• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2019.tde-04022019-143813
Documento
Autor
Nome completo
Luiza Maria Pinto de Carvalho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Dutra, Joel Souza (Presidente)
Guedes, Liliana Vasconcellos
Treff, Marcelo Antonio
Veloso, Elza Fatima Rosa
Título em português
Carreira caleidoscópio: um estudo qualitativo sobre as decisões de carreira de mulheres executivas
Palavras-chave em português
Administração de carreiras
Carreira
Carreira caleidoscópio
Executivas
Mulheres
Opt out
Resumo em português
Depois de algumas décadas da entrada das mulheres no mercado de trabalho, esperava-se que a equidade de gênero já fosse uma realidade nas organizações. Porém, os números mostram que os homens ainda são maioria e que quanto mais alto o cargo, menor a quantidade de mulheres. No Brasil, segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2016, 60,9% dos cargos gerenciais, tanto no poder público quanto na iniciativa privada, eram ocupados por homens e 37,8% por mulheres. As mulheres continuam ganhando menos com salários em torno de 75% inferiores ao dos homens. A questão do aumento da presença das mulheres nas organizações deve ser vista como um problema econômico, pois elas representam talentos que podem contribuir para o aumento da produtividade e dos resultados financeiros das organizações, gerando impactos positivos em toda a economia. De fato, a maioria das mulheres possui carreiras não lineares e realizam mudanças de trajetórias em suas carreiras. O termo "opt out" foi utilizado para explicar a saída de mulheres altamente qualificadas das organizações. Acreditava-se que o principal motivo desta mudança de carreira era em função da maternidade e da família. Porém, Mainiero e Sullivan (2005) fizeram uma extensa pesquisa e descobriram que os motivos do "opt out" eram muito mais complexos. Necessidade de oportunidades interessantes, reconhecimento e equilíbrio entre vida pessoal e profissional são fundamentais para as mulheres. Desenvolveram, então, um novo modelo de carreira chamado de modelo da carreira caleidoscópio. Baseado no funcionamento do caleidoscópio, considera que as decisões de carreira dependem de três pilares: autenticidade, balanço e desafio. As pessoas ajustam suas carreiras de acordo com a importância de cada um desses pilares ao longo de suas vidas. Com base no modelo da carreira caleidoscópio, esta pesquisa de natureza qualitativa analisou os fatores que influenciam as decisões de carreira de mulheres executivas. No referencial teórico, foram considerados 3 construtos principais: carreira, gênero e ambiente corporativo. Foram realizadas 18 entrevistas não estruturadas com 2 grupos de mulheres na fase intermediária de carreira e com pelo menos 1 filho: mulheres que permanecem na carreira corporativa e mulheres que mudaram de carreira. A análise dos resultados foi feita em 2 partes: a análise cronológica das carreiras dessas mulheres e a análise de conteúdo com a categorização e análise das respostas obtidas. As conclusões mostraram que as decisões de carreira das mulheres são extremamente complexas e dependem de inúmeros fatores. Vida pessoal e profissional devem ser analisadas de forma integrada e a maternidade não é o fator decisivo para as mudanças de carreira das mulheres. O modelo da carreira caleidoscópio mostrou-se bastante aderente à análise efetuada e os pilares autenticidade, balanço e desafio foram priorizados de acordo com cada momento. Clima organizacional e liderança positivos, políticas corporativas, suporte da família e do parceiro e equilíbrio nos pilares autenticidade, desafio e balanço são alguns dos fatores que contribuem diretamente para a permanência na carreira corporativa. Diante de dificuldades, insatisfação e desequilíbrios nos pilares da carreira caleidoscópio, as mulheres tomam suas decisões de carreira e em alguns casos, fazem o "opt out" total.
Título em inglês
Kaleidoscope career: a qualitative analysis about women's career decisions
Palavras-chave em inglês
Career
Career management
Executives
Kaleidoscope careers
Opt out
Women
Resumo em inglês
After a few decades of women entering the labor market, it was expected that gender equity would already be a reality in organizations. However, men are still the majority and the differences are worse at the top positions. In Brazil, according to IBGE, in 2016, women represented only 37,8% of the management positions in the state and private companies and their wages were 25% lower than men's. To increase the presence of women in organizations should be seen as an economic problem, since they represent talents that can contribute to the increase of productivity and financial results of the organizations, generating positive impacts throughout the economy. In fact, most women have non-linear careers and make career changes. The "opt out" term was used to explain the evasion of highly skilled women from organizations. Maternity and family reasons were considered the main reasons for these career changes. However, Mainiero and Sullivan (2006) found out that the opt out reasons were more complex. Interesting opportunities, recognition and balance between personal and professional life were considered very important factors for women's lives. As a result of this research, they developed the kaleidoscope career model. Based on the kaleidoscope's system, it considers that career decisions depend on three pillars: authenticity, balance and challenge. People adjust their careers according to the importance of each of these pillars throughout their lives. Based on the kaleidoscope career model, this qualitative research examined the factors that influence the career decisions of executive women. In the theoretical reference, 3 main constructs were considered: career, gender and corporate environment. There were 18 unstructured interviews with 2 mid-career women groups and at least 1 child: women who remained in the corporate career and women who changed their careers. The analysis of the results was done in two parts: the chronological analysis of the careers of these women and the content analysis with the categorization and analysis of the answers obtained. The findings showed that women's career choices are extremely complex and depend on a number of factors. Personal and professional life should be analyzed in an integrated way and motherhood is not the decisive factor for women's career changes. The kaleidoscope career model showed to be quite adherent to the analysis performed and the authenticity, balance and challenge pillars were prioritized according to each moment. Positive organizational climate and leadership, corporate policies, family and partner support and the pillars of authenticity, challenge and balance are some of the factors that directly contribute to the permanence in the corporate career. Difficulties, dissatisfaction and imbalances in the cornerstones of the kaleidoscope career can lead women to make significant career decisions and, in some cases, opt out.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CorrigidoLuiza.pdf (3.41 Mbytes)
Data de Publicação
2019-02-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.