• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2011.tde-15122011-183917
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Alberto Marcondes Homen de Mello e Castro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Gouvea, Maria Aparecida (Presidente)
Serralvo, Francisco Antonio
Toledo, Geraldo Luciano
Título em português
A influência dos tipos de marca na opinião de valor e preferência de compra de um produto
Palavras-chave em português
Marcas
Marketing
Marketing social
Preferências
Resumo em português
Tida inicialmente como um artifício de identificação do produtor e, desse modo, garantia de qualidade, a marca, desde o século XX, passou a ser considerada um poderoso signo que representa, implicitamente, experiências, valores, idéias e mesmo personalidade para o consumidor, adicionando às suas funções iniciais a capacidade de influenciar a percepção em relação a uma oferta e comunicar características de quem a consome. Com o acirramento da competição entre as empresas, houve uma proliferação de marcas a fim de se obter distinção em relação aos concorrentes. Esse movimento foi mais forte na categoria de bens de consumo, onde os compradores reduziram sensivelmente o tempo gasto nas compras; assim, a marca torna-se necessária para fazer o produto "saltar" aos olhos do consumidor no curto espaço de tempo em que ele está observando a gôndola. Assim, muitos tipos de marca foram criados, cada um com características distintas na sua identidade e posicionamento e diferentes efeitos sobre o consumidor. A fim de ampliar o conhecimento sobre essas diferenças e auxiliar na escolha do tipo de marca mais adequado para uma determinada oferta, este estudo exploratório se propôs a avaliar a influência das marcas genéricas, de fabricante e social sobre a opinião de valor e preferência de compra de um produto. Para isso, entre os meses de março e julho de 2011, coletaram-se, de 260 brasileiros maiores de 18 anos, opiniões e preferência em relação a tipos de camisetas e seus atributos. Na análise dos dados empregou-se a análise conjunta e de conglomerados, o teste t e a mensuração da elasticidade-preço da demanda. Entre os resultados, obteve-se o modelo de preferência por camisetas para 184 respondentes, observando-se que o tipo predileto é o de marca genérica, que não exibe nenhum signo aparente, com alta qualidade e baixo preço, sendo a qualidade, seguido pela marca e depois o preço, os atributos mais importantes para a preferência por ela. Também, foi possível observar que esses 184 respondentes podem ser reunidos em seis grupos diferentes segundo as suas preferências, sendo que a preferência pelas marcas e a sensibilidade ao preço e qualidade variaram entre eles. Sobre a capacidade da marca em cobrar preços diferenciados, na opinião de toda a amostra válida (248 pessoas), a de fabricante e a social podem aplicar, em média, preços 57% e 25% maiores, respectivamente, em relação à genérica. Já em relação à elasticidade, utilizada como aproximação da medida de fidelidade do consumidor à marca, observou-se que, no caso da necessidade de se comprarem duas camisetas que se diferenciam apenas na cor, os 248 entrevistados revelaram menor elasticidade à marca genérica, seguida pela social e a de fabricante. Todas essas análises foram produzidas, também, segundo o gênero sexual e a preferência declarada pelo tipo de marca de cada participante. Portanto, com os resultados apresentados neste estudo, acredita-se ter contribuído para a geração de um comparativo entre os três tipos de marca avaliados que poderá servir de subsídio na decisão de qual tipo de marca adotar para uma oferta e servir de insumo para futuras pesquisas sobre o tema.
Título em inglês
The influence of brand types on consumer opinion of value and preference about a product
Palavras-chave em inglês
Brand
Cause marketing
Marketing
Preference
Social marketing
Resumo em inglês
Taken initially as a producer's identification device and, in this way, quality warranty, since twentieth century, the brand started to be thought as a powerful sign that represents, implicitly, experiences, values, ideas and even personality for the consumer, adding to its initial functions the ability to influence the perception about an offer and communicate characteristics of those who consume it. With the increasing competition among the companies, a proliferation of brands occurred in order to gain distinction against competitors. This trend was stronger in the consumer goods category, where the buyers reduced significantly the time spent on shopping; so the brand becomes necessary to make the product pop-up to consumers' eyes in the short time he is looking to the shelf. Thus, many kinds of brands were created, each one with distinct characteristics of its identity and positioning, and different effects on the consumer. In order to increase knowledge about these differences and assist the choosing of the most appropriate brand type for a particular offering, this exploratory study was elaborated to analyze the influence of generic, manufacturer and social brands on the opinion of value and purchasing preference of a product. To achieve this objective, between March and July 2011, were collected from 260 Brazilians over 18 years, opinions and preferences regarding types of shirts and their attributes. In the data analysis, it was used the conjoint and cluster analysis, the t-test and the measurement of price elasticity of demand. Among the results, it was obtained the T-shirts preference model for 184 respondents, observed that the preferred type is the one of generic brand, which shows no apparent sign, with high quality and low price, being quality, followed by brand and then price, the attributes most important to the preference for it. Also, it was possible to observe that these 184 respondents can be divided into six different groups according to their preferences, being that the preference for brand and the price and quality sensitivity varied among the clusters. About the brand's ability to charge different prices, in the opinion of all the valid sample (248 people), the manufacturer and social brands may apply, on average, prices 57% and 25% higher, respectively, compared to the generic version. As for elasticity, used as a proxy measure of consumer loyalty to the brand, it was observed that in the case of the need to buy two shirts that differ only in color, the 248 respondents showed lower elasticity to the generic brand, followed by the social and manufacturer types. All these analyses were produced, also, according to sexual gender and the brand type stated preference of each participant. Therefore, with the results presented in this study, it is believed to have contributed to the generation of a comparison among the three brand types assessed, which may help in the decision of which type of brand to choose for an offer and serve as input for future research on the subject.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-02-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.