• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2012.tde-21122012-084813
Documento
Autor
Nome completo
César Antônio da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2012
Orientador
Banca examinadora
Dourado Neto, Durval (Presidente)
Duarte, Sergio Nascimento
Teodoro, Reges Eduardo Franco
Coelho, Rubens Duarte
Melo, Berildo de
Título em português
Desenvolvimento inicial de três espécies nativas do Cerrado em função de lâminas de irrigação e tamanhos de recipiente 
Palavras-chave em português
Casa de vegetação
Cerrado
Evapotranspiração
Irrigação
Mudas - desenvolvimento - qualidade
Plantas nativas
Resumo em português
Com o objetivo de avaliar o desenvolvimento e qualidade de mudas de três espécies nativas do Cerrado, em função de lâminas de irrigação e tamanhos de recipiente, três experimentos foram conduzidos em casa de vegetação, em Piracicaba, São Paulo. As espécies utilizadas foram o jatobazeiro (Hymenaea courbaril L.), a pitangueira (Eugenia uniflora L.) e o baruzeiro (Dipteryx alata Vog.), nos Experimentos I, II e III, respectivamente. Os experimentos foram instalados no delineamento em blocos ao acaso, com três repetições, em parcelas subdivididas, no esquema 2 x 5. Nas parcelas, utilizaram-se dois tamanhos de recipientes, e nas subparcelas, cinco lâminas de irrigação (20%, 40%, 60%, 80% e 100% da evapotranspiração potencial - ETp, obtida por pesagem das mudas). Cada subparcela foi constituída por oito mudas, espaçadas em 22,5 cm entre si. Os recipientes, no Experimento I, foram vasos de 3,1 L e citrovasos de 4,0 L, enquanto nos Experimentos II e III, foram utilizados vasos (2,3 L) e sacos de polietileno (2,0 L). O substrato foi constituído de uma mistura de 50% substrato comercial e 50% areia fina (v/v). Para cada 100 L da mistura, foram adicionados 15 L de vermiculita. Utilizou-se o sistema de irrigação por gotejamento, com emissores autocompensantes de 2,0 e 4,0 L h-1, em diferentes combinações para atender as lâminas. As irrigações foram realizadas diariamente. Durante o período experimental, foram registrados em datalogger, a temperatura, a umidade relativa e a radiação solar global, e em tanque Classe A, a evaporação. Aos 80, 120, 160 e 200 dias após a semeadura (DAS), foram avaliados a altura, o diâmetro de caule e o número de folhas. Aos 120, 160 e 200 DAS, foram mensurados a área foliar, o comprimento do sistema radicular, as massas de matéria seca de raízes, caule, folhas e de muda, a relação das massas de matéria seca de raízes e parte aérea (MSR/MSPA) e a qualidade das mudas (Índice de Qualidade de Dickson - IQD). O coeficiente de cultivo (Kc) foi determinado em cinco fases de desenvolvimento. Lâminas de irrigação de 90,1% a 100% da ETp proporcionaram maior desenvolvimento vegetativo e IQD das mudas de H. courbaril L., até 200 dias de idade. Com relação aos recipientes, maior desenvolvimento de mudas de jatobazeiro, pitangueira e baruzeiro foi observado no citrovaso, no vaso (2,3 L) e no saco plástico, respectivamente. Mudas de pitangueira e de baruzeiro apresentaram maior desenvolvimento e IQD, na lâmina de irrigação de 100% (ausência de deficit hídrico). Maior ac úmulo de matéria seca pelo jatobazeiro e baruzeiro, foi observado de 120 a 160 DAS, e pela pitangueira, de 160 a 200 DAS. Mudas de pitangueira submetidas a deficit hídrico mais intenso, se mostraram resistentes à seca, em razão da maior relação MSR/MSPA. Nos primeiros 200 dias após semeadura, o Kc das espécies, obtido pela metodologia de Penman-Monteith apresentou os seguintes valores: 0,54 a 1,01 (H. courbaril L), 0,35 a 0,67 (E. uniflora L.) e 0,52 a 0,85 (D. alata Vog), sendo maior na fase de 160 a 200 DAS.
Título em inglês
Initial development of three native plants species of the Savannah in function of irrigation levels and container sizes
Palavras-chave em inglês
Dipteryx alata Vog.
Eugenia uniflora L.
Hymenaea courbaril L.
potential evapotranspiration
Resumo em inglês
Aiming to evaluate the development and seedlings quality of three native plants species of the Savannah, in function of irrigation levels and container sizes, three experiments were carried in greenhouse, in Piracicaba, São Paulo. The species used were jatoba plant (Hymenaea courbaril L.), Surinam cherry (Eugenia uniflora L.) and "baru" plant (Dipteryx alata Vog.) in the Experiments I, II and III, respectively. The experiments were installed in randomized blocks design, with three replications, in split-plot, in the scheme 2 x 5. Two sizes of containers were used in the plots, and five irrigation levels (20%, 40%, 60%, 80% and 100% of the potential evapotranspiration - ETp, obtained by weighting of seedlings) were used in the subplots. Each subplots was constituted by eight seedlings, at the spacing 22.5 cm between themselves. The containers in the Experiment I, were pots 3.1 L and stiff plastic tube of 4.0 L, while in the Experiments II and III, pots (2.3 L) and container of polyethylene (2.0 L) were used. The substrate was constituted of 50% commercial substrate and 50% fine sand (v/v) mixture. Fifteen liters of vermiculite were added per each 100 L of that mixture. The drip irrigation system was used, with self compensating emitters at flow of 2.0 and 4.0 L h-1, in different combinations to satisfy the irrigation levels. The irrigations were accomplished daily. During the experimental period, the temperature, relative humidity and global solar radiation were recorded in data logger, and the evaporation was mensured in class A pan. The seedling height, the stem diameter and leaves number were appraised at the 80, 120, 160 and 200 days after sowing (DAS), while the leaf area, the root system length, the dry matter mass of roots, stem, leaves and seedling, the ratio between roots dry matter mass and aerial part (MSR/MSPA) and seedlings quality (Dickson Quality Index - IQD) were measured at 120, 160 and 200 DAS. The crop coefficient (Kc) was determined in five stages of the species development. Irrigation levels between 90.1% and 100% of ETp provided larger vegetative development and IQD of H courbaril L. seedlings, up to 200 days of age. Regarding the containers, larger development of the H. courbaril L., E. uniflora L. and D. alata Vog. seedlings was obtained in the stiff plastic tube, the pot (2.3 L) and the polyethylene container, respectively. E. uniflora L. and D. alata Vog. seedlings presented larger development and IQD, under the irrigation level 100% (absence of water deficit). Larger dry matter mass production of the H. courbaril L. and D. alata Vog. seedlings was observed between 120 and 160 DAS, and of the E. uniflora L., in the stage from 160 to 200 DAS. E. uniflora L. seedlings under to more intense water deficit, they presented resistance to the drought, in reason of the largest ratio MSR/MSPA. Seedlings of up to 200 days after sowing, the Kc presented the following values, by methodology of Penman-Monteith: 0.54-1.01 (H. courbaril L), 0.35-0.67 (E. uniflora L.) and 0.52-0.85 (D. alata Vog.), being larger in the stage from 160 to 200 DAS.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-03-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.