• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2010.tde-29112010-182706
Documento
Autor
Nome completo
José Elias Feres de Almeida
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Lopes, Alexsandro Broedel (Presidente)
Favero, Luiz Paulo Lopes
Martins, Gilberto de Andrade
Martins, Vinicius Aversari
Silva, Adolfo Henrique Coutinho e
Título em português
Qualidade da informação contábil em ambientes competitivos
Palavras-chave em português
Competição econômic
Contabilidade financeira
Demonstração financeira
Mercado de capitais
Resumo em português
Esta tese investiga a influência do ambiente competitivo, medido pelo grau de competição, na qualidade das demonstrações contábeis. Para medir a qualidade dos números contábeis divulgados, foram utilizadas quatro métricas distintas que capturam diferentes propriedades da informação contábil: relevância, tempestividade, conservadorismo e gerenciamento de resultados. Estudos que investigaram a qualidade da informação contábil identificaram que firmas com mecanismos mais rígidos de governança corporativa divulgam números contábeis com qualidade superior e que a contabilidade pode exercer função contratual (LOPES, 2009). Por outro lado, a competição no mercado exerce efeito disciplinador na discricionariedade dos executivos (FAMA, 1980) e firmas com melhor desempenho e menores custos de agência teriam preço das ações mais altos (MANNE, 1965). Dessa maneira, a competição no mercado poderia ser um canal de influência na qualidade da informação contábil. Ainda incipiente na literatura, pesquisadores identificaram a influência da competição em duas das propriedades contábeis aqui analisadas: gerenciamento de resultados (MARCIUKAITYTE; PARK, 2009; TINAIKAR; XUE, 2009) e conservadorismo (DHALIWAL et al, 2008). Considerando-se que a competição no mercado pode melhorar a qualidade da informação contábil divulgada, com base nos fundamentos da Organização Industrial e na perspectiva de Stiglitz e Nalebuff (1983) sobre avaliação comparativa, o grau de competição de uma indústria aumentaria o fluxo de informações sobre as firmas e facilitaria a comparação entre seus pares, disciplinando as escolhas contábeis dos executivos. Para a execução deste estudo, utilizou-se uma amostra com base nos dados das companhias abertas listadas na BM&FBOVESPA, no período de 1996 a 2006, para construir as variáveis dos modelos de relevância, tempestividade, conservadorismo e gerenciamento de resultados, além das demais variáveis consideradas nos modelos (governança corporativa, ADR, tamanho, oportunidades de crescimento, endividamento e o índice de Herfindahl que mede o grau de competição). Como a estrutura dos dados (painel não balanceado) e da variável de interesse, a competição, capturam fatores das indústrias (setoriais), foram utilizadas regressões com erros-padrão robustos clusterizados nas indústrias. Os resultados obtidos, em geral, indicam que firmas em ambientes com alta competição não aumentam a relevância dos números contábeis; por outro lado, aumentam a tempestividade das informações contábeis, aumentam o grau de conservadorismo, mas não reduzem as práticas de gerenciamento de resultados. Por outro lado, observou-se que a interação do ambiente de alta competitividade em que as firmas estão inseridas com a adoção de práticas diferenciadas de governança corporativa, produzem efeitos sobre a discricionariedade contábil proporcionando incentivos (ou disciplinando as escolhas contábeis) para que as firmas divulguem números contábeis de qualidade superior.
Título em inglês
Quality of accounting information in competitive environments
Palavras-chave em inglês
Capital markets
Economic competition
Financial accounting
Financial statements
Resumo em inglês
This thesis investigates the influence of firms competitive environment, measured by the degree of competition, on the quality of financial statements. To measure the quality of the accounting numbers, I used four metrics that capture different properties of accounting information: value relevance, timeliness, conditional conservatism and earnings management. Studies of the quality of accounting information have identified that firms with enhanced corporate governance practices (strong mechanisms) disclose more reliable accounting numbers (LOPES, 2009). Furthermore, market competition exercises a disciplinary influence on executives discretionary power (FAMA, 1980) and firms with better performance and lower agency costs tend to have higher share prices (MANNE, 1965). Therefore, market competition can influence the quality of accounting information. Although the literature is still incipient, researchers have identified the influence of competition on two of the accounting properties analyzed here: earnings management (MARCIUKAITYTE; PARK, 2009; TINAIKAR; XUE, 2009) and conservatism (DHALIWAL et al, 2008). Since competition can improve the quality of the accounting information disclosed based on the tenets of industrial organization and the perspective of Stiglitz and Nalebuff (1983) on comparative valuation, a higher level of competition in an industry should increase the flow of information on firms and facilitate comparison with peers, disciplining the accounting choices of executives. To investigate this conjecture in the Brazilian setting, I used the accounting data from a sample of companies listed on the São Paulo Stock Exchange (Bovespa, now BM&FBovespa) in the period from 1996 to 2006 to construct the variables of the models to measure value relevance, timeliness, conservatism and earnings management, along with other variables considered in the models (corporate governance, dual-listing through ADRs, size, growth opportunities, leverage and the Herfindahl index, which measures the level of competition). Since the structure of the data (unbalanced panel) and the variable of interest competition capture factors of industries (sectors), I used clustered regressions with robust standard errors in the industries. The results obtained in general indicate that firms in highly competitive industries do not have more relevant accounting numbers, while they are more timely in their disclosures and more conservative in the accounting practices followed. The results also indicate there is no effect of competition on earnings management. Finally, the interaction of high competitiveness and the adoption of enhanced corporate governance practices appears to reduce the discretion of management in disclosing accounting numbers, thus improving the quality of firms accounting figures.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TeseJoseElias.pdf (1,002.16 Kbytes)
Data de Publicação
2010-12-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.