• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.12.2016.tde-02062016-111232
Documento
Autor
Nombre completo
Sandra Mara de Andrade
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2016
Director
Tribunal
Franca, Ana Cristina Limongi (Presidente)
Amorim, Wilson Aparecido Costa de
Lucas, Angela Christina
Sauaia, Antonio Carlos Aidar
Stefano, Silvio Roberto
Título en portugués
Qualidade de vida no trabalho: proposta de um modelo integrador do  BPSO com justiça organizacional para o bem-estar de servidores públicos
Palabras clave en portugués
Bem-estar
Justiça organizacional
Qualidade de vida no trabalho
Servidores públicos
Resumen en portugués
A Gestão da Qualidade de Vida no Trabalho - QVT, pode proporcionar benefícios importantes nas organizações como o aumento da produtividade e a melhoria do bem-estar dos trabalhadores. Evidências empíricas sugerem um interesse crescente em pesquisas que buscam estabelecer relações entre qualidade de vida no trabalho (QVT) e justiça organizacional, sendo assim este estudo teve como objetivo analisar a relação entre o os aspectos modelo BPSO (LIMONGI-FRANÇA, 1996), Justiça Organizacional e Bem-Estar, para a construção de um modelo integrado de Gestão de Qualidade de Vida no Trabalho no contexto do Serviço Público. A presente pesquisa caracteriza-se quanto aos seus diferentes aspectos como um estudo de campo, quantitativo descritivo. A coleta de dados se deu por meio de pesquisa survey com os servidores públicos de uma prefeitura no interior do Paraná. Os dados foram tratados a partir de analises estatísticas univariadas e multivariadas, o modelo foi analisado por meio da modelagem e equações estruturais. Os resultados do modelo sugerem que Justiça organizacional é um antecedente do modelo BPSO-1996 e que os aspectos biológicos e sociais não apresentam relação estatística significativa com bem-estar no serviço público. Os aspectos sociais foram os que apresentaram os piores índices de satisfação na percepção dos indivíduos pesquisados. As análises empreendidas em torno das relações entre as dimensões do modelo e dos aspectos demográficos dos respondentes, permitiram identificar que renda, escolaridade e o fato de acreditar que a pesquisa pode ser utilizada para ações de qualidade de vida na instituição apresentaram diferenças significativas de percepção em relação aos constructos do modelo, mas idade e estado civil, tempo de instituição e dependentes, não apresentaram diferença significativa em relação à nenhumas das dimensões.
Título en inglés
Quality at Work Life: proposal of an integrator model of BPSO with organizational justice for the well-being of public servants
Palabras clave en inglés
Organizational justice
Public servants
Quality at work life
Well-being
Resumen en inglés
Life Quality Management at Work can provide important benefits in organizations, such as the productivity raise and the improvement of the workers well-being. Empirical evidences suggest an increasing interest in researches that seek to establish relationships between Quality at Work Life and Organizational Justice. Therefore, this study had as an objective to analyze the relationship between the aspects of the BPSO model (LIMONGI-FRANÇA, 1996), Organizational Justice and Well-Being, for the construction of an integrated model of Life Quality Management at Work in the Public Service context. The present research is characterized by its different aspects as a field study, quantitative descriptive. The data collection was made by a survey with the public servants of a city hall in the interior of Paraná. Data were treated by univariate and multivariate statistical analysis and the model was analyzed by means of a modeling of structural equations. The results of the model suggest that the Organizational Justice precedes the BPSO-1996 model and the biological and social aspects do not present a statistical significant relationship with the well-being in the public service. Social aspects presented the worst indexes of satisfaction in the perception of the researched individuals. The analyzes undertaken around the relationships between the dimensions of the model and the demographic aspects of the respondents allowed to identify that income, schooling and the belief that the research can be used for life quality actions in the institution presented significant differences of perception in regard to the constructs of the model, but age and marital status, institution time and dependents, did not present any significant difference regarding any of the dimensions.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-06-07
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.