• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2007.tde-26012008-094208
Documento
Autor
Nome completo
Ricardo da Silva Freguglia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Menezes Filho, Naercio Aquino (Presidente)
Assunção, Juliano Junqueira
Avelino, Ricardo Rezende Gomes
Haddad, Eduardo Amaral
Souza, Andre Portela Fernandes de
Título em português
Efeitos da migração sobre os salários no Brasil
Palavras-chave em português
Econometria
Economia do trabalho
Migração
Salários
Resumo em português
Esta tese tem como objetivo central a análise da migração dos trabalhadores brasileiros e de seus efeitos sobre os diferencias salariais observados. Para isto, dois bancos de dados distintos foram construídos a partir de um longo painel de trabalhadores proveniente da RAIS-Migra (Ministério do Trabalho e Emprego) no período de 1995-2002. Com o primeiro banco, busca-se investigar o que ocorre com os diferenciais de salários entre os estados brasileiros, setores e ocupações após o controle pelas características não-observáveis, fixas no tempo, dos indivíduos. A idéia é examinar em que medida esses diferenciais ocorrem devido à concentração de trabalhadores com alta habilidade em alguns estados/setores/ocupações. Os principais resultados mostram que a magnitude dos diferenciais se torna até vinte vezes menor e que a significância estatística é substancialmente reduzida. Ocorre também uma reordenação entre as regiões e as indústrias. A variabilidade global diminui em até oito vezes, evidenciando a relevância da heterogeneidade individual não-observada ao explicar cerca de 70%, 83% e 88% dos diferenciais inter-regionais, inter-industriais e inter-ocupacionais, respectivamente. Com o segundo banco de dados, analisam-se os retornos à migração dos trabalhadores do estado de São Paulo, com ênfase na seleção e no ajustamento. Especificamente, busca-se estimar o salário relativo com o controle dos efeitos fixos individuais para capturar o viés decorrente da seleção positiva dos migrantes. Os principais resultados encontrados indicam a presença de viés de auto-seleção nas estimativas dos salários relativos por MQO, que apresentam coeficientes (positivos) bastante superiores aos coeficientes estimados por efeitos fixos (com sinal negativo). Há, portanto, perdas salariais para as pessoas que migram para São Paulo, que não possuem informação perfeita sobre o custo de vida. Na análise da assimilação do migrante em São Paulo, encontram-se evidências de ampliação dos ganhos salariais a taxas decrescentes, mas sem indicações de que os retornos dos migrantes superem o dos não-migrantes de modo permanente. Alguns grupos, porém, destacam-se na migração bem-sucedida. Os trabalhadores com o ensino superior encontram espaço no mercado de trabalho paulista, com ganhos em torno de 7% em relação aos não-migrantes. Outros ganhos decorrentes da migração também são registrados entre os trabalhadores dos setores de agropecuária e comércio, provenientes da região nordeste, pertencentes às ocupações de agricultura/florestais/pesca e científicas/técnicas/artísticas. Por fim, constata-se que os retornos à emigração, mesmo após a inclusão de efeitos fixos, são positivos. Em geral, os resultados são consistentes com a hipótese de que o elevado custo de vida em São Paulo pode não apenas trazer o migrante de volta para seu local de origem, mas também provocar uma emigração dos trabalhadores residentes em São Paulo para outras regiões do Brasil.
Título em inglês
Effects of migration on wages in Brazil
Palavras-chave em inglês
Fixed effects
Labor economics
Migration
Wages
Resumo em inglês
The aim of this thesis is the analysis of the Brazilian workers migration and of its effects on the observed wage differentials. This study uses two different data sets built from RAIS-Migra (Labor Ministry of Brazil), a long panel of workers for the years 1995 through 2002. The purpose of using the first data set is to investigate what occurs to the interstate, interindustry and inter-occupation differentials in wage, after the control by the unobservable characteristics of workers which are unchanged along the time. The main idea is to evaluate to what extent these differentials occur due to the concentration of high skilled workers in some states/sectors/occupations. The most important results show that, not only the sign of the differentials change, but also their magnitude drops by up to 20 times. As a result, there is a reorientation of wage differentials among regions and industries. Additionally, the overall variability drops by up to eight times, showing the importance of the non-observed individual heterogeneity by explaining about 70%, 83% and 88% of the inter-state, inter-industry and inter-occupation wage differentials. Using the second data set, this study evaluates the migration returns of workers in the São Paulo state, focusing selection and assimilation. Specifically, the goal is to estimate the relative wage with the control for the individual fixed effects. This method allows the observation of the bias from the positive selection of in-migrants. The results attest the evidence of selection bias in the relative wages estimated by OLS, since the coefficients of the fixed effects regression are lower (and with a negative signal) than the (positive) OLS coefficients. There are wage losses to the migrants in São Paulo, who are not aware of the high cost of living. Another important result is that the wage growth of migrants has been increasing slowly according to the local human capital they have acquired since their migration. However, there is no evidence that attest the permanent assimilation of migrants. It is important to highlight that some particular groups have a successful migration. Migrants with high levels of education have returns 7 percent higher than non-migrants. Other groups which also have gains after migration are workers from agriculture and trade, from Northeast region and from farming and scientific occupations. Finally, the out-migration gains are positive and significant, even after the inclusion of the fixed effect control. As a result, the cost of living is also an important factor to be considered in the São Paulo out-migration event.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CapaIFreguglia.pdf (15.78 Kbytes)
CapaIIFreguglia.pdf (21.19 Kbytes)
TeseRicardoFreguglia.pdf (702.14 Kbytes)
Data de Publicação
2008-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.