• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2019.tde-19032019-153333
Documento
Autor
Nome completo
Maria Helena Cury Nahssen
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2018
Orientador
Banca examinadora
Gandolfi, Sergius (Presidente)
Duarte, Marina Melo
Ivanauskas, Natalia Macedo
Rodrigues, Ricardo Ribeiro
Título em português
Enriquecimento de uma floresta em restauração por meio da semeadura direta e introdução de plântulas
Palavras-chave em português
Introdução de plântulas
Mata Atlântica
Restauração ecológica
Semeadura direta
Resumo em português
O enriquecimento assistido é uma alternativa possível para se aumentar as chances de autoperpetuação de florestas em processo de restauração ecológica que foram implantadas por meio de uma combinação inadequada de espécies, inseridas em matrizes pouco permeáveis à fauna e à flora e que passaram por um intenso histórico de perturbação. No entanto, técnicas de baixo custo para o enriquecimento de áreas em restauração ainda são pouco estudadas, havendo demanda de pesquisas para as diferentes fitofisionomias florestais e espécies nativas pertencentes aos grupos sucessionais. Neste contexto, o presente trabalho visa avaliar a viabilidade e a eficiência da semeadura direta e da introdução de plântulas de espécies arbóreas de diversidade para o enriquecimento de uma área em processo de restauração a 14 anos, situada na fitofisionomia Floresta Estacional Semidecidual, município de Mogi-Guaçu-SP. Foram utilizadas sementes e plântulas de sete espécies arbóreas (cinco secundárias iniciais - Centrolobium tomentosum Guillem. ex Benth.; Chrysophyllum gonocarpum (Mart e Eicheler). Engl; Lafoensia pacari Saint-Hilaire; Astronium graveolens Jacq.; Pterogyne nitens Tul. e duas clímaces - Hymenaea courbaril L.; Eugenia involucrata DC.) que foram introduzidas em áreas com diferentes níveis de luz (borda e interior da floresta). A técnica de introdução de plântulas resultou em uma taxa de estabelecimento após um ano mais elevada (25,71%) do que a semeadura direta (8,61%). Os indivíduos da maior parte das espécies tiveram pequeno incremento em altura ao longo de um ano. A linha de enriquecimento situada no interior da área em restauração apresentou maior densidade em comparação às linhas da borda para ambas as técnicas. Contudo, as repostas variaram entre as espécies, sugerindo que a introdução de propágulos em diversos microssítios pode ser a alternativa mais adequada. A emergência das plântulas foi positivamente relacionada ao peso da semente, isto é, as espécies com sementes mais pesadas tiveram um maior número de plântulas emergentes do que as espécies com sementes de peso intermediário e mais leves. A semeadura direta apresentou melhor custo-efetividade do que a introdução de plântulas pois, mesmo precisando de uma maior densidade de propágulos para se obter o número desejado de indivíduos estabelecidos, seus custos ainda são inferiores. No entanto, ainda faltam sementes em quantidade e de qualidade no mercado, assim como conhecimentos acerca do desempenho das espécies utilizando ambas as técnicas testadas. Concluiu-se que tanto a semeadura direta, quanto a introdução de plântulas se mostraram técnicas viáveis para o enriquecimento inicial de uma área em restauração, mas a efetividade ecológica e econômica das mesmas pode ser melhorada por meio de introduções dos propágulos em diferentes períodos da estação chuvosa e pelo aumento da densidade de propágulos a serem introduzidos em campo, desde que ainda seja vantajoso economicamente. Futuros estudos também poderiam explorar diferentes ações que garantam a sobrevivência das plântulas após o plantio, como aclimatação das plântulas antes da introdução em campo e adubações adequadas para a formação de um torrão bem agregado.
Título em inglês
Enrichment of a forest undergoing restoration through direct seeding and inroduction of small seedlings
Palavras-chave em inglês
Atlantic Forest
Direct seeding
Restoration ecology
Small seedling introduction
Resumo em inglês
Assisted enrichment is a possible alternative to increase the chances of self-perpetuation of forests undergoing restoration implemented through an inadequate combination of species. It takes place specially in restoration sites inserted in matrices that are not permeable to fauna and flora and a long land-use history. However, low cost techniques for the enrichment of areas under restoration are still little studied, and there is a demand for research on different types of forest and native species belonging to different ecological groups. In this context, the present study evaluated the viability and efficiency of direct seeding and introduction of small seedlings of seven species for the enrichment of a 14-year-old restoration area, located in the municipality of Mogi-Guaçu, SP, Brazil, inside the Atlantic Forest, specifically in the Seasonal Semidecidual Forest type. Seeds and seedlings of seven tree species (five early secondary - Centrolobium tomentosum Guillem. Ex Benth.; Chrysophyllum gonocarpum (Mart and Eicheler), Engl. Lafoensia pacari Saint-Hilaire; Astronium graveolens Jacq., Pterogyne nitens Tul.; and two climax - Hymenaea courbaril L., Eugenia involucrata DC.) were introduced in areas with different levels of light (edge and interior of the area under restoration). Establishment rates after one year were higher for seedling introduction technique (25.71%) than direct seeding (8.61%). The individuals of most species had small increases in height over a year. The enrichment line located inside the restoration area presented higher density in comparison to the edge lines for both techniques. However, the responses varied among the species, suggesting that the introduction of propagules in several microsites may be the most adequate alternative. Emergence was positively related to seed weight. Direct seeding was more cost-effective than seedling introduction because, even though it requires a higher density of seedlings to obtain the desired number of established individuals, its costs are still lower. However, there is still a lack of quality and quantity seed in the market, as well as knowledge about the performance of the species using both techniques tested. Therefore, both direct seeding and small seedling introduction were feasible techniques for the initial enrichment of an area undergoing restoration, but the ecological and economic effectiveness of the techniques can be improved through introductions of propagules at different periods of the rainy season and by increasing the density of propagules to be introduced in the field, as long as it is still economically advantageous. Future studies could also explore ways to ensure seedling survival after planting, such as acclimatization of seedlings before field introduction and adequate fertilization for the formation of a well-aggregated clod.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-04-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.