• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1980.tde-20220207-193754
Documento
Autor
Nome completo
André Luiz Lourenção
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1980
Orientador
Título em português
Bemisia tabaci (Gennadius, 1889) (Homoptera: Aleyrodidae) em soja (Glycine max (L.) Merrill): influência da variedade, da idade da planta e de cruzamentos intervarietais sobre a oviposição e desenvolvimento do inseto
Palavras-chave em português
INSETOS VETORES
MOSCA-BRANCA
OVIPOSIÇÃO
SOJA
Resumo em português
O presente trabalho visou estudar a resistência de genótipos de soja em relação à mosca branca Bemisia tabaci (Genn.). No primeiro experimento, realizado em condições de casa de vegetação, investigou-se a sua oviposição sem chance de escolha nas PI 171451 e PI 229358, reconhecidas fontes de resistência múltipla a insetos, e no genótipo Santa Rosa. Para infestação artificial dos vasos utilizaram-se gaiolas individuais, nas quais foram soltos aproximadamente 80 insetos. A contagem do número de ovos, nos folíolos superiores, revelou que as PI 171451 e PI 229358 receberam menos ovos que Santa Rosa, a testemunha suscetível, demonstrando que a não-preferência para oviposição permanece nesses dois genótipos mesmo quando não há opção de hospedeiras para o inseto. O segundo experimento objetivou determinar a influência da idade da planta nesses três genótipos em relação à oviposição da mosca branca. Esses materiais foram semeados em vasos a cada 14 dias, num total de quatro semeaduras. Quando as plantas apresentavam-se com 14, 28, 42 e 56 dias, os vasos foram dispostos dentro do insetário, época em que se procedeu à infestação artificial com grande número de adultos. A avaliação, idêntica à anterior, indicou existir interação idade-genótipo; também se observou que o inseto oviposita mais nas plantas com 14 dias, independentemente do genótipo, que nas outras três idades. A fim de se estudar o desenvolvimento do inseto desde ovo até a emergência do adulto nos três genótipos citados, instalou-se o terceiro experimento. Os 3 tratamentos foram dispostos no insetário de criação de B. tabaci durante um dia para sofrerem oviposição. Após isto, selecionou-se em cada planta, um único folíolo superior no qual procurou-se separar 10 ovos. O desenvolvimento de cada ovo e, posteriormente, de cada ninfa, foi acompanhado diariamente. Os resultados mostraram que não existem diferenças entre os tratamentos na porcentagem de adultos emergidos; também o tempo necessário para o desenvolvimento do inseto não diferiu nos três genótipos. Visando-se estudar a resistência da PI 229358, as plantas F1 resultantes dos cruzamentos dessa PI com os genótipos Santa Rosa, Paraná, IAC-4 e IAC-7 foram testadas frente à oviposição de B. tabaci. As plantas F1, juntamente com os pais comerciais e o pai resistente, foram levadas ao insetário onde se soltou grande número de moscas brancas. A avaliação mostrou que as plantas F1 comportaram-se de modo intermediário, aproximando-se, todavia, dos pais comerciais.
Título em inglês
Bemisia tabaci (Gennadius, 1889) (Homoptera: Aleyrodidae) on soybean (Glycine max (L.) Merrill): the influence of variety, plant age and intervarietal crosses on oviposition and the development of the insect
Resumo em inglês
The objective was to study the resistance of different soybean varieties to whitefly. In the first experiment, carried out under greenhouse conditions, oviposition was investigated in a non choice type of experiment with PI 171451 and PI 229358 which are recognized sources of multiple resistance to insects, and Santa Rosa variety. In order to infest the pots, individual cages were used into which approximately 80 insects were released. The egg count among the highest young leaves revealed that the two introductions received fewer eggs than there remains a non-preference for oviposition even when the insect has no choice of host plants. The second experiment was performed to determine the influence of the plants age on the white fly oviposition, using the two PIs and Santa Rosa variety. They were planted every 14 days, adding up to a total of four times. When the plants were 14, 28, 42 and 56 days old, they placed in an insect house and artificially infested with a large number of adults. The egg count, identical to the previous one, pointed to an interaction of age and variety; it was also observed that the insect oviposits were more on the fourteen day old plants than in the remaining ones, regardless of the variety. In order to study the development of the insect from egg to its emergence as an adult in the two PIs and Santa Rosa variety, a third experiment was set up. The three treatments were exposed in the insect house to B. tabaci during one day for the insects to lay eggs. Afterwards, one single high young leaf was selected from each plant and 10 eggs from each leaf were chosen. The development of the egg and, later, of each nymph was followed daily. The results showed that no differences in the percentage of emerged adults exist among the treatments; the amount of time necessary for the development of the insects did not differ in the three treatments. To study the resistance of the PI 229358, the F1 plants resulting from the crossing of this PI with the Santa Rosa, Paraná, IAC-4 and IAC-7 varieties were tested for the oviposition of B. tabaci. The F1 plants, PI 229358 and the commercial varieties were taken to the insect house and exposed to a large number of whiteflies. The results showed that the F1 plants behaved in an intermediary manner, but closer to the commercial varieties that are susceptible.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2023. Todos os direitos reservados.