• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.12.2014.tde-13062014-144028
Document
Auteur
Nom complet
Edison Simoni da Silva
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2014
Directeur
Jury
Kayo, Eduardo Kazuo (Président)
Silva, Wesley Mendes da
Tavares, Rosana
Kimura, Herbert
Silveira, Alexandre di Miceli da
Titre en portugais
Governança corporativa e retorno anormal em aquisições: evidências do Brasil
Mots-clés en portugais
Finanças das empresas
Fusão e aquisição de empresas
Governança corporativa
Valor (Administração)
Resumé en portugais
Estudos realizados no Brasil e no exterior têm obtido evidências de que as empresas experimentam retornos anormais, em média, nulos ou próximos de zero em anúncios de aquisição de outras firmas, mas com elevada dispersão. Identificar fatores que possam explicar tal variância, com foco na estrutura de governança das empresas adquirentes, é o tema desta tese. De forma mais específica, a presente tese procura investigar se características ligadas à estrutura de controle e propriedade e ao conselho de administração das firmas adquirentes apresentam relações estatisticamente significantes com o retorno anormal das adquirentes nos anúncios de aquisição, nas direções sugeridas pela literatura. As análises foram efetuadas com uma amostra de 249 anúncios de aquisições feitos, entre 2001 e 2013, por empresas negociadas em bolsa no Brasil. Os resultados indicam que, em média, tais transações criaram valor para os acionistas das adquirentes. Todavia, como ocorrido em outros estudos, foi observada elevada dispersão. Por meio de análises de regressão linear múltipla, foram obtidas evidências de relação positiva entre o retorno anormal das adquirentes e a concentração da propriedade, especialmente em altos níveis e nas mãos do maior acionista (em termos de direitos de votos). Este resultado corrobora a hipótese de que a concentração da propriedade alinha os interesses dos acionistas controladores aos dos demais acionistas. Também foram obtidas evidências de relação negativa entre o retorno anormal e o controle estatal. Além de se encontrar uma relação negativa, foram obtidas evidências de destruição de valor nas aquisições feitas por tais empresas. Tais resultados estão em linha com a hipótese de que os acionistas minoritários de tais empresas estão sujeitos a maior nível de expropriação pelo controlador. É preciso, todavia, tomar os resultados com cautela, pois o número de observações em que a adquirente tem controle estatal é baixo (apenas 3,2% da amostra). Ainda sobre a identidade do controlador, não foram obtidas evidências de relação estatisticamente significante entre o retorno anormal e o controle familiar. Tal resultado é consistente com os obtidos em estudos realizados com dados de outros países. Com relação ao conselho de administração, foram obtidas evidências de uma relação positiva entre a sua independência e o retorno anormal. Este resultado pode ser explicado tanto por uma redução dos conflitos de interesses em empresas com conselhos mais independentes, quanto por uma melhoria do processo decisório em decorrência da redução das chances de ocorrência de vieses cognitivos. A diversidade do conselho também apresentou relação positiva com o retorno anormal, mas com significância estatística em apenas parte das análises. Em termos gerais, esta pesquisa apresenta evidências de que as características da estrutura de governança das empresas adquirentes podem colaborar para explicar a variância nos retornos anormais associados a anúncios de aquisições em um ambiente caracterizado por maior concentração do controle e da propriedade.
Titre en anglais
Corporate governance and abnormal return in acquisitions: evidence from Brazil
Mots-clés en anglais
Corporate finance
Corporate governance
Corporate mergers and acquisitions
Value (Business administration)
Resumé en anglais
Research in Brazil and abroad has obtained evidence that firms experience, on average, zero or near zero abnormal returns on announcements of acquisitions of other firms, but with high dispersion. Identifying factors that may explain such variance, focusing on the governance structure of the acquiring firms, is the subject of this thesis. More specifically, this thesis aims to investigate whether characteristics related to the structure of ownership and control and of the board of directors of the acquiring firms show statistically significant relationships with the abnormal return of acquiring firms on acquisition announcements, in the directions suggested by the literature. Analysis was performed over a sample of 249 announcements of acquisitions made between 2001 and 2013 by publicly-traded companies in Brazil. The results indicate that, on average, such transactions have created value for acquiring companies' shareholders. However, as other studies have found, high dispersion has been verified. By using multiple regression analysis, evidence of a positive relationship between abnormal returns of acquiring companies and their ownership concentration has been verified, especially at high levels and in the hands of the largest shareholder (in terms of voting rights). This result supports the hypothesis that concentration of ownership aligns the interests of the controlling shareholders to the interests of other shareholders. Evidence of a negative relationship between abnormal returns and state control over acquiring firms has also been found. In addition to such negative relationship, evidence of value destruction in acquisitions made by those companies has been verified. These results are in line with the hypothesis that minority shareholders of such companies are subject to higher levels of expropriation by the controlling shareholder. However, it is necessary to take the results with caution because the number of observations on which the acquirer has state control is low (only 3.2% of the sample). Still regarding the identity of the controlling shareholder, no evidence of a statistically significant relationship between abnormal return and family control over the acquiring companies has been found. This result is consistent with those obtained in studies over data from other countries. With regard to the board of directors, evidence of a positive relationship between independence and abnormal returns has been found. This result can be explained both by a reduction of conflicts of interests in firms with more independent boards, and by an improvement in the decision-making process due to a reduction of the probability of occurrence of cognitive biases. Board diversity also showed a positive relationship with abnormal returns, but with statistical significance in only part of the analysis. Overall this research presents evidence that the characteristics of the structure of corporate governance of acquiring firms can contribute to explain the variance in abnormal returns associated with acquisition announcements in an environment characterized by concentration of control and ownership.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2014-06-24
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.