• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2011.tde-19032012-192936
Documento
Autor
Nome completo
Vinícius Simmer de Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Lima, Iran Siqueira (Presidente)
Carvalho, Luiz Nelson Guedes de
Nakamura, Wilson Toshiro
Título em português
Incentivos no nível da firma e consequências econômicas da convergência ao IFRS no Brasil
Palavras-chave em português
Contabilidade internacional
Custo de capital
Divulgação de informações financeiras
Mercado de capitais
Padrões e normas contábeis
Resumo em português
Esta dissertação investiga o papel dos incentivos individuais das companhias no compromisso com o atendimento das práticas de convergência ao IFRS, e o impacto da adoção destas práticas no custo de capital e liquidez de mercado no Brasil, um país emergente caracterizado por distinto ambiente institucional e elevadas oportunidades de crescimento. Este trabalho estende o estudo de Daske et al. (2008) ao considerar a observação de Ball (2006), de que a adoção de um padrão contábil superior não necessariamente se traduz em melhor qualidade de divulgação, uma vez que a qualidade dos relatórios contábeis pode ser fortemente moldada não pelas normas contábeis somente, mas também pelos incentivos e pela intensidade das forças políticas/econômicas presentes. Utilizando uma amostra de 148 companhias listadas na Bolsa Valores de São Paulo, o estudo emprega duas medidas para a caracterização da convergência baseadas no (i) Índice de Atendimento às Práticas de Convergência Internacional (IAPC) e na (ii) variação do volume de informação divulgada nos demonstrativos financeiros completos. Estimativas do custo de capital próprio são obtidas a partir de quatro modelos sugeridos pela literatura - Claus e Thomas (2001), Gebhardt et al. (2001), Easton (2004) e Ohlson e Juettner-Nauroth (2005). Para a liquidez de mercado, utilizam-se proxies para o bid-ask spread, turnover da ação e impacto no preço. Os incentivos econômicos estudados são: (i) tamanho; (ii) exposição ao mercado internacional; (iii) necessidade de financiamento externo; (iv) expectativa de oportunidades de crescimento; (v) desempenho; (vi) estrutura de propriedade e controle corporativo e (vii) empresa de auditoria externa. A metodologia da dissertação é subdivida nas seguintes análises: os determinantes do grau de atendimento às práticas de convergência; a heterogeneidade dos efeitos da convergência no mercado de capitais e a análise intertemporal dos efeitos da convergência no mercado de capitais. Em todas as abordagens, concentram-se nos papéis dos incentivos econômicos na análise. Inicialmente, a avaliação preliminar das proxies do estudo permitiu a validação empírica das estimativas do custo de capital próprio e das medidas de liquidez de mercado. Os resultados indicam que os incentivos são importantes determinantes do comportamento das empresas frente ao atendimento das práticas de convergência. Os resultados sugerem que empresas (i) maiores, (ii) menos alavancadas, (iii) com maiores oportunidades de crescimento, (iv) maior rentabilidade, (v) estrutura de propriedade e controle mais difusa e (vi) auditadas por companhias Big Four estão mais propensas a adotar as práticas de convergência de maneira que perfaçam mudanças materiais em suas políticas contábeis. A análise das consequências econômicas evidencia que, mesmo controlando para os incentivos subjacentes, o custo de capital e a liquidez de mercado (com exceção do Impacto no Preço) parecem estar relacionados ao compromisso das empresas com o atendimento das práticas de convergência ao IFRS. Assim, apesar das características emergentes da economia brasileira, os resultados apresentam indícios de que a adoção do modelo contábil internacional pode implicar em melhora no ambiente informacional das empresas independentemente dos efeitos individuais dos incentivos. No entanto, as evidências sugerem que a mensuração desta relação deve ser condicionada à análise dos incentivos subjacentes das empresas, pois eles parecem exercer efeitos interativos no custo de capital próprio e na liquidez de mercado. Por último, a análise intertemporal apresenta apenas fracos indícios de que o IAPC influencia a variação do custo de capital entre os períodos de 2006 a 2009. Nesta análise, os incentivos parecem dominar o efeito individual da norma contábil. Ao contrário, na análise da liquidez de mercado, o efeito individual da norma contábil parece sobrepor o efeito dos incentivos.
Título em inglês
Firm-level incentives and economic consequences of IFRS convergence in Brazil
Palavras-chave em inglês
Capital markets
Corporate disclosure
Cost of capital
International accounting
Resumo em inglês
The purpose of this dissertation is to investigate whether underlying firm-level incentives influence firms' compliance with IFRS convergence practices and whether this adoption impact firms' cost of equity capital and market liquidity in Brazil, a setting with a very distinct institutional environment and high growth opportunities. The study extends the work of Daske et al. (2008) considering Ball's (2006) observation that superior accounting standards do not necessarily translate into higher quality reporting, since reporting quality may be largely shaped not by accounting standards alone, but also by firm-level economic incentives and economic/political forces. Using a sample of 148 firms with shares traded in the São Paulo Stock Exchange, the study employs two measures of accounting convergence based on (i) compliance to a 58-item index (IAPC), called the International Accounting Standards Convergence Index and (ii) quantity increase in annual reports disclosure. An implied measure of cost of capital is calculated from four models (Claus and Thomas, 2001; Gebhardt et al., 2001; Easton, 2004; Ohlson and Juettner-Nauroth, 2005). Market liquidity is measured by the bid-ask spread, price impact and share turnover. Firm-level economic incentives consider size, exposure to international markets, financing needs, growth opportunities, profitability, ownership structure and corporate control and auditing firm. The methodology is divided in the following analysis: the determinants of the levels of compliance with the IFRS convergence practices, the heterogeneity of IFRS convergence effects on the capital markets and the intertemporal analysis of the IFRS convergence effects on the capital markets. In all approaches, the analyses focus on the roles of economic incentives. Initially, the preliminary assessment of the proxies allowed the empirical validation of the estimates of cost of capital and measurements of market liquidity. The results indicate that firm-level incentives are important determinants in the attitude of companies towards the adoption of IFRS convergence practices. The results suggest that firms that (i) are larger, (ii) are less leveraged, (iii) have greater opportunities for growth, (iv) have greater profitability, (iv) diffuse ownership and control structure and (v) are audited by the Big Four are more likely to adopt IFRS practices by implementing material changes in their accounting policies. The analysis of economic consequence shows that cost of capital and market liquidity (except the impact on price) seem to be related to the companies commitment to the adoption of IFRS convergence practices, even controlling underlying incentives. Thus, despite the emerging characteristics of the Brazilian economy, the results shows signs that the adoption of a superior accounting model can imply improvements to the information environment of companies, regardless of their firm-level incentives, resulting in positive impacts on capital markets. However, evidence suggests that measurement of this relation should be conditional on the analysis of firm-level incentives, since they seem to directly determine the disclosure of corporate financial information and exert interactive effects on the cost of capital and market liquidity. Finally, the intertemporal analysis provides only weak evidence that the IAPC influences the changes in cost of capital from 2006 to 2009. In this analysis, the incentives seem dominate the individual effect of accounting standards. Instead, the analyses of market liquidity shows that individual accounting standards seem dominate the effect of the incentives.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ViniciusSimmerdeLima.pdf (888.31 Kbytes)
Data de Publicação
2012-04-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.