• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.11.2013.tde-22082013-155317
Documento
Autor
Nombre completo
Germana Marcelino Cordeiro
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 2013
Director
Tribunal
Almeida, Marcilio de (Presidente)
Piotto, Fernando Angelo
Silva, Paulo Henrique Müller da
Título en portugués
Otimização da propagação clonal de Eucalyptus globulus Labill
Palabras clave en portugués
Clonagem
Enraizamento adventício
Micropropagação
Regulador de crescimento
Resumen en portugués
Poucas espécies de Eucalyptus apresentam aptidão ao cultivo em regiões de baixas temperaturas e geadas frequentes, limitando seu cultivo em algumas regiões do Brasil. Genótipos de Eucalyptus globulus podem representar opções futuras para plantios florestais, tendo em vista o seu ótimo desempenho silvicultural nessas condições. No entanto, informações quanto à obtenção de mudas clonais são escassas, e se focarmos as espécies recomendadas para plantio em condições subtropicais, tal carência é ainda maior, principalmente em termos endógenos e exógenos de enraizamento de propágulos. Esta espécie se destaca também, pelo grande interesse no setor florestal, sobretudo em relação às características de sua madeira para obtenção de celulose, porém, é considerada recalcitrante ao enraizamento de estacas, especialmente quando envolve material adulto, dificultando o aproveitamento dos benefícios da clonagem. Por essa razão, o presente trabalho teve como objetivo principal avaliar a técnica de micropropagação de clones de E. globulus, visando a reversão à juvenilidade, aumentando os índices de enraizamento e, consequentemente a produção de mudas clonais. Para tanto, os clones (USP 01, USP 24 e USP 33) foram estudados e apresentaram estabelecimento satisfatório, onde avaliou-se: (a) a multiplicação in vitro, testando-se três meios de cultura (WPM, JADS e MS) suplementados com concentrações do regulador de crescimento BAP (0; 0,50 e 1,0 mg L-1) combinado com ANA (0; 0,05 e 0,10 mg L-1); (b) o alongamento in vitro, testando-se o meio de cultura WPM suplementado com concentrações de BAP (0; 0,05 e 0,10 mg L-1) combinadas com ANA (0; 0,1; 0,2 e 0,3 mg L-1); (c) e o enraizamento in vitro, em que brotações alongadas in vitro dos clones foram coletadas e transferidas para meio de cultura WPM, suplementado com 0 e 0,05 mg L-1 de BAP combinado com 0; 0,1; 0,5 e 1,0 mg L-1 de AIB. Os resultados revelaram comportamentos diferenciados dos clones quanto à multiplicação e alongamento in vitro. As taxas de multiplicação in vitro dos clones variaram ao longo dos 10 subcultivos, com uma estabilização a partir do 6º subcultivo para todos os clones avaliados, sendo a maior taxa de multiplicação (número médio de 13 gemas) na concentração de 0,7 mg L-1 de BAP e 0,05 mg L-1 de ANA no meio de cultura WPM. O meio de cultura WPM avaliado no alongamento in vitro, contribuiu favoravelmente para o alongamento das brotações, assim como ANA na concentração de 0,3 mg L-1 combinando com 0,1 mg L-1 de BAP. Portanto, o protocolo desenvolvido mostrou-se eficiente para micropropagação via proliferação de gemas axilares dos clones avaliados, porém, em relação ao enraizamento constatou-se apenas uma raiz emitida na concentração de 0,5 mg L-1 de AIB no clone 01. De forma geral, em razão dos resultados observados, conclui-se que apesar de mostrar-se viável, a micropropagação não promoveu rejuvenescimento significativo dos clones de E. globulus, uma vez que não foi observado enraizamento expressivo das microestacas para as características avaliadas.
Título en inglés
Clonal propagation optimization of Eucalyptus globulus Labill
Palabras clave en inglés
Adventitious rooting
Cloning
Growth regulator
Micropropagation
Resumen en inglés
Few Eucalyptus species present adaptation for cultivation in regions with low temperatures and frequent frosts, limiting their cultivation in some regions of Brazil. E. globulus genotypes may to represent future options for forest plantations, in view of its optimal silvicultural performance in these conditions. However, information about obtaining clonal seedlings are scarce, and considering the species recommended for planting in subtropical conditions, this lack of information is even greater, mainly when considering the endogenous and exogenous factors for the rooting. This species is distinguished by great interest in forestry, particularly in relation to characteristics of its wood to obtain cellulose, however, it is considered recalcitrant to rooting, especially when it involves adult material, making it difficult to utilize the cloning benefits. Therefore, this study aimed to evaluate the micropropagation technique of E. globulus clones, in order to revert to juvenility, increasing the rate of rooting and consequently the clonal production. For this, the clones (USP 01, USP 24 and USP 33) were studied and showed satisfactory in vitro culture establishment, where it was evaluated: (a) the in vitro multiplication, testing three culture media (WPM, JADS and MS) supplemented with concentrations plant growth regulator BAP (0; 0,50 and 1,0 mg L-1) combined with NAA (0; 0,05 and 0,10 mg L-1); (b) the in vitro elongation, testing the WPM medium culture supplemented with BAP concentrations (0; 0,05 and 0,10 mg L-1) combined with NAA (0; 0,1; 0,2 and 0,3 mg L-1); and (c) in vitro rooting, where elongated shoots in vitro of the clones were collected and transferred to WPM, supplemented with 0 and 0,05 mg L-1 BAP combined with 0; 0,1, 0,5 and 1,0 mg L-1 IBA. The results showed different behaviors of clones as in vitro multiplication and elongation. Rates of clones in vitro multiplication varied over the 10 subcultures, with the stabilization from the sixth subculture for all clones, the largest rate multiplication (average number of 13 buds) in the concentration of 0,7 mg L-1 BAP and 0,05 mg L-1 NAA in WPM. The culture media WPM evaluated in vitro elongation, contributed positively to the shoots elongation, with 0,3 mg L-1 NAA and 0,1 mg L-1 BAP. Therefore, with the micropropagation protocol using axillary buds proliferation of these clones showed be well developed , however, in relation to rooting, only one root was emitted at 0,5 mg L-1 IBA in clone 01. In general, it is possible concluded that despite viable, the micropropagation did not promote significant rejuvenation of E. globulus clones, due to the not expressive rooting for the microcutting evaluated.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2013-09-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.