• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2016.tde-07072016-115731
Documento
Autor
Nome completo
Caroline Gonçalves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Zylbersztajn, Decio (Presidente)
Marcovitch, Jacques
Saes, Alexandre Macchione
Souza, José Paulo de
Watanabe, Kassia
Título em português
Agro-estratégias através do tempo
Palavras-chave em português
Agronegócio
Economia dos custos de transação
Estratégias de cooperativas
História de negócios agrícolas
Resumo em português
No início dos anos 2000 consolidou-se o quadro de significativas alterações e ajustes nas estratégias das organizações agrícolas. Destacam-se: a consolidação das organizações, a internacionalização dos sistemas de base agrícola, a inovação presente em processos e produtos e de natureza organizacional, a introdução da variável socioambiental, e a adoção de estratégias de transparência. A cooperação pode exigir investimentos especializados, e os incentivos para a sua realização dependem de mecanismos de controle de custos de transação. Com a presença de incerteza no ambiente econômico e nas transações, a flexibilidade planejada visa eventuais ajustes em face de eventos inesperados. Arranjos institucionais complexos (leia-se, contratos) são observados como forma de responder a necessidades apontadas. Além de confiança, reputação, e mecanismos relacionais, a evolução dos mecanismos sociais por trás dos contratos de sociedade é algo a ser desenvolvido. O presente estudo propõe que as cooperativas agrícolas podem desenvolver mecanismos de governança que geram uma competência adaptativa para enfrentar eventos inesperados. O presente estudo explorou uma visão retrospectiva de estratégias adotadas por cooperativas brasileiras. Assumiu-se aqui uma nova vertente analítica da "História de Negócios" e suas implicações voltadas ao sistema agroindustrial. Como diretriz de método, foram seguidas as etapas de identificação das principais estratégias relatadas nos estudos de casos escolhidos, sobre cooperativas, desenvolvidos entre 1991 e 2002. Na sequência compararam-se as estratégias com as diretrizes apresentadas no capítulo teórico. Admite-se que as estratégias que implicam em maiores investimentos em ativos específicos tendem a tornarem mais rígidos os arranjos e dificultam a plasticidade, ou adaptação, das cooperativas agrícolas - onde naturalmente as mudanças ocorrem de forma mais lenta - frente a choques ou eventos externos.
Título em inglês
Agri-strategies through time
Palavras-chave em inglês
Agri-business history
Cooperative strategies
Transaction cost economics
Resumo em inglês
The early 2000s consolidated the framework of significant changes and adjustments in the strategies of organizations working in agribusiness systems. Of note are: the consolidation of the organizations themselves, the internationalization of agricultural-based systems, the innovation in processes and products, organizational innovations, environmental variables and the adoption of transparency strategies. Cooperative efforts may require specialized investments in the form of incentives that depend on transaction cost control mechanisms. The environmental and transactional uncertainties and the need for flexibility on the part of organizations are all considered in the relevant literature. Complex institutional arrangements (contracts) are seen as a means to meet these needs. In addition to trust, reputation and business relationships, the evolution of the social mechanisms behind the contracts of society is an area of study to be further developed. Farming cooperatives are good examples how unexpected events can be addressed and strategies of adaptation can be implemented. In this study, we presented a retrospective view of the strategies adopted by Brazilian cooperatives. We adopted a new analytical "business history" approach to agro-based systems. When researching this work, we noticed a lack of research into the history of agribusiness. As a guideline method, we followed the steps of identifying key strategies reported in chosen case studies of cooperatives published between 1991 and 2002. Subsequently, the strategies were compared with the guidelines presented in the work. We admit that strategies based on high levels of asset specificity become more inflexible the arrangements and difficult plasticity or adaptation of the agricultural cooperatives - where changes naturally occur slowly - in face of external shocks or events
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CorrigidaCaroline.pdf (3.65 Mbytes)
Data de Publicação
2016-07-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.