach palm. The evaluations were extended during the month of July/2010 to August /2011. In general, considering the results obtained, the treatment that had the best development was the treatment of swine manure application on at least four of the five items evaluated (plant height, spinal length, diameter and thickness of the spinal ). Both mineral fertilizer and the manure gave positive responses within the experiment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-04-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.