• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2019.tde-20032019-121422
Documento
Autor
Nome completo
Vanderlei Benedetti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2018
Orientador
Banca examinadora
Bortoletto Junior, Geraldo (Presidente)
Cunha, Alexsandro Bayestorff da
Jankowsky, Ivaldo Pontes
Nolasco, Adriana Maria
Título em português
Caracterização da madeira de teca plantada em diferentes idades e regiões para produção de piso
Palavras-chave em português
Elementos anatômicos
Índice de conversão
Propriedades mecânicas
Secagem
Resumo em português
O objetivo desse trabalho foi avaliar as características anatômicas e químicas, as propriedades físicas e mecânicas, obter o rendimento do processo de produção de piso e sua qualidade e elaborar programas de secagem simplificada da madeira de árvores de teca (Tectona grandis L. f.) de plantações florestais seminais em diferentes idades, aproximadamente 9,5; 14,4 e 18,7 anos, provenientes dos municípios de Glória D'Oeste, Porto Esperidião e Rosário D'Oeste no Mato Grosso e de Angatuba no estado de São Paulo com idade de 9,4 anos. As toras obtidas desses povoamentos foram processadas para obtenção de amostras destinadas às referidas avaliações, bem como para produção de lotes de pisos de madeira maciça, os quais também foram analisados através de ensaios específicos de qualidade. Foram determinados os programas de secagem da madeira para cada um dos tratamentos, usando-se o método simplificado de secagem drástica. Através dessas avaliações e análises pretendeu-se verificar se as propriedades da madeira de teca, independentemente da idade, região e manejo, apresentam resultados similares, bem como se os pisos produzidos com o uso de madeiras de desbaste e com idade mais jovem mostram qualidade análoga aos produtos gerados com a madeira proveniente de florestas com idade definida para cortes intermediários e finais. A mesma avaliação foi realizada comparando-se a madeira produzida nos estados do Mato Grosso e São Paulo, na idade de 9,5 anos, para verificar possíveis diferenças na qualidade da madeira, devido às variações climáticas, de solo e de manejo. Os resultados apresentados mostram que o manejo da floresta, principalmente, em relação à densidade populacional inicial, influenciou o crescimento das árvores. A idade influenciou o maior diâmetro e volume individual das árvores. O volume e porcentagem de cerne apresentou a mesma tendência, aumentando com a idade, já a excentricidade da medula reduziu com a idade. A estabilidade dimensional foi menor no plantio de SP, devido às diferenças climáticas mais acentuadas e a maior população inicial do povoamento. Há correlação positiva entre a densidade básica e todas as propriedades mecânicas estudadas, bem como com algumas dimensões anatômicas como comprimento das fibras e espessura da parede. Não houve nenhuma correlação entre a idade dos plantios e as propriedades físicas, mecânicas ou anatômicas. Quanto maior a idade da floresta, maior foi o índice de conversão no processo de produção de piso. Entretanto, o volume de piso gerado por área foi maior na floresta com melhor manejo adotado, ou seja, menor densidade populacional inicial. Dentre os tratamentos avaliados o plantio com 9,5 anos do MT apresentou melhor produtividade de piso por área, o que mostra que esse tratamento, associado a essa finalidade, é mais vantajoso economicamente do que os outros, mas é necessária uma avaliação dos custos de produção do piso. Isso denota que o manejo aplicado nessa área, principalmente quanto a menor densidade populacional na implantação da floresta, apresentou melhores resultados de produção total de toras e conversão para piso e boa qualidade do produto final.
Título em inglês
Characterization of teak wood planted in different ages and regions for floor production
Palavras-chave em inglês
Anatomical Elements
Conversion rate
Drying
Mechanical properties
Resumo em inglês
The purpose of this work was to evaluate the anatomical and chemical characteristics, physical and mechanical properties, obtain the yield of the flooring production process and its quality and to elaborate programs of simplified drying of the wood of teak trees (Tectona grandis L. f.) of plantations forest at different ages, approximately 9.5; 14.4 and 18.7 years, from the municipalities of Glória D'Oeste, Porto Esperidião and Rosário D'Oeste in Mato Grosso, and from Angatuba in São Paulo state, aged 9.4 years. The logs obtained from these stands were processed to obtain samples for the said evaluations, as well as for the production of lots of solid wood floors, which were also analyzed through specific quality tests. The drying programs of the wood were determined for each of the treatments, using the simplified drastic drying method. Through these evaluations and analyzes it was sought to verify if the properties of the teak wood, regardless of age, region and management, present similar results, as well as if the floors produced with the use of thinning woods and younger age show similar quality to the products generated with the wood coming from forests with defined age for intermediate and final cuts. The same evaluation was carried out comparing the wood produced in the states of Mato Grosso and São Paulo at the age of 9.5 years to verify possible differences in wood quality due to climatic, soil and management variations. The results show that the forest management, mainly in relation to the initial population density, influenced the growth of the trees. Age influenced the largest diameter and individual volume of trees. The volume and percentage of heartwood presented the same tendency, increasing with the age, but the eccentricity of the marrow reduced with the age. The dimensional stability was lower in SP planting, due to the more pronounced climatic differences and the greater initial settlement population. There is a positive correlation between the basic density and all the mechanical properties studied, as well as some anatomical dimensions such as fiber length and wall thickness. There was no correlation between planting age and physical, mechanical or anatomical properties. The higher the forest age, the higher the conversion rate in the flooring production process. However, the flooring volume generated by area was higher in the forest with better management adopted, that is, lower initial population density. Among the evaluated treatments, the 9.5-year old plantation in MT presented better flooring productivity per area, which shows that this treatment, associated with this purpose, is more economically advantageous than the others, but an evaluation of the flooring production cost is need. This indicates that the management applied in this area, mainly as the lower population density in the forest implantation, presented better results of log total production and conversion to flooring and good quality of the final product.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-04-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.