• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Kazuo Kayo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1997
Orientador
Banca examinadora
Fama, Rubens (Presidente)
Frezatti, Fabio
Securato, Jose Roberto
Título em português
Estrutura de capital e oportunidades de crescimento: uma análise dos determinantes do endividamento em diferentes contextos empresariais
Palavras-chave em português
Administração de empresas
Investimentos
Resumo em português
A teoria de estrutura de capital ocupa-se do debate sobre a existência de uma composição ótima entre capital próprio e capital de terceiros e sobre os determinantes desse ponto ótimo. De um lado, Modigliani e Miller, ou simplesmente MM, defendem a irrelevância da estrutura de capital, ou seja, afirmam que o valor de um empresa depende apenas da qualidade das decisões de investimento. Do outro lado, os tradicionalistas defendem a idéia de que existe uma estrutura ótima de capital. Nos anos subseqüentes ao início da controvérsia entre MM e tradicionalistas, a teoria de estrutura de capita! desenvolve outras correntes de pensamento. As mais importantes referem-se aos conflitos de agência, informações assimétricas, interações de mercado, controle corporativo e tributação. Os trabalhos empíricos na área de estrutura de capital têm concentrado esforços para entender a influência de algumas variáveis consideradas determinantes do endividamento empresarial. De acordo com a teoria, dentre essas variáveis incluem-se os benefícios fiscais não relacionados à dívida, singularidade do produto, tamanho da empresa, lucratividade, crescimento, entre outras. Recentemente, alguns pesquisadores têm enfatizado a oportunidade de crescimento como principal determinante. McConnell e Servaes (1995, p.131) encontraram evidências de que em empresas com grandes oportunidades de crescimento o valor corporativo é negativamente correlacionado com o endividamento ao passo que em empresas com baixas oportunidades de crescimento o "valor corporativo é positivamente correlacionado com o endividamento. A metodologia de separação das amostras, utilizada por McConnell e Servaes, sugere a existência de um ciclo de vida da estrutura de capital, a exemplo do ciclo de vida do produto. A metodologia da pesquisa inclui a aplicação da análise de regressão e outros meios de tratamento de dados, como a estatística descritiva e o teste Kruskal-Wallis. Procura-se achar evidências do relacionamento entre o endividamento e seus determinantes em diferentes contextos empresariais (ou de X crescimento). Os resultados da pesquisa mostram, principalmente, que, dependendo do contexto empresarial (1) algumas variáveis mostram-se mais importantes que outras, (2) algumas teorias mostram-se mais relevantes que outras e (3) a relação de alguns determinantes com o endividamento pode ser diferente.
Título em inglês
Capital structure and growth opportunities: an analysis of determinats of debt in different business contexts
Palavras-chave em inglês
Business administration
Investment
Resumo em inglês
Capital structure theory is concerned with the debate on the exístence of an optimal mix between equity and debt and on its determinants. On one hand, Modigliani and Miller advocates the irrelevance of capital structure, that is, they argue that firrrVs value depends only on the investment decision quality. On the other hand, the traditional position defends that optimal capital structure does exist. Over the last years after MM and traditional position controversy, capital structure theory developed additional streams of thought. The most important streams are related with agency relationships, asymmetric information, market interactions, corporate control and tax-based considerations. Empirical work in the capital structure area has concentrated efforts to understand some variables behavior considered determinants of corporate leverage. According to the theory, some of these variables are non-debt tax shields, producfs uniqueness, firrrVs size, profitability, growth, among others. More recently, some researchers have been emphasizing growth opportunities as a primary determinant. McConnell and Servaes (1995, p.131) found evidences that in firms with high growth opportunities corporate value is negatively correlated with leverage whereas in firms with low growth opportunities corporate value is positively correlated with leverage. This McConnell and Servaes sample separation suggests the existence of a capital strucutre life cycle. Research methodology includes regression analysis application as well as descriptive statistics and Kruskal-Wallis tests. The main goal is to find evidences of relationship among leverage and its determinants in different corporate contexts of growth. Results show that depending on corporate context (1) some variables are more important than other variables, (2) some theories are more relevant than other theories and (3) relationship among leverage and determinants can be different.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.