• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2016.tde-30112016-173124
Documento
Autor
Nome completo
Marisol Giraldo Jaramillo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2016
Orientador
Banca examinadora
Parra, José Roberto Postali (Presidente)
Bento, José Maurício Simões
Godoy, Wesley Augusto Conde
Guerreiro Filho, Oliveiro
Machado, Pablo Benavides
Título em português
Zoneamento de Hypothenemus hampei (Ferrari, 1867) e Leucoptera coffeella (Guérin-Mèneville, 1842), pragas do cafeeiro no Brasil e na Colômbia, com base nas exigências térmicas
Palavras-chave em português
Bicho-mineiro do cafeeiro
Broca-do-café
Exigências térmicas
Sistema de Informação Geográfica
Temperaturas
Resumo em português
A cafeicultura representa uma das atividades agrícolas de maior importância para o Brasil e para a Colômbia e ultimamente tem sido impactada negativamente, devido às condições climáticas desfavoráveis com desvios da normalidade da precipitação pluviométrica e de altas temperaturas do segundo semestre do 2015 no caso do Brasil e na Colômbia, na safra 2015-2016, foi altamente impactada pelos efeitos do evento climático El Niño que aumentou os níveis de infestação da brocado- café e com a seca prolongada, que tem afetado a qualidade do grão. O presente trabalho tem como objetivo estabelecer o zoneamento de Hypothenemus hampei e Leucoptera coffeella, pragas no cafeeiro em Brasil e na Colômbia, com base nas suas exigências térmicas. Os resultados obtidos para H. hampei, mostraram que a praga se desenvolve na faixa térmica de 15 a 32°C; a 25°C foram observados os maiores valores de taxa liquida de reprodução (Ro) e da razão finita de aumento (λ); sendo que Ro foi maior nesta temperatura, pois, a cada geração a população de H. hampei aumentou 127,8 vezes. O estudo das exigências térmicas de H. hampei indicaram que o limite térmico de desenvolvimento ou temperatura base (Tb) é de 13°C e a constante térmica (K) de 312 GD. Com a determinação das exigências térmicas de H. hampei e mediante a utilização de um Sistema de Informação Geográfica, foi possível obter mapas de distribuição do desenvolvimento deste inseto para o estado de São Paulo no Brasil e para a região produtora de café na Colômbia. Assim, para o estado de São Paulo, podem ocorrer de 4,56 a 9,25 gerações/ano, levando-se em consideração as exigências térmicas desta praga. A maior incidência da praga deve coincidir com o aumento da temperatura e com a disponibilidade de frutos de café aptos a serem infestados. Para a Colômbia, o número de gerações/ano pode ser de 5,85 a 13,55; sendo que 93% da cafeicultura deste pais, pode apresentar a broca-do-café o ano todo. O bicho-mineiro do cafeeiro, L. coffeella, se desenvolve na faixa térmica de 15 a 32°C; a 28°C foram observados os maiores valores de taxa liquida de reprodução (Ro) e da razão finita de aumento (λ); o valor de Ro foi visivelmente maior nesta temperatura, pois, a cada geração a população de L. coffeella aumentou 22,23 vezes. O estudo das exigências térmicas de L. coffeella, mostrou que o limite térmico de desenvolvimento ou temperatura base (Tb) é de 13°C e a constante térmica (K) de 259 GD. Com a determinação, em condições de laboratório, das exigências térmicas de L. coffeella e mediante a utilização de um Sistema de Informação Geográfica (SIG), foi possível obter mapas de distribuição do desenvolvimento deste inseto para o estado de São Paulo no Brasil. Assim, podem ocorrer de 5,12 a 14,17 gerações/ano, levando-se em consideração as exigências térmicas desta praga. Os dados obtidos no presente trabalho poderão auxiliar na estimativa do número de gerações mensais e anuais para o fortalecimento dos programas de manejo integrado destes insetos.
Título em inglês
Zoning for Hypothenemus hampei (Ferrari, 1867) and Leucoptera coffeella (Guérin-Mèneville, 1842), coffee pests in Brazil and Colombia, based on their thermal requirements
Palavras-chave em inglês
Coffee berry borer
Coffee leaf miner
Geographic information System
Temperatures
Thermal requirement
Resumo em inglês
Coffee culture is one of the main agriculture activities for Brazil and Colombia, with recently negative impacts due to unfavorable climatic conditions as the result of subnormal rain period and increased temperatures during the second half of 2015. In both the mentioned countries, 2015 -2016 yields has been affected by the dry climatic effect of the "el Niño" phenomena favoring the coffee berry borer infestation and the the grain quality decrease. The present research aimed to establish the climatic zoning for Hypothenemus hampei and Leucoptera coffeella based on their thermal requirements. Results showed for H. hampei developed into the thermal range between 15 and 32°C; at 25°C were observed the higher liquid net reproduction rate (Ro) and increase finite rate (λ), being the Ro 127,8 times. Thermal requirements estimated for H. hampei showed the temperature threshold (Tt) as 13°C and the thermal constant (K) as 312 DD. Estimation of the thermal requirements for H. hampei in laboratory and with the use of Geographic Information System tool (GIS), were obtained insect lifetime distribution maps at the Sao Paulo state and the coffee production region at Colombia. In this way, at Sao Paulo state 4,56 to 9,25 generations/year can be obtained. Higher pest incidence should be coincident with both temperature increases and coffee fruit availability to be infested. At the Colombian coffee crop region, 5,85 to 13,55 generations/year can be obtained between 18 to 24°C temperature range, with that 93% of the coffee crop can be infested with the coffee berry borer whole of the year. The leaf miner L. coffeella, develops at thermal requirements between 15 to 32°C, being the 28°C temperature with the higher net reproduction rate (Ro) and increase finite rate (λ ); showing a population increase per generation of 22,23 times. Thermal requirements for L. coffeella showed the temperature threshold (Tt) is 13°C and the thermal constant (K) of 259 DD. Using the before mentioned variables in laboratory and using the Geographic Information System tool, insect lifetime distribution maps were obtained at the Sao Paulo state in Brazil. 5,12 to 14,17 generations/ year can occur. Data obtained could contribute in the monthly and yearly generation pest generations determination for the integrated pest management programs of these pests.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-12-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.