• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2016.tde-28042016-113144
Documento
Autor
Nome completo
Bruno Marçal de Almeida
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2015
Orientador
Banca examinadora
Frizzone, Jose Antonio (Presidente)
Botrel, Tarlei Arriel
Marques, Patricia Angélica Alves
Rezende, Roberto
Roman, Rodrigo Maximo Sanchez
Título em português
Déficit e excesso hídrico na cultura do milho (Zea mays L.) em ambiente protegido
Palavras-chave em português
Déficit hídrico
Excesso hídrico
Manejo de irrigação
Milho
Potencial hídrico foliar
Resumo em português
O milho é uma das culturas de grande importância no cenário agrícola mundial devido sua importante participação no setor alimentício, bem como suas exigências hídricas no decorrer do seu ciclo. Sendo assim, tornam-se importantes os estudos quanto a utilização dos recursos hídricos, onde as estratégias de irrigação são de grande importância para a economia de água. O objetivo do presente estudo foi o de avaliar diferentes lâminas de irrigação (déficit e excesso) no decorrer do ciclo total e em fases fenológicas especificas da cultura do milho. Foram avaliadas as características de desenvolvimento, produção e estado hídrico da planta. Os experimentos foram realizados no Departamento de Engenharia de Biossistemas na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", ESALQ-USP, localizada em Piracicaba - SP. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com 12 tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos consistiam na reposição de 150, 100, 50 e 30% da água evapotranspirada (ETc), aplicadas em quatro subperíodos do ciclo total da cultura: subperíodo 1 (V4 a V8), subperíodo 2 (V8 a Vp), subperíodo 3 (Vp a R1) e subperíodo 4 (R1 a R6). Os dados de cada experimento foram submetidos a análise de variância individual e quando possível, análise de variância conjunta, utilizando os dados médios dos experimentos. O 1° plantio foi realizado em 18 de maio de 2012 e o 2° 21 de abril de 2013 em ambiente protegido, totalizando 137 e 144 dias de ciclo, com soma-térmica de 1413 e 1444°C graus dias acumulados (GDA), respectivamente. Avaliou-se a altura das plantas (ALT), altura de inserção da espiga (AIT.I), número de espigas por planta (N.E), peso da espiga com palha (PEP), peso da espiga despalhada (PED), número de grão por espiga (NG), número de fileiras de grão por espiga (NFG), tamanho da espiga (TE), diâmetro da espiga (DE) diâmetro do sabugo (DS), número de entrenós (NE) e produtividade (PG). Mediu-se a temperatura foliar (Tf), déficit de pressão e vapor (DPV) e potencial hídrico foliar(-Ψf). O potencial hídrico foliar mostrou ser o método eficaz quanto ao estado hídrico da planta, havendo diferenciação entre os quatro tratamentos estudados (IIII, EEEE, D50 e D70), demonstrando variação do seu valor ao longo do dia. Calculou-se o coeficiente de resposta da cultura ao déficit hídrico (KY), onde o período de pendoamento e floração foram os mais críticos quando a deficiência hídrica foi imposta em fases fenológicas especificas. A partir dos dados de produtividade e lâminas de água aplicadas nos dois experimentos, foi possível ajustar modelos polinomiais de 2° grau para a produtividade da água (PA) e função de produção da cultura. Os resultados permitiram concluir que a maior PA foi obtida no tratamento D50.
Título em inglês
Deficit and water excess in maize (Zea mays L.) in greenhouse
Palavras-chave em inglês
irrigation management
leaf water potential
maize
water deficit
water excess
Resumo em inglês
Deficit and water excess in maize (Zea mays L.) in greenhouse Maize is a culture with importance in global scenario due your function in food industry, as well as yours water requirements in the course of your cycle. Therefore, studies became important regarding the use of water resources where irrigation strategies are of great importance for water savings. This study aimed evaluate different irrigation levels (deficit and water excess) during a total maize cycle and at different specifics phenological stages of the culture. Development characteristics, production and hydric state of the plant were evaluated. The experiments were conducted at Department of Biosystems Engineering from "Luiz de Queiroz" College of Agriculture, located at Piracicaba, São Paulo State. The experimental design was a randomized block, with 12 treatments and 4 repetitions. Treatments consisted in replacement of 150, 100, 50 and 30% of water evapotranspired (ETc), applied in four subperiods of the total culture cycle: subperiod 1 (V4 to V8), subperiod 2 (V8 to Vp), subperiod 3 (Vp to R1) and subperiod 4 (R1 to R6). The experimental data were submitted to individual variance analysis, and when were possible, conjunct variance analysis, using the average data of the experiments. The first planting was carried out on 18 May of 2012 and the second, on April 21 of 2013, in greenhouse, totaling 137 and 144-day cycle, with sum-Thermal 1413 and 1444 °C accumulated degree days (ADD),respectively. Were evaluated the plant height (PH); ear height insertion (AIT.I); number of ears per plant (NE); ear weight with straw (PEP); weight of ear without straw (PED); number of grain per ear (NG); number of grain rows per ear (NFG); ear size (TE); ear diameter (dE); diameter of the cob (DS); number of between-nodes (NE) and productivity (PG). The leaf temperature was measured (Tm), also the vapor pressure deficit (VPD) and leaf water potential (Pl). Leaf water potential showed to be an efficient method regarding hydric state of the plant, there were difference between the four treatments studied (III, EEEE, D50 e D70), demonstrating variation of its value over the day. the response coefficient of the crop to water deficit (KY) were calculated, where the period of bolting and flowering were the most critical when water stress was imposed in specific phenological stages. From the productivity data and water levels applied in both experiments, was possible adjust second degree polynomials models to water productivity (WP) and culture production function. The results allowed conclude that a higher WP were obtained in the treatment D50.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-05-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.