• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Letícia Henrique de Azevedo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2017
Orientador
Banca examinadora
Moraes, Gilberto José de (Presidente)
Cançado, Paulo Henrique Duarte
Castilho, Raphael de Campos
Godoy, Wesley Augusto Conde
Parra, José Roberto Postali
Título em inglês
Taxonomic studies of Macrochelidae mites (Acari: Mesostigmata) and their potential use to control Stomoxys calcitrans and Musca domestica (Diptera: Muscidae)
Resumo em inglês
The family Macrochelidae Vitzthum is one of the most abundant and diverse groups of predatory mites living in excrements or decomposing animals. Some species of this family have shown good potential as biological control agents. Stomoxys calcitrans L. is a serious problem that has been faced by cattle raisers in some Brazilian states, causing significant losses. Musca domestica L. may vector several pathogens that affect humans and animals. The aims of the study reported in this document were the preparation of a taxonomic catalog of the world macrochelid species, to determine the macrochelid species in microhabitats where the stable fly is usually found in commercial cow raising farms in São Paulo State, and to evaluate of the effect of different macrochelid species as control agents of harmful muscid flies. A total of 520 species of 23 genera are reported in the catalog. In total, 1359 specimens were collected from cow manure and litter in different regions of São Paulo State. These represented ten species of three genera and one new species, which was described. In laboratory tests, Macrocheles n. sp. presented higher predation and oviposition rates on larvae of S. calcitrans (23.8 larvae consumed and laid about 4 eggs per day, respectively). For Macrocheles n. sp., total immature development (egg-adult) was completed in 1.3 ± 0.01, 1.3 ± 0.01 and 1.5 ± 0.03 days on eggs of S. calcitrans and M. domestica and on Protorhabditis sp., respectively. Fecundity was higher on Protorhabditis sp. (77.2 ± 5.1 eggs/female) than on S. calcitrans (58.0 ± 5.9) and M. domestica (55.0 ± 5.3). Results of this study suggest that Macrocheles n. sp. is a promising biological control agent of S. calcitrans and M. domestica, and that it could be mass reared with the use of Protorhabditis sp. or eggs of M. domestica.
Título em português
Estudos taxonômicos de ácaros Macrochelidae (Acari: Mesostigmata) e o potencial de uso destes para o controle de Stomoxys calcitrans e Musca domestica (Diptera: Muscidae)
Palavras-chave em português
Ácaros predadores
Catálogo
Controle biológico
Mosca-dos-estábulos
Resumo em português
Macrochelidae Vitzthum é um dos mais abundantes e diversos grupos de ácaros predadores que encontrados em excrementos ou em carcaças de animais em decomposição. Algumas espécies dessa família tem mostrado potencial como agentes de controle biológico. Stomoxys calcitrans L. tem sido um problema sério enfrentado por pecuaristas em alguns estados brasileiros e tem causado perdas significativas no setor pecuarista. Já Musca domestica L. pode ser vetora de várias patógenos de seres humanos e de animais. Os objetivos do estudo relatado neste documento foram a elaboração de um catálogo taxonômico de espécies de Macrochelidae do mundo, determinar as espécies de macroquelídeos encontradas em microhabitats em que a mosca-dos-estábulos é geralmente encontrada nas fazendas do Estado de São Paulo, e avaliar o efeito de diferentes espécies de macroquelídeos como possíveis agentes de controle de moscas nocivas. Um total de 520 espécies de 23 gêneros são relatadas no catálogo. No total, 1359 espécimes foram coletados de esterco de gado e serapilheira em diferentes regiões do Estado de São Paulo. Estes representaram dez espécies de três gêneros e uma nova espécie, que foi descrita. Nos testes em laboratório, Macrocheles n. sp. apresentou maiores taxas de predação e oviposição alimentando-se de larvas de S. calcitrans (23,8 larvas predadas e oviposição de cerca de 4 ovos por dia, respectivamente). Para Macrocheles n. sp., o desenvolvimento da fase imatura (ovo-adulto) foi concluído em 1,3 ± 0,01, 1,3 ± 0,01 e 1,5 ± 0,03 dias alimentando-se de ovos de S. calcitrans, M. domestica e de Protorhabditis sp., respectivamente. A fecundidade foi maior quando alimentado com Protorhabditis sp. (77,2 ± 5,1 ovos / fêmea) do que com S. calcitrans (58,0 ± 5,9) e M. domestica (55,0 ± 5,3). Os resultados deste estudo sugerem que Macrocheles n. sp. é um promissor agente de controle biológico de S. calcitrans e M. domestica e que poderia ser criado de forma massal com o uso de Protorhabditis sp. ou ovos de M. domestica.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-08-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.