• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1982.tde-20220207-174941
Documento
Autor
Nombre completo
Edmir Celestino de Almeida Ferraz
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1982
Director
Título en portugués
Absorção de nutrientes e conteúdo de clorofila em pimenteiras-do-reino (Piper nigrum L.) infestadas por Meloidogyne incógnita (Kofoid & White, 1919) Chitwood, 1949
Palabras clave en portugués
ABSORÇÃO DE NUTRIENTES
CLOROFILA
NEMATOIDE-DAS-GALHAS
PIMENTA-DO-REINO
Resumen en portugués
Os problemas fitossanitários representam um dos grandes entraves à exploração racional da cultura da pimenta­do-reino na Bahia e, nesse contexto, o nematóide das galhas, Meloidogyne incognita, tem sido considerado como elemento de predisposição das plantas ao Fusarium solani f. piperis, o agente etiológico da enfermidade responsável pela mortalidade generalizada de pimentais. O reduzido crescimento e desenvolvimento de plantas atacadas por nematóides pode ser atribuído à menor absorçao e translocação de água e nutrientes, distúrbios metabólicos, desequilíbrio no balanço de reguladores de crescimento e ação sinergística entre os nematóides e outros patógenos. Como esses fatores podem agir conjuntamente ou, a depender do estágio de infestação, alguns podem ter maior importância, este trabalho teve como objetivos determinar o efeito de M. incognita na absorção e translocação de P, K, Ca, Mg, Cu, Fe, Zn e Mn em pimenteiras-do-reino e, paralelamente, a sua influência no conteúdo de clorofila total das plantas. As mudas, propagadas a partir de variedades introduzidas de Cingapura, foram infestadas com 6.000 larvas pré-parasitas/vaso e cultivadas em solo com fertilidade natural ou irrigado com a solução nutritiva de Hoagland. Dez meses após a inoculação, as plantas responderam ao ataque de M. incognita com significativas reduções nos teores de P, K, Zn, Mn e Cu e conteúdo de clorofila, com acentuado acúmulo de Ca e Mg, e foram indiferentes à infestação quanto aos níveis de Fe nas folhas. A suscetibilidade do hospedeiro foi confirmada pela notável multiplicação do inóculo inicial, que variou de 18,6 a 23,2 vezes, e pelas restrições no crescimento. A debilidade das plantas foi manifestada também pela rápida senescência de folhas e, subseqüentemente, pela eliminação de grande número de folhas. Os baixos teores de nutrientes nas folhas foram atribuídos ao menor volume de solo explorado pelo reduzido sistema radicular, à obstrução do tecido vascular devido à formação de galhas, distúrbios na fisiologia da planta e, em menor parte, ao uso de elementos minerais pelos nematóides. A insuficiência de K e a menor eficiência de uso de água pelas pimenteiras infestadas em decorrência dos danos nas raízes são, provavelmente, fatores determinantes do acúmulo de Ca e Mg. A senescência de folhas, estado nutricional e alterações na fisiologia do hospedeiro são os fatores que poderiam promover a degradação da clorofila ou, indiretamente, interferir na biossíntese desse pigmento fotorreceptor. Por outro lado, a acentuada abscisão foliar pode ter sido uma resposta a um desequilíbrio no balanço de reguladores de crescimento ou a debilidade nutricional das plantas. Os resultados obtidos deste trabalho permitiram assegurar que o nematóide das galhas, M. incognita, interfere na nutrição de pimenteiras-do-reino. O reduzido crescimento das plantas aos 10 meses de idade pode ser parcialmente devido à absorção e translocação de quantidades de nutrientes inferiores às exigências fisiológicas da planta e às reduzidas concentrações de clorofila. Ademais, as plantas debilitadas eliminaram parte de sua folhagem, presumivelmente, como um mecanismo para manter a integridade das folhas remanescentes e assim assegurar a sua própria sobrevivência.
Título en inglés
Nutrient absorption and total chlorophyll content of black pepper vines (Piper nigrum L.) infested with Meloidogyne incognita (Kofoid & White, 1919) Chitwood, 1949
Resumen en inglés
Diseases and pests hinder the cultivation of black pepper in Bahia and, in this respect, the root-knot nematode, Meloidogyne incognita, is considered responsible for predisposing plants to attack by Fusarium solani f. piperis, the causal agent of root rot, which causes widespread mortality of black pepper vines. Reduction in growth and development of plants affected by nematodes may be attributed to a decrease in the absorption and translocation of water and nutrients, metabolic disturbances, imbalance of growth regulators and the synergistic action between nematodes and other pathogens. As these factors may act simultaneously or, depending on the stage of infestation, individually some could be more important than others, the objectives of this work were to determine the effect of M. incognita on the absorption and translocation of P, K, Ca, Mg, Cu, Fe, Zn and Mn in black pepper plants and at the same time, to study its effect on the total chlorophyll content of the plants. Seedlings propagated from cultivars originally introduced from Singapore were inoculated with 6,000 pre-parasitic larvae/pot and cultivated in soil with natural fertility or irrigated with Hoagland's nutrient solution. Ten months after inoculation, the plants responded to attack by M. incognita by showing significant reduction in rates of P, K, Zn, Mn, Cu and chlorophyll content, with accumulation of Ca and Mg, but showed no differences as to Fe levels in the leaves. Host susceptibility was confirmed by a considerable multiplication of the initial inoculum, with increases between 18.6 to 23.2 times, and also by growth restrictions. The debilitation of plants was also manifested by early leaf fall and subsequent loss of a large number of leaves. Low rates of nutrients in the leaves were attributed to poor soil utilization by the reduced root system, obstruction of the vascular system due to gall formation, disturbances in the plant physiology and, to a lesser extent, to the utilization of mineral elements by nematodes. Potassium deficiency and poor efficiency in water utilization by infested plants due to root damage were, probably, the major factors for Ca and Mg accumulation. Leaf senescence, the nutritional stage, and host physiological alterations are factors that could induce chlorophyll degradation or, indirectly, interfere with chlorophyll biosynthesis. On the other hand, increased foliar abscission may be a response to an imbalance in growth regulators or to nutritional debility of plants. The results obtained in this work show that the root-knot nematode, M. incognita, interferes with the nutrition of black pepper plants. Reduction of growth of 10 months old plants may be due to absorption and translocation of nutrients at lower rates than the physiological requirements of the plants and to reduced chlorophyll concentrations. Moreover, debilitated plants eliminated part of their foliage, presumably as a mechanism to save the remaining leaves and thus assure its survival.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2022-02-07
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.