• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Irineu Lobo Rodrigues Filho
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1989
Orientador
Título em português
Comparação de dietas artificiais para Heliothis virescens (Fabr., 1781) (Lepidoptera: Noctuidae) através de estudos biométricos e nutricionais
Palavras-chave em português

DIETA ARTIFICIAL
LAGARTA-DA-MAÇÃ-DO-ALGODOEIRO
Resumo em português
Com o objetivo de substituir nas criações de H. virescens, a dieta padrão à base de caseína-germe de trigo, por outra(s) com menor custo econômico e componentes de fácil aquisição no mercado brasileiro, foram comparadas as dietas à base de: farinha de soja-germe de trigo (“SGT”), feijão cozido - levedura de cerveja (“FL”), farinha de milho - germe de trigo - 1evedura de cerveja (“MGTL”) e caseína - germe de trigo (“CGT”). Os experimentos foram conduzidos a temperatura de 24 ± 6°C, umidade relativa de 70 ± 10% e fotofase de 14 horas, sendo avaliados, na segunda geração, os índices nutricionais AD (Digestibilidade Aproximada), ECI (Eficiência de Conversão do Ingerido), ECD (Eficiência de Conversão do Digerido) e custo metabólico (100 - ECO) e em todas as gerações produzidas, os seguintes parâmetros biológicos: duração e viabilidade das fases de ovo, lagarta e pupa; duração da fase de adulto; peso, razão sexual e aberrações, na fase de pupa; períodos de pré-oviposição e postura; número de ovos/fêmea. Paralelamente, foram discutidos os principais fatores que afetaram a viabilidade das respectivas fases, sendo descritas anomalias e aberrações ocorridas em lagartas e pupas. Os tratamentos “SGT” e “FL” apresentaram as maiores durações e as mais baixas viabilidades da fase larval, determinando assim, a interrupção biológica das criações na primeira e segunda geração, respectivamente. Os tratamentos “MGTL” e “CGT” propiciaram estudos por 5 gerações sucessivas, tendo o primeiro, além do custo econômico baixo, apresentado características nutricionais desejáveis para o consumo e utilização de uma dieta, bem como proporcionado a melhor performance biológica do inseto, em todas as gerações. Os resultados obtidos permitem concluir que a dieta composta de farinha de milho, germe-de-trigo e levedura de cerveja, pode substituir a dieta convencional ã base de caseína e germe-de-trigo, em criações de H. virescens nas condições brasileiras.
Título em inglês
Comparison of artificial diets for rearing Heliothis virescens (Fabr., 1781) (Lepdoptera : Noctuidae) using biometric and nutritional studies
Resumo em inglês
The association of the casein and wheat germ have been commonly used in artificial diets for rearing H. virescens. To substitute these ingredients for other ones which are cheaper and easier to get in Brazilian markets, diets based on soybean - wheat germ ("SGT"), boiled bean- yeast ("FL "), corn meal - wheat germ - yeast ("MGTL "), and casein - wheat germ ("CGT") were tested. The experiments were carried out at the temperature of 24 ± 6°C, relative humidity 70 ± 10% and 14 hour photophase. The nutritiona1 indeces AD, ECI, ECO (Aproximate Digestibi1ity; Efficiency of Conversion of Ingested Food and Efficiency of Conversion of Digested Foo~ respectively) and metabo1ic cost (100 - E.C.D.) were on1y eva1uated in the second generation. The fo11owing bio1ogica1 parameters were studied: duration and viabi1ity of the egg, larval and pupal stages; duration of the adult stage; pupal weight, sexual rate, pupal aberrations; preoviposition and oviposition periods and number of eggs per female, were studied. Simultaneously, the effect of the main factors on viability of different stages of lyfe cycle, as well on the mal formations observed in larvae and pupae were discussed. Longer periods and lower viabilities of the larval stage were observed in diets "SGT" and "FL" determining biological interruptions of the first and second generations, respectively. Diets "MGTL" and "CGT" allow to rear H. virescens for five generations. However, diet “MGTL" was the cheapest, well acepted by the insect and the biological performance in all generations was considered excellent. In conclusion, a diet based on corn meal - wheat germ - yeast can substitutes the conventional diet based on casein wheat germ for rearing under H. virescens Brazilian conditions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.