• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2016.tde-18012016-170217
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Paiva Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Guerreiro, Reinaldo (Presidente)
Borinelli, Marcio Luiz
Aquino, André Carlos Busanelli de
Espejo, Marcia Maria dos Santos Bortolocci
Lavarda, Carlos Eduardo Facin
Título em português
Práticas colaborativas: investigação da relação entre abordagem de gestão de custos inter-organizacional, custo de transação e gestão de riscos em alianças
Palavras-chave em português
Alianças estratégicas
Controle de custos
Custos de transação (CT)
Gestão de custos
Gestão de riscos em alianças (GRA) (GCI)
Resumo em português
Esta tese aborda a relação entre a gestão de custos inter-organizacional (GCI), custos de transação (CT), e gestão de riscos em alianças (GRA) em empresas que operam no Brasil. O método de pesquisa foi o survey, com aplicação de um questionário. Os níveis de GCI, CT e GRA foram medidos tendo como base a percepção dos gestores de compras e suprimentos das empresas selecionadas. A amostra teve 85 respostas válidas, de 5 setores da indústria de manufatura (automotivo, bens de consumo, eletrônica, química e metalurgia). Os resultados demonstram uma associação significativa entre GCI e GRA, isto é, empresas que adotam a abordagem de gestão de custos inter-organizacional com maior intensidade possuem maior ênfase nas práticas de gestão de riscos. Além disso, verificou-se que a abordagem de GCI e GRA não afetam a percepção dos gestores sobre os CT, ou seja, a adoção de gestão de custos inter-organizacional não aumenta a percepção de custos de transação quando esta abordagem é adotada juntamente com práticas de gestão de riscos em alianças. Além disso, verificou-se que as empresas do setor de eletroeletrônicos apresentaram maiores níveis de GCI, enquanto as empresas da indústria automotiva tiveram os menores, demonstrando que empresas desse setor possuem menor propensão a compartir recursos, informações e tecnologia com seus fornecedores. Com relação à percepção de custos de transação e práticas de gestão de riscos, a análise demonstrou que não há diferenças significativas entre os setores estudados. Adicionalmente, os resultados demonstram que as empresas que utilizam ferramentas de gestão de custos, tais como custeio baseado em atividades (ABC) ou custeio alvo, possuem maiores níveis de GCI, o número de fornecedores e o tamanho desses parceiros também influencia na intensidade com que as empresas adotam a abordagem de GCI. Em relação à percepção de custos de transação, os resultados revelam que a experiência dos gestores e do tamanho da companhia influenciam na visão sobre os custos de transação. Já em relação às práticas de gestão de riscos em alianças, os resultados demonstram que as empresas que possuem acordos de ganhos compartilhados com fornecedores tendem a adotar mais intensamente as práticas GRA, além disso, o tamanho do fornecedor e setor de atuação da empresa também influenciam na intensidade com que tais práticas são adotadas. As principais contribuições deste trabalho foram o desenvolvimento de instrumentos para mensuração do nível de adoção de práticas de GCI e GRA, bem como a investigação empíricas sobre a relação entre percepção de GCI, CT e GRA.
Título em inglês
Collaborative practices: an investigation of relationship among inter-organizational cost management approach, transaction costs and alliance risk management
Palavras-chave em inglês
Alliance risk management (ARM)
Inter-organizational cost management (IOCM)
Transaction costs (TC)
Resumo em inglês
This PhD dissertation addresses the relationship between inter-organizational cost management (IOCM), transaction costs (TC), and alliance risk management (ARM) in companies operating in Brazil. The research method consists in applying a survey questionnaire. The scores of IOCM, TC, and ARM were measured having the perception of purchase and supply managers of selected firms as a basis. The sample has 85 valid answers, from 5 sectors of the manufacturing industry (automotive, consumer goods, electronics, chemical, and metallurgy). The results demonstrate a significant association between IOCM and ARM, that is, companies adopting an inter-organizational cost management approach have more emphasis on practices of alliance risk management. Besides, it was found that IOCM and ARM approach do not affect the manager's perception about TC, thus, adoption of inter-organizational cost management approach does not increases perception of transaction cost since this approach is combined with practices of alliance risk management. Moreover, it was found that firms from the electronics industry have the highest level of IOCM, while automotive industry firms have the lowest, showing that automotive firms has less likelihoods to share resources, information and technology with suppliers. Regarding perception of transaction cost and alliance risk management, there is no significant difference between the industries studied. Additionally, the research demonstrates that companies using a cost management tool, such as activity-based costing (ABC) or target costing, have a higher level of IOCM, number of suppliers and the size of partners also influences the intensity as firms adopting IOCM approach. Regarding the perception of transaction costs, the results reveal that both manager's experience and company size influence the perception of transaction cost. Concerning the practices of alliance risk management, the results demonstrate that the firms having earnings-sharing agreements with suppliers apply more ARM practices, also, the size of suppliers and the industry of the firms influences the intensity as firms adopt practices of alliance risk management. The main contribution of this study was the development of an instrument to measure the level of IOCM and ARM, as well as an empirical investigation of the relationship between perceived level of IOCM, TC and ARM.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
corrigidaRodrigo.pdf (2.73 Mbytes)
Data de Publicação
2016-01-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.