• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.11.2012.tde-11032013-165828
Documento
Autor
Nombre completo
Miguel Angel Quimbayo Cardona
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 2012
Director
Tribunal
Magro, Teresa Cristina (Presidente)
Vieira, Simone Aparecida
Couto, Hilton Thadeu Zarate do
Silva, Edson José Vidal da
Silva, Wesley Rodrigues
Título en portugués
Efeitos do manejo florestal na estrutura da avifauna na floresta Amazônica de Paragominas (Pará)
Palabras clave en portugués
Avifauna
Exploração florestal de impacto reduzido
Florestas
Impactos ambientais
Manejo florestal
Resumen en portugués
O Pará é o estado Amazônico mais visado pela atividade madeireira. Possui a maior gama de serrarias da Amazônia, e produze mais de 50% da madeira em tora do Brasil. A zona Leste do Estado é a responsável por 45% da produção de madeira em tora. Nessa zona se localiza o município de Paragominas, onde o 56% da população urbana depende diretamente da indústria madeireira para sua subsistência. Esta região faz parte da chamada área de endemismo Belém, cuja perda de floresta nativa é de 67,48% devido ao desmatamento. Historicamente as explorações madeireiras foram desenvolvidas com técnicas convencionais, que produzem danos tanto na floresta quanto no solo, e com impactos diretos sobre a fauna que depende da floresta. Na última década estabeleceram-se uma série de diretrizes técnicas para promover o manejo florestal em florestas de terra firme da Amazônia Brasileira, recomendadas pelo Conselho de Manejo Florestal (FSC) para todas as operações de exploração em florestas nativas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos do manejo florestal, incluída a exploração de impacto reduzido, em áreas exploradas em diferentes temporadas (1997, 2000, 2003, 2006 e 2009) e uma área não explorada sob a comunidade de aves, comparando a riqueza, abundância de espécies e de grupos funcionais e outros grupos ecológicos vulneráveis a distúrbios naturais e antrópicos. As aves foram usadas neste estudo devido à sua importância nos processos ecológicos da floresta como polinização, e dispersão e predação de sementes. As amostragens de campo foram feitas na temporada de seca (outubro de 2010) e chuva (abril de 2011) mediante observação direta por pontos fixos em seis transectos de 1 km de distância, com pontos marcados a cada 200 m, e distância de 150 m entre transectos, para um total de 36 pontos por área de manejo florestal. A análise das informações coletadas em campo mostra que: a) registraram-se 235 espécies entre as áreas de manejo florestal; b) existem diferenças significativas de riqueza de espécies entre a as áreas de manejo florestal e entre as temporadas de amostragem; c) a área de manejo florestal com maior riqueza de espécies e abundância de grupos funcionais foi a área explorada em 2000, contraste evidenciado com a área não explorada que teve a menor riqueza e abundâncias de grupos funcionais; d) As espécies do interior da floresta, espécies que requerem de cavidades de árvores para ninho e os grupos funcionais insetívoros (seguidores de formigas), insetívoros de sub-bosque e nectarívoros-insetívoros de sub-bosque foram os grupos cológicos mais afetados pelo manejo florestal, especialmente na área não explorada que teve atividades de pré-exploração e a área explorada em 2003 que foi afetada por distúrbios naturais antes da amostragem de campo; e) os grupos que se viram afetados pelas atividades de manejo florestal podem e devem ser usados como indicadores em programas de monitoramento durante as etapas de manejo florestal, principalmente as etapas de pré-exploração, exploração e pós-exploração, na área de manejo florestal Rio Capim.
Título en inglés
Effects of the forest management on birds structure in Paragominas Amazonian forest (Para)
Palabras clave en inglés
Avifauna
Forest management area
Forest management
Guilds
Logging
Reduced impact logging
Resumen en inglés
Para is the most important state from the Amazon region in wood activities. It has the greatest sawmill of the region and produce more than 50% of the Brazilian wood. The Easte zone of the State is responsible of the 45% of wood production. In this zone is located Paragominas, a town where 56% of the urban human population depends directly on the wood industries to survive. This town is into the endemism area called Belem, whose forest loss is almost 67,48%. Historically wood explorations were made with conventional techniques that produced damages in the forest structure and into the soil, and have direct impacts on the forest fauna. In the last ten years they were established some technique guidelines to promove forest management in terra firme forests of the Brazilian Amazon, recommended by the Forest Stewardship Council (FSC) to all the exploration activities in native forests. The principal aim of this study was to assess the effects of forest management, including reduced impact logging, in areas that were logged in different seasons (1997, 2000, 2003, 2006 and 2009) and an unlogged area, on the community of birds, comparing richness, species and guilds abundance, and other ecological groups that are vulneravel to the natural and antropic disturbances. Birds were used because of its importance in forest ecological process like pollination, and seed dispersion and predation. Fieldwork was made in dry season (October 2010) and rain season (abril 2011) by direct observations in pointcounts into 1 km transects; six transects were sampled with pointcounts at each 200 m with a total of 36 pointcounts per area. Information analysis demonstrate that: a) were registered 235 species into the all six forest management areas; b) there were significative differences in species richness between forest management areas and sampled seasons; c) species richness and guild abundances had their major value in the area logged in 2000, contrasting with the unlogged area that had lower values in this items; d) species of the forest interior, cavity nesters, and understorey ant follower insectivores, insectivores and nectarivores were the most affected ecological groups by the forest management, specially in the unlogged area that had pre-logged activities and the area logged in 2003 that was affected by natural disturbances before fieldwork; e) Ecological groups named above that were the most affected by the forest management could and should be used as indicators in monitoring programs during the forest management steps, principally pre-logging, logging and pós-loggingin the Rio Capim Forest Management Area.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2013-03-21
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.