• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2014.tde-14042014-163059
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Meireles Pardi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2014
Orientador
Banca examinadora
Gandolfi, Sergius (Presidente)
Barbosa, Luiz Mauro
Oliveira, Renata Evangelista de
Rodrigues, Ricardo Ribeiro
Viani, Ricardo Augusto Gorne
Título em português
Introdução de espécies de sub-bosque em áreas de restauração de florestas estacionais semideciduais
Palavras-chave em português
Enriquecimento
Restauração
Sub-bosque
Resumo em português
Espécies típicas de sub-bosque são pouco estudadas quanto à sua aplicação na restauração e enriquecimento de florestas degradadas. São em geral arvoretas ou arbustos finais de sucessão, tolerantes ao sombreamento, capazes de germinar, se estabelecer e completar seu ciclo de vida neste ambiente, representando importante fonte de recursos como alimento e abrigo para polinizadores e dispersores. Porém, não são amplamente utilizadas nos plantios de restauração por não serem espécies de dossel, e em paisagens altamente fragmentadas há poucas chances de chegarem naturalmente em áreas em processo de restauração. Visando contribuir para o desenvolvimento de técnicas de plantio e enriquecimento em áreas degradadas ou em processo de restauração que favoreçam a recuperação do subbosque, este trabalho teve o objetivo de avaliar a sobrevivência e o crescimento de mudas de 10 espécies típicas de sub-bosque plantadas em quatro diferentes condições: plantio inicial de restauração, áreas em processo de restauração com 5 e 10 anos de idade e um fragmento remanescente degradado. Todas as áreas de estudo localizam-se na região de Batatais, SP e estão inseridas no Bioma Mata Atlântica, mais especificamente na fisionomia de Floresta Estacional Semidecidual. As mudas foram plantadas em janeiro de 2012 e observadas durante 15 meses quanto ao crescimento e sobrevivência. As áreas de estudo foram caracterizadas quanto aos atributos químicos, físicos e granulométricos do solo, cobertura e florística do dossel. A análise de componentes principais (PCA) mostrou que entre estas variáveis a que teve maior relação com o crescimento relativo das mudas foi a cobertura do dossel. A área que teve maior eficiência na introdução das espécies típicas de sub-bosque, considerando crescimento e sobrevivência, foi o plantio inicial de restauração, onde 3 espécies foram muito eficientes e 6 foram eficientes. No plantio com 5 anos 1 espécie foi muito eficiente e 4 foram eficientes, porém, cresceram bem menos que no plantio inicial. Os resultados apontaram ainda que apenas 3 espécies foram eficientes na área em processo de restauração de 10 anos e nenhuma no fragmento remanescente degradado, mostrando a dificuldade de se realizar o enriquecimento de áreas com alto nível de sombreamento, e de se reverter o processo de degradação nessas áreas, reforçando a importância da utilização de alta diversidade de espécies e grupos funcionais nos plantios de restauração e da conservação das áreas florestais remanescentes.
Título em inglês
Introduction of Understory species in Brazilian Seasonal Semidecidual Forests restoration areas
Palavras-chave em inglês
Enrichment
Restoration
Understory
Resumo em inglês
Species typical from understory layers are poorly studied regarding their use in restoration and enrichment of degraded forests. They are generally treelets or shrubs of final successional phase, shade tolerant, able to germinate, establish and complete their life cycle in this environment. They are an important source of resources as food and shelter to pollinators and dispersers. Despite their ecological importance, these plants have not been widely used in restoration plantings because they are not canopy species. In fragmented landscapes, these species have little chance of being recruited naturally into areas undergoing restoration. In order to contribute to the development of techniques of planting and enrichment in degraded areas or areas being restored and promote the recuperation of understory layers, this study evaluated the survival and growth of seedlings of 10 understory species planted under four different conditions: initial planting; 5-year-old restoration area; 10- year-old restoration area; and degraded forest fragment. All sites are located in the region of Batatais, SP, Brazil, inside the Atlantic Forest biome, specifically in the Seasonal Semidecidual Forest type. Seedlings were planted in January 2012 and measured during 15 months for their survival and growth. Study sites were characterized regarding soil chemical and physical attributes and granulometry, and canopy composition and coverage. Principal components analysis (PCA) showed that relative growth of seedlings was more strongly related to canopy coverage. Considering survivorship and growth, introduction of understory species was more successful at the initial planting site, where three species were very successful and six were successful. In the 5-year-old restoration area, one species was very successful and four were considered successful, however, they grew considerably less than at the initial planting site. Results point out that only three species were successful at the 10-year-old restoration area and none at the forest fragment, which shows the difficulty of enriching areas with high levels of shading, and thus, the difficulty of reversing degradation of forest remnants. This reinforces the importance of using high diversity of species and functional groups in restoration plantings and also of conserving remnant forests.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-04-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.