• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2019.tde-20191220-125349
Documento
Autor
Nome completo
Geraldo Andrade de Carvalho
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1998
Orientador
Título em português
Seletividade de produtos fitossanitários utilizados na cultura do tomateiro a duas linhagens de Trichogramma pretiosum Riley, 1879 (Hymenoptera: Trichogrammatidae), em condições de laboratório e casa-de-vegetação
Palavras-chave em português
CONTROLE BIOLÓGICO
INSETICIDAS
INSETOS PARASITOIDES
PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS
TOMATE
TRAÇAS
TRICOGRAMATÍDEOS
Resumo em português
Estudou-se o efeito dos principais produtos fitossanitários utilizados na cultura do tomateiro sobre duas linhagens de Trichogramma pretiosum Riley, 1879 (L9 = Alegre, ES e L10 = Venda Nova do Imigrante, ES) em laboratório e casa-de-vegetação, para uso em programas de Manejo Integrado de Pragas (MIP). Os experimentos foram conduzidos em câmara climatizada à temperatura de 25 ± 2°C, umidade relativa de 60 ± 10% e fotofase de 14 horas. Foram estudados 18 pesticidas em laboratório, sendo quatro deles, posteriormente avaliados em casa-de-vegetação. Ovos do hospedeiro alternativo Anagasta kuehniella Zeller, 1879, após inviabilização, foram colados em cartelas de cartolina azul, tratados e oferecidos ao parasitismo. Em outros experimentos, ovos parasitados foram tratados com os pesticidas em diferentes períodos do estágio imaturo do parasitóide. Em casa-de-vegetação, plantas de tomate foram pulverizadas, e após 1, 2, 3, 4, 7, 14, 21 e 31 dias, liberados adultos de T. pretiosum, para se conhecer o efeito residual dos pesticidas sobre a sua capacidade de parasitismo. Observou-se que as linhagens de T. pretiosum estudadas, reagiram de forma diversa aos efeitos dos produtos fitossanitários. Os inseticidas clorfluazuron, teflubenzuron, Bacillus thuringiensis, ciromazina, pirimicarb e os fungicidas benomil, clorotalonil, mancozeb, iprodiona e dimetomorf não afetaram o parasitóide em laboratório, devendo ser preferidos na implantação do MlP na cultura do tomateiro. Os inseticidas abamectin, cartap, deltametrina e lambdacialotrina, foram os mais tóxicos. Em condições de casa-de-vegetação abamectin, metamidofós e cartap reduziram o parasitismo até sete dias após aplicação, enquanto o lambdacialotrina foi prejudicial até os 31 dias.
Título em inglês
Selectivity of pesticides used in tomato crops to two strains of Trichogramma pretiosum Riley, 1879 (hymenoptera: trichogrammatidae) under laboratory and greenhouse
Resumo em inglês
The effects of pesticides commonly used in tomato crops on two strains of Trichogramma pretiosum Riley, 1879 (L9 = Alegre, ES and L10 = Venda Nova do Imigrante, ES) were evaluated in the laboratory and greenhouse, to support integrated pest management programs. The experiments were conducted in incubators at 25 ± 2°C, relative humidity of 60 ± 10% and photophase of 14 hours. Eighteen pesticides were evaluated in the laboratory and four of them in the greenhouse. Eggs of the alternative host Anagasta kuehniella Zeller, 1879 were made unviable, by using a germicidal lamp, and subsequently glued on blue paper stripes, treated with the pesticides and offered to parasitism. In other experiments, parasitized eggs were treated with the pesticides at different periods of the immature stage of the parasitoid. In the greenhouse assays, tomato plants were sprayed with the pesticides and, after 1, 2, 3, 4, 7, 14, 21 and 31 days, adults of T. preticcum were released in order to assess the effects of the pesticides residues on parasitism. The two strains of T. pretiosum were differently affected by the pesticides. The insecticides chlorfluazuron, teflubenzuron, Bacillus thuringiensis, cyromazine, pirimicarb and the fungicides benomyl, chlorothalonil, mancozeb, iprodione and dimethomorph did not affect the parasitoid in the laboratory, so that they could be used in IPM programs in tomato fields. The insecticides abamectin, cartap, deltamethrin and lambdacyalothrin were highly toxic to both strains of T. pretiosum. Under greenhouse conditions, abamectin, methamidophos and cartap reduced parasitism rates up to seven days after application, while lambdacyalothrin did so up to 31 days.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.