• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2007.tde-17102007-173046
Documento
Autor
Nome completo
Jacqueline Veneroso Alves da Cunha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Cornachione Junior, Edgard Bruno (Presidente)
Anuatti Neto, Francisco
Martins, Gilberto de Andrade
Neves, Jorge Alexandre Barbosa
Theophilo, Carlos Renato
Título em português
Doutores em ciências contábeis da FEA/USP: análise sob a óptica da teoria do capital humano
Palavras-chave em português
Capital humano
Contabilidade
Doutorado
Estudo e ensino
Resumo em português
Os pressupostos da teoria do capital humano estabelecem que as pessoas se educam e que o principal efeito da educação é a mudança que ela provoca nas habilidades e conhecimentos de quem estuda. Quanto maior o nível de escolaridade alcançado, maior o desenvolvimento das habilidades cognitivas e de produtividade. A conseqüência prevista é uma melhora no nível de renda, na qualidade de vida e nas oportunidades profissionais e sociais. Tendo por base esse arcabouço teórico, o propósito geral desta pesquisa foi identificar e analisar as avaliações e percepções dos doutores em Ciências Contábeis, titulados pela FEA/USP, sobre as influências do doutorado nos seus desenvolvimentos e nas suas responsabilidades sociais. Os achados da pesquisa confirmaram as expectativas, explicações e previsões da teoria. Na percepção dos egressos, os 19 fatores possíveis de ser alterados que lhes foram apresentados, identificados na teoria do capital humano e levantados em duas aplicações da técnica Delphi, foram substancialmente influenciados com a titulação. Foram eles: respeitabilidade e reconhecimento acadêmico/profissional, diferenciação profissional, espírito acadêmico, amadurecimento pessoal, produção acadêmica, oportunidades na carreira, autonomia profissional, habilidades cognitivas, competências analíticas, empregabilidade, prestígio, produtividade, mobilidade profissional, responsabilidade social, status, remuneração, promoção social, estabilidade profissional e estilo de vida, em ordem de classificação estabelecida pelos respondentes do questionário. Todos os 19 fatores foram muito bem avaliados pelos egressos, suportando a tese estabelecida de que cursar o Doutorado em Ciências Contábeis influencia positivamente no desenvolvimento profissional e social do indivíduo, conforme preconiza a teoria do capital humano. A condução desta pesquisa resultou em um volume expressivo de dados que permitiram, ainda, traçar um perfil demográfico e profissiográfico dos egressos do Doutorado em Ciências Contábeis da FEA/USP, levantando também suas contribuições acadêmicas. Mesmo sendo poucos os possuidores do título de doutor em Ciências Contábeis quando confrontados com os mais de 700 cursos de Ciências Contábeis, 159 titulados até 31/12/2005, uma parte significativa mantém a principal atividade remunerada vinculada ao mercado. Se considerarmos que o objetivo principal do doutoramento é a qualificação para a docência e a formação de pesquisadores, este não vem cumprindo integralmente seu papel. Os resultados evidenciam que o Doutorado em Ciências Contábeis tem encontrado sua principal clientela entre homens casados que desenvolvem suas atividades junto ao mercado, em grande parte oriundos de São Paulo e do próprio Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da FEA/USP, e que a maioria de seus egressos permanece em São Paulo atuando na academia. Titulam-se, em média, aos 42 anos e, ao ingressarem, buscavam seguir ou aprimorar a carreira de pesquisador. Parece que essa motivação foi delegada a segundo plano após a sua conclusão, pois cerca de 30,0% dos pesquisadores nunca publicaram um artigo científico em periódicos ou eventos ou, se o fizeram, foi feito antes de 31/12/2004. Mesmo motivados pela obtenção de mais conhecimento quando do ingresso no doutorado (a maioria dos doutores declarou que esse fator pesou muito nas suas decisões em fazer o doutorado), parece não ser intenção dos egressos disseminá-lo. Uma outra motivação que conduziu os respondentes ao doutorado (a maior parte deles declarou que essa motivação teve um peso de médio a alto) foi a obtenção de melhor nível de renda. E, nesse ponto, alcançaram pleno êxito. Os efeitos da titulação sobre os rendimentos são bastante acentuados. De uma forma geral, o que se percebe é que, quando almejavam a titulação, estavam em busca de aprimoramento profissional, ampliação de oportunidades e competitividade no desenvolvimento de suas atividades, prestígio, conhecimentos e melhoria na renda. Características essas que, acreditavam, a escolaridade diferenciada lhes traria, e trouxe. Os egressos demonstram grande satisfação quanto às contribuições do doutorado para as atividades que desenvolvem atualmente, dentro do escopo avaliado pela pesquisa.
Título em inglês
Accounting PhD graduates from FEA/USP: analisys in light of human capital theory.
Palavras-chave em inglês
Accountancy
Doctoral degree
Human capital
Teaching and learning
Resumo em inglês
The assumptions pertaining to the human capital theory establish that people study, and that the main result of education is the change it grants to the abilities and knowledge of those who study. The higher the education level, the more one is rewarded with the development of cognitive abilities and productivity results. The anticipated consequence is the improvement in income, life quality and professional and social opportunities. Based on this theoretical framework, this research aimed at identifying and analyzing the evaluations and views that holders of a PhD degree in Accounting Sciences from FEA/USP have on the influence of this degree on their social responsibilities and progress. The findings substantiate the expectations, explanations and predictions of the theory. According to graduates from this program, the 19 factors that might possibly have been altered and were presented to them, were identified by the human capital theory and recognized in two applications of the Delphi technique, were substantially influenced by the title. They were: respectability and academic/professional acknowledgement, professional distinctiveness, academic spirit, personal growth, academic production, career opportunities, professional autonomy, cognitive abilities, analytical competence, employability, prestige, productivity, professional mobility, social responsibility, status, earnings, social improvement, professional stability and lifestyle, in accordance with the order established by the respondents. The 19 factors were very well evaluated by the PhD holders, and give support to the thesis that holding a PhD degree in Accounting Sciences influences the professional and social development in a positive manner, which goes hand in hand with the human capital theory. This research resulted in an impressive amount of data that also allowed for the drawing of the demographic and professional profile of those who had obtained the degree in Accounting Sciences at FEA/USP, together with their academic contribution. Even not being in a high number when compared to the number in some other 700 institutions ? 159 PhD holders as of December 31st 2005, a significant number still keeps their main income activity connected with the market. If we consider that the main purposes of the acquisition of the degree are teaching qualification and the building of researchers, the PhD has not been fully accomplishing its mission. The results show that the PhD in Accounting Sciences has found its place mainly among married men who perform in the market, mostly coming from Sao Paulo, and from the FEA/USP Post Graduation Program on Accounting Sciences, and the majority of its graduates remain in Sao Paulo, working in the academic area. In the average, they finish their degree around 42 years of age and intended to follow or enhance research skills when they first started. It seems this motivation decreases after the degree is a reality, for around 30% of the researchers never published a scientific article in journals or events, and if this has been done, it happened before December 31st, 2004. Even motivated by the acquisition of more knowledge when entering the program (most PhD holders declared that this fact weighed in favor of their decision toward the PhD), it seems this is not something to be disseminated by the graduates. Another motivation driving the respondents (most declared this motivation to have medium or high weight in the decision toward the PhD) was the achievement of a higher income level. This pursuit was fully satisfied. The effects of the title on income are outstanding. In general, it is possible to notice that when those people were first willing to achieve the degree, they were in search of professional improvement; expansion of opportunities and competitiveness in the accomplishment of their activities; prestige; knowledge and better income. These, they believed, would be brought by better schooling. And that was so. The findings of this research show that they demonstrate great appreciation for the contributions of the PhD degree to the activities they currently perform.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-11-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.