• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.12.2016.tde-05052016-123429
Documento
Autor
Nombre completo
Fernando Torres Baptista da Costa
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2015
Director
Tribunal
Lopes, Alexsandro Broédel (Presidente)
Martins, Eliseu
Valente, Nelma Terezinha Zubek
Título en portugués
Relação entre cobertura da mídia, valor das empresas e liquidez das ações
Palabras clave en portugués
Ações
Assimetria de informação
Bolsa de valores
Disclosure
Imprensa
Informação financeira
Jornalismo econômico
Meios de comunicação
Mercado de capitais
Mídia especializada
Relações com Investidores
Resumen en portugués
Que tipo de relação existe entre a exposição que uma empresa tem na mídia e o seu valor de mercado e o volume de negócios com suas ações? Partindo da premissa que a exposição de uma empresa na imprensa aumenta o alcance das informações relativas a ela e contribui para diminuir a assimetria informacional entre a administração da companhia e os investidores, o objetivo deste trabalho foi testar empiricamente se existe relação positiva entre a exposição de companhias abertas brasileiras na imprensa e seu valor de mercado e a liquidez de suas ações em bolsa. Trata-se do primeiro estudo feito no Brasil sobre o assunto. A partir de uma amostra de 152 companhias que representavam 81% do valor de mercado da bolsa brasileira em março de 2015, foi levantada a frequência de matérias que citaram essas empresas no jornal Valor Econômico no período de 20 trimestres entre janeiro de 2010 e dezembro de 2014. A técnica estatística usada foi a de regressão com Dados em Painel, que considera a variação tanto entre as companhias da amostra como também as alterações de valores no tempo para cada empresa. Como esperado a partir da plataforma teórica e da evidência de estudos internacionais, os resultados indicam uma relação estatisticamente significativa entre cobertura da mídia e valor de mercado. Os resultados foram consistentes tanto no teste com o múltiplo preço/valor patrimonial (P/VPA) como com a métrica Q de Tobin como variável dependente. Isso significa que, nesta amostra, as empresas que aparecem com mais frequência na imprensa econômica têm maior valor de mercado relativo do que aquelas que aparecem menos. Um terceiro teste foi feito para medir a relação da exposição na mídia com a liquidez das ações, também encontrando associação estatisticamente significante e positiva. No caso do primeiro teste, é importante destacar que, quando a amostra foi dividida em quartis por porte, a cobertura da mídia perdeu significância para explicar o valor de mercado das maiores empresas do país. Espera-se que o trabalho, ainda que com as limitações de um estudo pioneiro no país, possa contribuir para que companhias abertas, assessorias de imprensa, veículos de comunicação e também os reguladores do mercado conheçam melhor as relações existentes com a exposição na imprensa. Se a linha de pesquisa prosperar e uma relação de causa e efeito for comprovada, imagina-se que no futuro as empresas poderão usar planos de mídia em estratégias de relações com investidores e medir esses efeitos.
Título en inglés
The relationship between media coverage and companies's market capitalization and stock liquidity
Palabras clave en inglés
Business journalism
Capital markets
Disclosure
Financial information
Information asymmetry
Investor relations
Press
Specialized media
Stock exchange
Resumen en inglés
What kind of relationship exists between the exposure that a company has in the media and its market value and the traded volume of its stocks? Assuming that the exposure of a company in the press increases the extent of information relating to it and helps to reduce the information asymmetry between the company's management and investors, the objective of this study was to empirically test whether there is a positive relationship between Brazilian companies exposure in the press and its market value and the liquidity of its shares on the stock exchange. This is the first study in Brazil on the subject. From a sample of 152 companies representing 81% of the market capitalization of the Brazilian stock market in March 2015, I have collected the frequency of stories in which they were mentioned in the Valor Econômico newspaper in the period of 20 quarters between January 2010 and December 2014. The statistical technique used was the regression with Panel Data, which considers the variation both between the sample of companies as well as value changes over time for each company. As expected from the theoretical platform and evidence from international studies, the results indicated a statistically significant relationship between media coverage and market value. The results were consistent in both the test with the multiple price-to-book (P/B) as with the Tobin's Q ratio as the dependent variable. This means that companies in this sample that appear more frequently in the financial press have higher market value relative to those that appear less. A third test was done to measure the relationship between media exposure with the liquidity of the shares, also finding statistically significant positive association. For the first test, it is important to note that, when the sample was divided into quartiles by size, media coverage has lost significance in explaining the market value of the largest companies in the Brazilian market. It is expected that work, albeit with the limitations of a pioneering study in the country, can contribute to public companies, press offices, media outlets and also the market regulators to have a more informed perception of the scope of the exposure in the press. If the line of research to thrive and if a cause and effect relationship is proven, it is thought that, in the future, companies may use media plans in investor relations strategies and measure these effects.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-05-10
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.