• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Anderson Ribeiro Santiago
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2019
Orientador
Banca examinadora
Couto, Hilton Thadeu Zarate do (Presidente)
Almeida Junior, Antonio Ribeiro de
Silva Filho, Demóstenes Ferreira da
Young, Carlos Eduardo Frickmann
Título em português
Desflorestamento e desenvolvimento socioeconômico dos municípios brasileiros: considerações sobre a sustentabilidade do crescimento econômico e social
Palavras-chave em português
Efetividade de políticas pública
Florestas brasileiras
Representatividade amostral
Resumo em português
As florestas brasileiras abrigam boa parte da diversidade florística e faunística mundiais e têm papel fundamental na atenuação das mudanças climáticas globais. Apesar disso, estes ecossistemas vêm sendo progressivamente convertidos em algum uso antrópico cujo objetivo, em tese, é promover o desenvolvimento socioeconômico local. Diante disso, avaliou-se, nos anos 2000 e 2010, a efetividade da mudança no uso da terra como promotora do desenvolvimento brasileiro em nível municipal e regional. Primeiro, quantificou-se a influência dos indicadores de desenvolvimento socioeconômico sobre o desflorestamento, com o uso de modelos estatísticos de regressão linear múltipla. Para tanto, utilizaram-se 3.168 observações obtidas em municípios de todas as regiões geográficas brasileiras. Segundo, caracterizou-se esta influência recorrendo à determinação de amostras representativas, mediante análise de técnicas de amostragem aleatória simples e estratificada aleatória, utilizando diferentes intensidades amostrais. Terceiro, mensurou-se o impacto do programa amazonense Bolsa Floresta na redução do desflorestamento e na melhoria dos indicadores de desenvolvimento socioeconômico, aplicando o Emparelhamento por Escore de Propensão e a Diferença nas Diferenças em 579 observações. Os resultados indicaram que o desenvolvimento socioeconômico brasileiro foi efêmero, aumentou a desigualdade de renda e foi fruto do desflorestamento, que pode ser minimizado pela maior eficiência agropecuária. A caracterização da relação entre desflorestamento e desenvolvimento foi estabelecida com 10% dos municípios, selecionados preferencialmente pela amostragem estratificada aleatória. O Bolsa Floresta pode ter ajudado a diminuir o desflorestamento e a melhorar, em poucos anos, os índices educacionais dos municípios participantes do programa. Assim, considerando este modelo de desenvolvimento, de uso intensivo dos recursos naturais com baixo nível tecnológico, necessita-se fortalecer/ampliar as ações governamentais voltadas principalmente à população amazônica e à pesquisa/extensão agropecuária para desenvolver o país sem a perda expressiva das suas florestas nativas.
Título em inglês
Deforestation and socioeconomic development of Brazilian municipalities: considerations on the sustainability of economic and social growth.
Palavras-chave em inglês
Brazilian forests
Effectiveness of public policies
Sample representation
Resumo em inglês
The Brazilian forests have much of the world's floristic and faunal diversity and play a key role in mitigating global climate change. However, these ecosystems have been converted progressively into some anthropic use whose objective, in theory, is to promote local socioeconomic development. Thus, we evaluated, in 2000 and 2010, the effectiveness of land use change in Brazilian development at the municipal and regional levels. First, we quantified the influence of socioeconomic development indicators on deforestation by use of statistical models of multiple linear regression. To do this, we used 3,168 observations obtained in municipalities of all Brazilian geographic regions. Second, we characterize this influence by determining representative samples, via random and stratified sampling and different sample intensities. Third, we measured the impact of Amazonian Program, Bolsa Floresta, in reducing deforestation and improving socioeconomic development indicators, applying the Propensity Score Matching and the Difference in Differences in 579 observations. The results indicated that Brazilian socioeconomic development was ephemeral, increased income inequality and was the consequence of deforestation, which can be minimized by greater agricultural and livestock efficiency. The characterization of the relationship between deforestation and development was done by 10% of the municipalities, preferably selected by stratified sampling. The Bolsa Floresta may have helped to reduce deforestation and to improve, in a few years, the educational indexes of the municipalities attendant by the program. Thus, considering this model of development, intensive use of natural resources and low technological level, it is necessary to strengthen/expand government actions aimed, mainly, at the Amazon population and for agricultural research/extension, which would help to develop the country without the significant loss of their native forests.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.