• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2010.tde-11022011-090813
Documento
Autor
Nome completo
Luciane de Siqueira Mendes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2010
Orientador
Banca examinadora
Castro, Paulo Roberto de Camargo e (Presidente)
Gallo, Luiz Antonio
Mutton, Miguel Angelo
Título em português
Efeitos de ethephon e giberelina no desenvolvimento inicial e em alguns parâmetros tecnológicos da cana-de-açúcar
Palavras-chave em português
Cana-de-açúcar
Crescimento vegetal
Fisiologia vegetal
Hormônios vegetais
Perfilhamento
Reguladores vegetais
Tecnologia agrícola.
Resumo em português
A cana-de-açúcar é uma das principais e dos mais antigos cultivos do Brasil, ocupando lugar de destaque na economia do país devido à produção de açúcar e etanol. Atualmente, São Paulo é o principal estado produtor, impulsionando a economia brasileira devido as suas grandes áreas plantadas. O uso de reguladores vegetais vem se tornando uma prática rotineira, objetivando maximizar o potencial produtivo das culturas, promovendo melhorias na qualidade, otimizando os resultados agroindustriais e econômicos. Giberelina é um hormônio conhecido como promotor de crescimento e alongamento das plantas. O ethephon é um maturador vegetal muito utilizado na cultura da cana, promovendo a liberação de etileno quando em contato com o tecido vegetal. O objetivo do trabalho foi estudar a eficácia dos reguladores vegetais giberelina (GA) e ethephon (CEPA) aplicados em diferentes fases do desenvolvimento inicial, na morfologia e aspectos tecnológicos da cana-de-açúcar. Para isso foram efetuados quatro experimentos. As concentrações aplicadas de GA (0; 10; 25; 50 e 75 mg L-1) e CEPA (0; 225; 450; 900 e 1000 mg L-1), foram iguais nos dois primeiros experimentos. O primeiro experimento foi realizado no Horto Experimental do Departamento de Ciências Biológicas da ESALQ/USP, com a pulverização dos toletes, com dez repetições e o segundo foi realizado na Estação Experimental da Syngenta em Holambra com a pulverização de plantas jovens (na soqueira), com quatro repetições, sendo que os parâmetros biométricos foram avaliados quinzenalmente até aos 90 dias após o plantio (DAP). O terceiro experimento foi efetuado em casa de vegetação no Horto Experimental do Departamento de Ciências Biológicas da ESALQ/USP, sendo que para a avaliação dos parâmetros tecnológicos no início do desenvolvimento, pulverizaram-se toletes com GA 50 mg L-1 e CEPA 900 mg L-1 além do controle, utilizando-se de cinco repetições. As amostras foram coletadas e congeladas, para posteriores análises tecnológicas. No quarto experimento, avaliou-se a aplicação dos reguladores vegetais in vitro, onde se aplicou GA (0; 2,5; 5,0; 7,5 e 10 mg L-1) e CEPA (0; 25; 50; 100; 200 mg L-1), com 5 repetições. Os resultados foram submetidos a análise de variância pelo teste F, e comparados pelo teste de Tukey à 5% de probabilidade. No primeiro experimento, a aplicação de GA nos toletes reduziu de forma geral o desenvovimento inicial das plantas, enquanto os tratamentos com CEPA apresentaram resultados promissores ao desenvolvimento inicial, quando os parâmetros avaliados foram os perfilhos. No segundo experimento, a aplicação de GA em soqueira aumentou a altura da planta, sendo que CEPA retardou a altura das plantas e incrementou o número de perfilhos. No terceiro experimento, nas avaliações tecnológicas, GA e CEPA afetaram temporariamente os teores de açúcares totais produzidos nas folhas. No colmo, CEPA e GA afetaram de forma geral os parâmetros tecnológicos, reduzindo as atividades das invertases e os açúcares redutores e totais e No quarto experimento, a aplicação in vitro de GA, reduziu o número de perfilhos, enquanto aplicação de CEPA incrementou o número de perfilhos e reduziu a altura das plantas.
Título em inglês
Effects of gibberellin and ethephon on the initial development and on some technological parameters of sugarcane.
Palavras-chave em inglês
Agricultural technology.
Plant growth
Plant hormones
Plant Physiology
Regulators Plants
Sugarcane
Tillering
Resumo em inglês
Sugarcane is one of the major and oldest crops in Brazil, taking a prominent place in the economy because of the production of sugar and ethanol. Currently, Sao Paulo is the main producing state, boosting the Brazilian economy due to its large planted areas. The use of plant regulators has become a routine practice, aiming to maximize the yield potential of crops, improving quality, optimizing results for the agroindustry and economy. Gibberellin is a plant hormone known as a regulator of plant growth and elongation. Ethephon is a growth regulator widely used in maturing sugarcane cultivation, allowing the release of ethylene when in contact with the plant tissue. This work aimed to evaluate the effectiveness of plant regulators gibberellin (GA) and ethephon (CEPA), applied at different stages of early development, on the morphology and technological aspects of sugarcane. To that end, four experiments were performed. The concentrations of GA (0; 10; 25; 50 and 75 mg L-1) and CEPA (0; 225; 450; 900 and 1000 mg L-1), were equal in the first two experiments. The first experiment was conducted in the Experimental Garden of the Department of Biological Sciences, ESALQ / USP, by spraying of cuttings, with ten repetitions. The second was conducted at Syngenta's experimental station in Holambra, by spraying the young plants (at stumps) with four replicates, and biometric parameters were measured fortnightly until 90 days after planting (DAP). The third experiment was conducted in a greenhouse at the Experimental Garden of the Department of Biological Sciences, ESALQ / USP, and for the evaluation of technological parameters in early development, cuttings were sprayed with GA 50 mg L-1 and CEPA 900 mg L-1 besides the control, using five replicates. Samples were collected and frozen for later technological analysis. In the fourth experiment, the application of plant regulators in vitro was evaluated, where GA (0; 2.5; 5.0; 7.5 and 10 mg L-1) and CEPA (0; 25; 50; 100; 200 mg L-1) were applied with five replicates. The results were submitted to variance analysis by F test and compared by Tukey test at 5% probability. In the first experiment, the application of GA reduced, in general terms, the initial development of plants whereas treatments with CEPA had promising results in early development, regarding the tillering. In the second experiment, the application of GA increased plant height, while the CEPA retarded plant height and increased the number of tillers. In the third experiment in technological assessments, GA and CEPA temporarily affected the contents of total sugars in the leaves. In the stem, GA and CEPA affected, in general, technological parameters, reducing the activities of invertase as well as those of the reducing and total sugars. In the fourth experiment, the application of GA in vitro decreased the number of tillers, while the treatment with CEPA increased the number of tillers and delayed the plant height.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-02-16
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • MENDES, Luciane de Siqueira, et al. Ethephon e giberelina como potencializadores do desenvolvimento inicial na cana de açúcar. STAB (Piracicaba), 2012, vol. 30, p. 21-24.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.